Seleção Brasileira pode se beneficiar ou se prejudicar com o adiamento das Olimpíadas?

- A possível perda de nomes de peso causa preocupação para os atuais defensores do ouro
Seleção Brasileira deve possuir desfalques na sua vertente Olímpica.

A pandemia de COVID-19 obrigou que as principais organizações esportivas do mundo paralisassem suas atividades, incluindo a FIFA e o Comitê Olímpico Internacional. Por isso, muitas soluções para o rombo dos calendários continuam sendo especuladas, como adaptar nossas datas à moda europeia. No entanto, quando se fala na Seleção Brasileira, o nível de complexidade tem alguns pontos de destaque.

O principal problema a ser enfrentado com esses transtornos é a possível ausência de jogadores que, a depender da nova data da competição, não se enquadrarão mais na categoria sub-23 em 2021. Conforme apontou o levantamento feito pelo Esporte Interativo, David Neres, Caio Henrique, Lucas Paquetá, Matheus Henrique, Gabriel Jesus, Richarlison, Gerson, Pedro e Bruno Guimarães ultrapassam a idade máxima ano que vem.

De qualquer forma, a convocação ainda não tinha sido feita. Contudo, o adiamento faz com que os rascunhos possam sofrer mudanças. Isso se deve pelo fato de que a FIFA expressou, em comunicado oficial, a possibilidade de que se abra uma exceção para jogadores sub-24 na próxima edição. Apesar da ideia, as discussões ainda não se concluíram.

Por fim, mais uma vez, tudo vai depender das ordens de prioridade da Confederação Brasileira de Futebol. Ainda há uma Copa América no mesmo ano a ser disputada, e a definição dos nomes será dada a partir do que a entidade máxima considerar mais relevante para a Seleção Brasileira. Nos Jogos Olímpicos de 2016, disputados no Rio de Janeiro, por exemplo, Neymar desfalcou a seleção principal para focar na conquista inédita do ouro. Ou seja, o que nos resta é aguardar para entender qual será o novo foco.

Foto Destaque: Reprodução/Lucas Figueiredo/CBF

Tiago Souza

Sobre Tiago Souza

Tiago Souza já escreveu 38 posts nesse site..

Formado em jornalismo pela Universidade São Judas, atuei em diversas áreas de maneira colaborativa. Sou viciado em informação e, por isso, estudo todos os dias sobre futebol e videogames, tendo essas duas vertentes como pilares da minha personalidade. Apesar de levar esses temas muito a sério, tenho a plena noção de que, sem o amor e a descontração, nenhuma delas existiria de forma tão espetacular como são hoje.

365 Scores

BetWarrior


Tiago Souza
Tiago Souza
Formado em jornalismo pela Universidade São Judas, atuei em diversas áreas de maneira colaborativa. Sou viciado em informação e, por isso, estudo todos os dias sobre futebol e videogames, tendo essas duas vertentes como pilares da minha personalidade. Apesar de levar esses temas muito a sério, tenho a plena noção de que, sem o amor e a descontração, nenhuma delas existiria de forma tão espetacular como são hoje.

Artigos Relacionados

Topo