San Lorenzo x Racing – Prognóstico do clássico argentino

Em Buenos Aires, rivais medem forças para seguirem em busca da vaga na Libertadores da América
San Lorenzo x Racing

Neste sábado (22), San Lorenzo e Racing entram em campo em jogo válido pela 21ª rodada da Superliga Argentina. Assim, a partida acontece às 17h35 (horário de Brasília) e terá como palco o Estádio Pedro Bidegain, também conhecido como El Nuevo Gasómetro, em Buenos Aires. Dessa forma, as equipes chegam para o clássico com viés de baixa na temporada, já que possuem poucas vitórias nas últimas rodadas. Enquanto El Club de Papa saiu derrotado em duas das últimas três partidas. El Primer Grande empatou em quatro ocasiões dos últimos cinco confrontos.

SAN LORENZO

Ocupando a 10ª posição com 30 pontos, San Lorenzo ainda almeja vaga na Libertadores, apesar da distância em postos do G4. No entanto, apenas quatro pontos o separam nessa reta final de três jogos. Para isso, terá que ter um bom aproveitamento e contar com resultados. Nesse contexto, precisa seguir vencendo em casa, onde soma cinco vitórias, dois empates e e três derrotas, em 10 jogos. Além disso, El Club de Papa marcou 16 gols e sofreu 15 tentos, como mandante. Logo, a grande missão é equilibrar o sistema ofensivo com o defensivo em busca dos pontos que ainda lhe assegura, ao menos, a Copa Sul-Americana.

RACING

Em situação melhor, mas, igualmente, lutando por vaga na Libertadores na reta final da Superliga Argentina, Racing está na 6ª colocação com 32 pontos. Assim, se encontra a dois do G4 da copa internacional. No entanto, tem o clássico contra San Lorenzo, fora de casa. Dessa forma, como visitante, La Academia não vence muito, mas também não perde. Logo, foram conquistadas duas vitórias, sete empates e apenas uma derrota. Além disso, marcou 12 gols e sofreu 11 tentos, longe do El Cilindro. Portanto, El Primer Grande possui a mesma dificuldade em dosar a qualidade ofensivo com a retaguarda.

RETROSPECTO

Historicamente, segundo dados do portal Ogol, San Lorenzo e Racing já se enfrentaram em 64 ocasiões. Assim, a pequena vantagem é do Club de Papa com 24 vitórias contra 23 triunfos de La Academia. Logo, houve outros 17 empates. Por consequência, quando o assunto é bola na rede, El Ciclón leva a melhor também com 81 gols marcados ante 79 tentos anotados por El Primer Grande. Dessa forma, os visitantes estão a seis anos sem vencer o adversário em suas terras. Nesse ínterim, foram realizadas três partidas com duas derrotas e um empate.

APOSTA INDICADA

Dessa forma, a partida coloca frente a frente duas equipes tradicionalíssimas do futebol argentino e gigantes sul-americanas. Assim, o clássico promete ser agitado, uma vez que San Lorenzo e Racing ainda buscam classificação à Libertadores da América e marcam muitos gols, mas sofrem na mesma intensidade. Apesar do peso do jogo, os dois clubes estão em curva de baixa na temporada com poucas vitórias no últimos jogos. Logo, o clima é de decisão pela volta dos triunfos. Portanto, a aposta mais provável para esse duelo é um empate com gols que a BetWarrior paga 2.90.

Odds: 1 (2.75) | x (2.90) | 2 (2.63)

Foto Destaque: Reprodução / FNV

Ricardo do Amaral

Sobre Ricardo do Amaral

Ricardo do Amaral já escreveu 317 posts nesse site..

"Alvíssaras! Sou Ricardo Accioly Filho, pernambucano de 27 anos, advogado e estudante de jornalismo pela Uninassau. Tenho como mote que “no futebol, nunca serão apenas 11 contra 11”; é arte, é espetáculo, humanismo, tem poder de mover multidões e permitir ascensões sociais. Como paixão nacional do brasileiro, o futebol me acompanha desde cedo, entretanto como nunca tive habilidade para praticá-lo, busquei associar duas vertentes de minha vida: o prazer pela leitura e o esporte bretão. Foi nesse diapasão que encontrei no jornalismo esportivo o elo de ligação que me leva a difundir e informar o que, nas palavras de Steven Spielberg, é o “mais belo espetáculo de imagens que já vi”."

365 Scores

BetWarrior


Ricardo do Amaral
Ricardo do Amaral
"Alvíssaras! Sou Ricardo Accioly Filho, pernambucano de 27 anos, advogado e estudante de jornalismo pela Uninassau. Tenho como mote que “no futebol, nunca serão apenas 11 contra 11”; é arte, é espetáculo, humanismo, tem poder de mover multidões e permitir ascensões sociais. Como paixão nacional do brasileiro, o futebol me acompanha desde cedo, entretanto como nunca tive habilidade para praticá-lo, busquei associar duas vertentes de minha vida: o prazer pela leitura e o esporte bretão. Foi nesse diapasão que encontrei no jornalismo esportivo o elo de ligação que me leva a difundir e informar o que, nas palavras de Steven Spielberg, é o “mais belo espetáculo de imagens que já vi”."

Artigos Relacionados

Topo