Sampaio Corrêa x Remo – segunda-feira de duelo pelo G4 da Série C

Hoje, às 21:00 horas, jogam Sampaio Corrêa x Remo pelo Campeonato Brasileiro da terceira divisão. Quinto e quarto colocados, respectivamente, o confronto promete parar São Luís e estremecer o Castelão.

Contra o Remo, o Sampaio chega motivado por conta da conquista de mais um campeonato estadual de sua história, o 33º para ser mais preciso, e no confronto de logo mais à noite, o time espera o estádio lotado e empurrando os jogadores para aquela que seria a segunda vitória seguida na competição. Para alcançar o objetivo Francisco Diá, treinador do clube maranhense, não poderá contar com o zagueiro Fredson e o volante Valderrama que se recuperam de lesão. Entretanto, Carlos Alexandre poderá fazer a sua estreia no meio de campo, para uma posição ao lado dele João Vitor, Hiltinho e Marlon brigam pela ida ao time titular. Assim Diá deverá colocar em campo o seguinte time: Alex Alves; Roniery, Carlos Alexandre e Maracás e Esquerdinha; César Sampaio, Diego Silva, Marlon (João Vítor) e Hiltinho; Felipe Marques e Isac.

Já os adversários do Sampaio logo mais, viveram uma indefinição até o fim de semana, quando não tinham certeza se poderiam escalar Pimentinha e Edar, ex-Sampaio, para o jogo, pois havia a dúvida se em contrato os dois poderiam enfrentar os antigos companheiros, passado o dilema, os dois foram relacionados e devem entrar em campo para o jogo. Outra peça importante que vai para jogo é Tsunami que está liberado após cumprir suspensão contra o Moto Club. Fora a entrada do jogador que não esteve na última, o time do Remo é o mesmo que jogou contra o Papão do Norte com: Vinicius; Léo Rosa, Leandro Silva, Bruno Costa e Tsunami; João Paulo, Ilaílson, Gérson e Eduardo Ramos; Pimentinha e Edgar.

Os dois times têm 11 pontos cada e estão separados apenas pelo saldo de gols, 1 para o Remo e -2 para o Sampaio, no retrospecto geral de confrontos o clube paraense leva vantagem com 3 vitórias, 1 empate e 3 empates. Para o jogo de hoje está escalado Renato Cardoso da Conceição – MG, auxiliado por Luiz Antonio Barbosa e Breno Rodrigues todos da Federação Mineira de Futebol.

Ruan Silva

Sobre Ruan Silva

Ruan Silva já escreveu 909 posts nesse site..

Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

365 Scores

BetWarrior


Ruan Silva
Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

    Artigos Relacionados

    Topo