Ruy Ramos: da várzea a camisa 10 dos Samurais Azuis

Ruy Ramos o jogador da várzea paulista, que fez sucesso e se tornou ídolo no Japão

Quando falamos em brasileiro no futebol Japonês, logo pensamos em Zico. Mas será mesmo que o Galinho de Quintino foi mesmo o primeiro brasileiro a fazer história na terra do sol nascente, como já contado na coluna. Bem e seu te contar que nos anos 70, muito antes da J-League, um outro brasileiro, Ruy Ramos que foi para o futebol japonês e por lá fez muita história.

Ruy Gonçalves Ramos Sobrinho, ou simplesmente Ruy Ramos. O brasileiro nascido na cidade de Mendes no Rio de Janeiro, porém foi em São Paulo que ele se destacou. Contudo se você está pensando que foi em algum dos clubes grandes seja da capital ou do interior, está enganado. O ex-jogador teve uma passagem vitoriosa pelo Black Power do Ipiranga, time dá várzea paulistana, vale ressaltar que o clube ainda também revelou outro grande craque, Assis do casal 20, porém esse é um assunto para outro momento.

CHEGADA AO JAPÃO

Após esse sucesso na várzea, o então zagueiro foi para Terra do Sol Nascente é atuou como atacante até de se firmar como meio campista. Quando perguntado o motivo da escolha pelo futebol japonês, Ruy Ramos respondeu “Vim para o Japão para comprar uma casinha para minha mãe”, ainda complementou “Tem gente que vem e não diz o motivo. Não tenho vergonha: vim por causa pelo dinheiro, para ajudar minha família”. Em entrevista a folha de São Paulo em 1995.

Começando a falar de dentro de campo, Ruy Ramos em 1977 foi contrato pelo Verdy Kawasaki, hoje conhecido como Verdy Tokyo. Logo na sua primeira temporada o jogador chegou mostrando seu futebol, fez seis gols em seis partidas. Ocorre que na segunda temporada o jogador se envolveu em uma briga, o que culminou em uma suspensão de um ano.

Após a suspensão na temporada de 79, Ruy veio com sangue nos olhos e mostrou toda sua genialidade em 19 jogos marcou 18 gols. Com essas exibições fantásticas renderam Ruy Ramos a artilharia do campeonato, bem como ser o líder em assistências da competição. Ainda conquistou a Copa Nacional.

ERA DE OURO DO VERDY

Então poucas temporadas depois, chegava a era de ouro do clube. Em 1983 veio primeiro título, onde Ruy Ramos continuava brilhando, fazendo 11 gols em 17 partidas. Na temporada seguinte em 84, o time conquistava bicampeonato, novamente com o brasileiro se destacando com os mesmos 11 gols em 18 partidas.

A cada temporada que passava, o então atacante recuava cada vez mais e virava mais meio campista, o camisa 10 do Verdy Kawasaki. Os títulos continuavam, na temporada 86/87 o clube conquistava o tricampeonato. Após um período curto sem títulos, a era de ouro voltou, bem como uma dinastia, dentre os anos 90 a 94, neste período acabava a Liga Japonesa de Futebol e iniciava a J-League.

Seu último título com o clube, foi em 1995, onde o enfrentou o Kashima Antlers de Zico pela supercopa do Japão. Pelo Verdy o jogador conquistou um total de 16 conquistas. Dentre as conquistas estão duas Champions League da Ásia. Esses troféus fiz de Ruy Ramos um dos maiores ídolos do clube.

O INÍCIO DO FIM

Então aos 39 anos Ruy Ramos após divergências com o então técnico Emerson Leão, decidiu se transferiu para o Kyoto Sanga. Porém esta passagem foi rápida, apenas uma temporada onde não se destacou muito, porém mesmo assim fez 20 partidas. Logo após essa passagem, ele retornou ao Verdy Tokyo para encerrar sua carreira, mesmo com 40 anos ainda disputou 30 partidas.

Porém em 2002, o jogador resolveu deixar a aposentadoria e mesmo aos 45 anos, resolveu aceitar o desafio do Okinawa Kariyushi onde iria jogar e atuar como consultor técnico, ocorre que após um desentendimento com a direção e encerrou definitivamente sua carreira.

SELEÇÃO JAPONESA

Em 1990 Ruy Ramos se naturalizou japonês e foi defender a seleção nacional. Pelos Samurais Azuis vestiu a camisa 10, disputou as eliminatórias para as copas de 90 e 94. Com certeza o episódio mais dolorido para o atleta, foi na corrida para a Copa dos Estados Unidos, quando após estarem na frente do placar, acabaram tomando o gol de empate aos 45’ do segundo tempo, o resultado tirou o time do mundial.

Apesar dos anseios para disputar a copa de 98, o jogador resolveu deixar a seleção em 1995 em um jogo justamente contra o Brasil, onde foram goleados por 5 a 1. Poucos devem conhecer ou saber, mas no game International Superstar Soccer, o camisa 10 Ruy Ramos era o melhor jogador da sua seleção, porém com o nome de Tabei.

CARREIRA COMO TÉCNICO

Após encerrar sua carreira, Ruy Ramos resolveu virar técnico de futebol, começou primeiramente na seleção japonesa de futebol de areia. Logo em seguida, ele assumiu o Verdy Tokyo onde é ídolo, porém ficou por apenas uma temporada, depois desse insucesso voltou ao Beach Soccer. Tempos depois retornou ao futebol de campo, em 2014 assumiu o FC Gifu, Ruy ficou por duas temporadas no clube. Após essa passagem retornou ao Futebol de Areia.

https://www.instagram.com/p/B5UaRQ_Jm-v/

Em 2018 a JFA – Associação de Futebol do Japão, anunciou que Ruy Ramos entraria para o Hall da Fama do Futebol, por suas atuações brilhantes pelos clubes e pela seleção. Por fim, apesar do Zico ajudar a dar visibilidade ao futebol japonês, o atleta só conseguiu esse feito graças a Ruy Ramos, que deixou a várzea para se torno um dos maiores jogadores da história do Japão e do Verdy Tokyo e tornar-se um ídolo do povo japonês.

Foto destaque: Reprodução/Trivela

Eddie Toschi

Sobre Eddie Toschi

Eddie Toschi já escreveu 49 posts nesse site..

Edwaldo Toschi, bacharel em Direito e especialista em Jornalista esportivo através de cursos ministrados por jornalistas renomados como Alexandre Praetzel, Celso Unzelte, Mário Marra dentro outros. Sou um apaixonado por futebol. Apresentador do canal Sai Que é Sua no YouTube.

BetWarrior

Eddie Toschi
Eddie Toschi
Edwaldo Toschi, bacharel em Direito e especialista em Jornalista esportivo através de cursos ministrados por jornalistas renomados como Alexandre Praetzel, Celso Unzelte, Mário Marra dentro outros. Sou um apaixonado por futebol. Apresentador do canal Sai Que é Sua no YouTube.

Artigos Relacionados

Topo