Rosário Central e Patronato empatam no duelo dos desesperados

Em outro partida da mesma rodada, o Independiente venceu o Colón
Rosário Central empata com o Patronato

Rosário Central Patronato protagonizaram na tarde deste sábado (24) um duelo crucial na briga contra o rebaixamento para a Primeira B Nacional. Assim, jogando no estádio Gigante de Arroyito, em Rosário, a partida, válida pela 4ª rodada da Superliga Argentina, terminou empatada em 1 x 1. Dessa maneira, Maximiliano Lovera marcou para os mandantes na etapa inicial. Entretanto, na etapa complementar, Julián Chicco empatou para os visitantes. Mais tarde, o Independiente voltou a vencer após dois jogos. Assim, o Rojo bateu o Colón por 2 x o. No Libertadores de América, marcaram Lucas Acevedo contra e Silvio Romero.

SUPERLIGA ARGENTINA – 4ª RODADA

Rosário Central 1 x 1 Patronato

A prévia não foi fácil para o Rosário Central. Isso porque, o plantel decidiu não concentrar antes do confronto. Em meio a esse panorama, o conjunto Canalla pressionou desde o início o Patronato. Assim, se apoderou da bola e construiu algumas chances de gol. Dessa maneira, o jovem enganche Maximiliano Lovera era quem ditava o ritmo dos mandantes. Primeiro, o camisa 34 deixou dois marcadores para trás e arrematou de fora da área. O goleiro Matías Ibáñez, então, realizou uma excelente defesa. Minutos mais tarde, o arqueiro trabalhou novamente. Desta vez, impediu com que o lateral-esquerdo Brítez abrisse o placar com outra defesa sensacional. No entanto, Lovera seguiu tentando e, aos 32′, balançou as redes. Maxi encerrou um jejum sem marcar que durava mais de dois anos.

A etapa complementar empeçou bem para os mandantes. O volante Damián Lemos foi expulso devido a uma forte entrada em Leonardo Gil. O Central, então, buscou aproveitar a superioridade numérica para matar a partida. Entretanto, quando parecia que o segundo sairia, um balde de água fria foi despejado. Em um ataque isolado, Julián Chicco mandou uma bomba de fora da área e empatou. A partir de então, a esperança de assumir a primeira colocação e se afastar da zona de rebaixamento se transformou em nervosismo. As entradas de Lucas Gamba, Sebastián Ribas e Néstor Ortigoza não surtiram efeito para mudar a história.

No próximo domingo (1), o Rosário Central viaja até Santa Fe para enfrentar o Colón. Por sua vez, no sábado (31), o Patronato recebe o Independiente. Porém, antes, enfrenta em casa o Rojo.

Independiente 2 x o Colón

A partida ainda estava em seus primeiros movimentos quando Christian Bernardi acertou um chute no rosto do lateral-direito Fabricio Bustos. No entanto, o árbitro Diego Abal exibiu apenas o cartão amarelo para o meia. Logo aos 12′, os mandantes abriram o placar. Isso porque, o zagueiro Lucas Acevedo jogou contra o próprio patrimônio. No meio-campo, Pablo Pérez se destacava e carimbava todas as jogadas do Rojo, que detinha a posse de bola e conseguia triangular. Porém, antes do final da primeira etapa, quase sofreu o empate em uma cabeçada do colombiano Wilson Morelo.

O melhor veio no início da etapa completar, quando os donos da casa mereceram ampliar. Todavia, o goleiro Leonardo Burián enfileirou uma sequência de defesas. Primeiro, defendeu a falta cobrada pelo uruguaio Gastón Silva. Depois, trabalhou nos arremates de Sebastián Palacios, Bustos e Sánchez Miño. O tempo transcorria e o time comandado por Sebastián Beccacece não matava o jogo. Algumas chances foram desperdiçadas até que Silvio Romero, já nos acréscimos, aproveitou cruzamento da direita de Pablo Pérez para fazer o segundo e decretar o placar final.

No próximo domingo (1), o Independiente viaja para enfrentar o Patronato. Porém, antes disso, enfrenta o Patrón pela Copa da Argentina. Por sua vez, o Colón receberá, no próximo sábado (31), o Rosário Central. Todavia, enfrenta, na próxima quarta-feira (28), o Soy de Mayo, em partida válida pela Copa da Argentina.

Foto destaque: Divulgação/Arriba Central

Pedro Ferri

Sobre Pedro Ferri

Pedro Rodrigues Nigro Ferri já escreveu 160 posts nesse site..

Pedro Rodrigues Nigro Ferri, 19, nascido em Assis-SP. Jornalista em formação pela Faculdade da Cásper Líbero e um fiel devoto. Católico? Protestante? Não, corinthiano. Sou mais um integrante do bando de loucos e nunca me conheci sem essa doença. Frequentador de arquibancada, sou apaixonado por torcidas. Sabe aquela música do seu time? É, eu canto ela no chuveiro. Supersticioso ao extremo e disseminador da política "NÃO GRITA GOL ANTES DA BOLA ENTRAR!".


 

365 Scores

 

Pedro Ferri
Pedro Ferri
Pedro Rodrigues Nigro Ferri, 19, nascido em Assis-SP. Jornalista em formação pela Faculdade da Cásper Líbero e um fiel devoto. Católico? Protestante? Não, corinthiano. Sou mais um integrante do bando de loucos e nunca me conheci sem essa doença. Frequentador de arquibancada, sou apaixonado por torcidas. Sabe aquela música do seu time? É, eu canto ela no chuveiro. Supersticioso ao extremo e disseminador da política "NÃO GRITA GOL ANTES DA BOLA ENTRAR!".

Artigos Relacionados

Topo