Romário: carnaval, gols e futebol

O Baixinho goleador que é folião e ídolo no Brasil, Espanha e Holanda
Romário: carnaval, gols e futebol

Contando os tentos em jogos festivos, divisões de base, amistosos e, claro, em partidas oficiais, Romário Faria somou 1002 gols em sua carreira. Assim, o milésimo foi anotado em duelo contra o Sport no dia 20 de maio de 2007. Na ocasião, pelo Brasileirão, o Vasco venceu por 3 x 1. Dessa forma, o Baixinho fez seu milésimo gol de pênalti, logo, superando o goleiro Magrão na cobrança, em São Januário.

Leia mais:

Em sua carreira, além de Vasco, teve passagens importantes por Flamengo, Barcelona e PSV, da Holanda. Pelo Rubro-negro carioca, foram 209 jogos e 184 gols, assim, média de 0,88 gol por partida. Apesar disso, é conhecido por vestir a camisa 11 do Gigante da Colina, pelo qual conquistou Campeonato Brasileiro (2000) e Taça Rio (1988 e 2001). Além disso, com a Seleção Brasileira, levantou a taça da Copa do Mundo em 1994. Além disso, posteriormente, ganhou a Copa das Confederações (1997). Ainda foi campeão da Copa América duas vezes (1989 e 1997).

Um dos times que conheceu muito bem o carnaval que Romário sabia fazer dentro de campo foi o Real Madrid. Na histórica goleada do Barcelona em cima dos Madrileños por 5 x 0 em 8 de janeiro de 1994, o Baixinho balançou as redes três vezes. Além disso, ainda deu assistência para Iván Iglesias fazer o quinto gol. O quarto, por sua vez, foi marcado pelo zagueiro neerlandês Koeman, em cobrança de falta.

Folga para comemorar o feriado no Rio de Janeiro

Numa entrevista de 2012 para o jornal francês L’Equipe, o ex-jogador da Holanda e ex-técnico do Barcelona, Johan Cruyff, falecido em 2016, citou Romário. O holandês disse que, na época em que trabalhou com ele na equipe espanhola, o Baixinho pediu uma folga para vir ao Brasil. Em época de carnaval, o atacante sempre curtia a folia na capital carioca. Dessa maneira, o treinador contou a história.

“Uma vez, ele veio me perguntar se poderia faltar a dois dias de treinos para voltar ao Brasil. Deveria ser carnaval no Rio de Janeiro. Respondi: ‘se você fizer dois gols amanhã, eu te dou dois dias a mais de descanso que o restante da equipe’. No dia seguinte, ele marcou seu segundo gol com 20 minutos de jogo e imediatamente fez um gesto para mim pedindo para sair. Ele me disse: ‘Treinador, meu avião sai em menos de uma hora’”, contou Cruyff.

Romário: Rei do Carnaval na Holanda

Defendendo as cores do PSV entre 1988 e 1993, Romário se tornou ídolo na Holanda. Em 145 partidas pelo clube, balançou as redes em 129 oportunidades, sendo artilheiro do Campeonato Holandês três vezes e também da Champions League em duas oportunidades. Além disso, conquistou três títulos do Campeonato Holandês e foi campeão duas vezes da Copa da Holanda. Assim, na época, o PSV conseguiu superar o Ajax, o seu maior rival. No museu do clube, na cidade de Eindhoven, lembranças de Romário estão por toda parte. Em tour pelo espaço, o GloboEsporte.com registrou a explicação do guia de turismo ao longo do passeio ao se referir ao Baixinho:

“Este aí é um gol do Romário, o atacante brasileiro que jogou aqui no começo da carreira e até hoje foi o melhor jogador da história do PSV. Ele era preguiçoso, não gostava de treinar, mas jogava muito futebol, fazia muitos gols e resolvia os jogos. Dentro da área, ele era insuperável”, garantiu o guia.

Além disso, o Baixinho ganhou um documentário feito pela emissora VPRO para celebrar o centenário do PSV em 2013. O especial foi chamado de “Samba in Eindhoven”, dando destaque à brasilidade do atacante. Recentemente, em 2019, Romário foi nomeado o “Rei do Carnaval” em Eindhoven. Na ocasião, participou das festividades na cidade holandesa e desfilou no carro alegórico feito especialmente para o ídolo. Somado a isso, foram tocadas músicas brasileiras e ainda cerca de 10 mil máscaras com o rosto do Baixinho foram distribuídas na festa.

Foto em destaque: Reprodução/Facebook “Museu Vascaíno” 

Danyela Freitas

Sobre Danyela Freitas

Danyela Freitas já escreveu 203 posts nesse site..

Sou goianiense, graduada em Letras pela Universidade Federal de Goiás (UFG), pós-graduada em Jornalismo Esportivo pela Estácio-SP e tenho três grandes paixões: a escrita, a leitura e o esporte (não necessariamente nessa ordem).

BetWarrior


Danyela Freitas
Danyela Freitas
Sou goianiense, graduada em Letras pela Universidade Federal de Goiás (UFG), pós-graduada em Jornalismo Esportivo pela Estácio-SP e tenho três grandes paixões: a escrita, a leitura e o esporte (não necessariamente nessa ordem).
https://www.instagram.com/danyelaf/

Artigos Relacionados

Topo