Róger Guedes não é nem relacionado em estreia da Superliga Chinesa

Jogador do Shandong Luneng, atacante brasileiro foi removido da lista de inscritos na Liga dos Campeões da Ásia e também não foi relacionado no primeiro do seu time no Campeonato Chinês

A situação do brasileiro ger Guedes na China é uma incógnita. O jogador foi preterido pelo clube em 2018, de forma correta, pelo bom desempenho do trio de estrangeiros que já estava no clube (Diego Tardelli, Gil e Graziano Pellè), pois o time já estava encaixado e brigava por títulos. Assim, o atacante ficava vivendo das “sobras”, isto é, jogava quando algum “gringo” não podia (na maioria das vezes no lugar de Tardelli).

Porém, em 2019, a situação tendia a mudar. Com dois gols marcados em 2018 e a saída de Diego Tardelli para o Grêmio, o camisa 23 teve sua chance na pré-temporada e foi bem, marcando gols, de falta, inclusive. Contudo, a chegada de um quarto estrangeiro causou mais um desgaste na relação clube-jogador. Isso porque a contratação de peso foi de, nada mais, nada menos, que o belga Marouane Fellaini, ex-Manchester United, Seleção Belga, Copa do Mundo e etc.

Assim, o atacante fora, mais uma vez, preterido. Ainda jogou a Liga dos Campeões da Ásia no meio da semana passada, frente ao Hanói, do Vietnã, pela pré-Champions, e foi um dos grandes nomes da partida, não marcando gols, mas sendo decisivo criando jogadas. Mas a situação se complicou quando o jogador virou rumor no Brasil de uma possível volta para sua pátria. São Paulo e Atlético Mineiro apareceram como possíveis destinos. Um primeiro teria sido um pedido do novo técnico são-paulino, Cuca, com quem o técnico trabalhou no Palmeiras. O segundo é o time do qual estava em ótima forma e sendo artilheiro do Brasileirão até sua negociação com a China.

Desta forma, foi removido da lista de inscritos da Champions Ásia para a fase de grupos, do qual Fellaini foi inscrito. Portanto, fica a incógnita sobre a vida de Róger Guedes na China. Afinal, vale a pena continuar no país da Grande Muralha e ser “tapa buraco” de outros estrangeiros? Porém, seu contrato de empréstimo é só até o meio do ano, o que o faz poder assinar um pré-contrato desde já. Agora está nas mãos do brasileiro e seus empresários. Enquanto isso, os times tupiniquins seguem sondando.

Eric Filardi

Sobre Eric Filardi

Eric Filardi já escreveu 1167 posts nesse site..

Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 25 anos, jornalista de formação e apaixonado por futebol.Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, sou Peixe, sou Palestra e sou Timão. Sou da Colina, Botafogo, sou Flu e sou do Mengão. Sou Brasil, sou Hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 a 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões, sou Clássico das Multidões. Sou sul, sou nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, sou Raposa, sou Bavi e sou Grenal. Sou Ásia, sou África, sou Barça e sou Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas, que o estádio incendeia, sou Futebol na Veia.

BetWarrior


Eric Filardi
Eric Filardi
Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 25 anos, jornalista de formação e apaixonado por futebol.Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, sou Peixe, sou Palestra e sou Timão. Sou da Colina, Botafogo, sou Flu e sou do Mengão. Sou Brasil, sou Hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 a 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões, sou Clássico das Multidões. Sou sul, sou nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, sou Raposa, sou Bavi e sou Grenal. Sou Ásia, sou África, sou Barça e sou Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas, que o estádio incendeia, sou Futebol na Veia.
http://www.ericfilardi.com.br

Artigos Relacionados

Topo