River Plate e Marcelo Gallardo: os copeiros querem a Superliga Argentina

- Após 11 copas, River de Muñeco quer o campeonato local
River Plate

Desde 6 de junho de 2014, quando Marcelo Gallardo, após o pedido de demissão de Ramón Díaz, assumiu o comando técnico do River Plate, foram 14 finais, sendo 11 vencidas, com 7 títulos internacionais e 4 copas nacionais para a sala de troféus do Millionario.

Conquistador por natureza, Muñeco virou Napoleón, copeiro por excelência. Assim, tal como o francês, será imortalizado em uma estátua de mais de sete metros. Agora, almeja aquilo que ainda não dominou: a Superliga Argentina.

Há duas rodadas do final da competição, o River lidera com 45 pontos, três a mais que o Boca Juniors, o segundo colocado.

Diferentemente do final de semana retrasado, quando a equipe de Núñez entrou em campo primeiro, nesse, o inverso aconteceu. Quando Nicolas Lamolina apitou pela última vez em La Bombonera, onde os donos da casa derrotaram, por 3 a 0, o laterninha Godoy Cruz, Darío Herrera o fazia pela primeira, em La Plata, no estádio Jorge Luís Hirschi. Por lá, o River, sabendo que seu maior rival havia o alcançado, enfrentava o Estudiantes.

Se para alguns essa tarefa seria mais pesada que a de Atlas, para os comandados de Gallardo foi tão leve quanto uma pluma.

Na etapa inicial, Rafael Santos Borré abriu o placar. Com o tento, o colombiano chegou ao 12º gol na competição. Assim, se isolou na liderança da lista de artilheiros. Além disso, o camisa 19 é agora o 2º maior artilheiro da Era Gallardo, com 37 gols, oito a menos que Lucas Alario, atualmente no Bayer Leverkusen. Matías Suárez, já na final, sacramentou a vitória, 2 a 0.

Soberano do início ao fim, o River Plate, que não pôde contar com seus hinchas no Uno, respondeu dentro de campo que, sim, os de cima são galinhas. Mas, não, vocês não podem nós alcançar.

Pedro Ferri

Sobre Pedro Ferri

Pedro Rodrigues Nigro Ferri já escreveu 354 posts nesse site..

Pedro Rodrigues Nigro Ferri, 19, nascido em Assis-SP. Jornalista em formação pela Faculdade da Cásper Líbero e um fiel devoto. Católico? Protestante? Não, corinthiano. Sou mais um integrante do bando de loucos e nunca me conheci sem essa doença. Frequentador de arquibancada, sou apaixonado por torcidas. Sabe aquela música do seu time? É, eu canto ela no chuveiro. Supersticioso ao extremo e disseminador da política "NÃO GRITA GOL ANTES DA BOLA ENTRAR!".

365 Scores

BetWarrior


Pedro Ferri
Pedro Ferri
Pedro Rodrigues Nigro Ferri, 19, nascido em Assis-SP. Jornalista em formação pela Faculdade da Cásper Líbero e um fiel devoto. Católico? Protestante? Não, corinthiano. Sou mais um integrante do bando de loucos e nunca me conheci sem essa doença. Frequentador de arquibancada, sou apaixonado por torcidas. Sabe aquela música do seu time? É, eu canto ela no chuveiro. Supersticioso ao extremo e disseminador da política "NÃO GRITA GOL ANTES DA BOLA ENTRAR!".

Artigos Relacionados

Topo