River Plate vence Furacão e conquista Recopa

Clube argentino goleou por 3 x 0 no Monumental de Nuñez

Esta quinta-feira (30) foi marcada pela final da Recopa Sul-Americana. Assim, River Plate e Athletico Paranaense brigaram pelo título de “Rei da América”. Deste modo, no primeiro duelo, o clube de Curitiba venceu por 1 x 0, jogando em casa. Enquanto nesta noite, os argentinos triunfaram por 3 x 0, com direito a um gol no final. Dessa maneira se tornaram campeões.

1º TEMPO

O inicio da partida foi bastante truncado, com as equipes se equilibrando no meio-campo. Contudo, aos 13 minutos, Borré se movimentou e apareceu dentro da área para receber a bola. Ele chutou de primeira, e a bola estourou no travessão. Em seguida, o River Plate chegou pela esquerda, fez a tabela e a bola sobrou para Angileri que chutou rasteiro e no meio da marcação. Santos estava posicionado e pegou a bola rasteira. Em seguida, nova chegada do mandante, com a bola lançada na área, e Lucas Pratto subindo para cabecear. Goleiro atleticano no lugar e na hora certa novamente.

Aos 19′, o Furacão acordou. Assim, em descida rápida do Athletico com Lucho puxando o jogo. O lançamento foi longo e sem ângulo para Nikão, que ainda colocou ela no meio da área. Mas Marco Ruben fez falta de ataque no goleiro Armani. Logo depois, os mandantes voltaram ao ataque. Pratto teve nova chance dentro da área e mandou no canto esquerdo. Santos se esticou todo e tirou a bola. Em contrapartida, Lucho puxou o ataque e chegou com espaço. Ele viu Roni saindo para a área, fez um passe primoroso, mas que escapou do atacante por centímetros. Posteriormente, Roni recebeu na área, girou sobre a marcação e fez o passe para a chegada de Lucho, que finalizou em cima do goleiro Armani. Defesa na pressão do goleiro do River Plate, na melhor chance do Furacão no primeiro tempo.

2º TEMPO

No inicio, o River Plate teve mais posse de bola, com controle do meio de campo e atacando mais. Mas nenhuma finalização com perigo. Contudo, em cobrança de escanteio, o chute de Pinola explodiu em Lucho, e os jogadores reclamam de mão na bola. O árbitro consultou a equipe do VAR para saber da situação e resolveru consultar as imagens do vídeo. Assim, assinalou o pênalti para os mandantes. Ignacio Fernández bateu, Santos defendeu, ela bateu na trave esquerda e voltou para a área. O camisa 10 completou para as redes, abrindo o placar.

Nos 29′, na bola que chegou para Montiel, o chute forte e dentro da área foi defendido por Santos com os pés. Mas o árbitro avisou que a jogada não valia nada, pois havia jogador do River Plate em impedimento. Em seguida, foi a vez dos brasileiros irem ao ataque. Renan Lodi tentou de longe o chute que foi forte e rasteiro para o gol de Armani. Ele defendeu bem e colocou ela pra fora. Contudo no final da partida, os argentinos foram fatais. Em uma saída em velocidade pela esquerda, Lucas Pratto apareceu dentro da área e recebeu a bola nas costas de Léo Pereira. Ele chutou para o gol e fez o segundo. Logo depois, Matías Suarez fechou o caixão e marcou o terceiro.

E AGORA?

O River Plate é campeão da Recopa Sul-Americana

MELHORES MOMENTOS

Avatar

Sobre Alexsander Vieira

Alexsander Vieira já escreveu 491 posts nesse site..

Olá, me chamo Alexsander Vieira, tenho 21 anos e um amor intenso por futebol. Sou estudante de jornalismo pela FAM. Quando pequeno, pensava em trabalhar com o futebol, como jogador. Por situações não harmoniosas esse sonho se dissolveu, porém achei outra maneira de continuar no esporte. Foi com as mãos que decidi trabalhar, informar minha nação com os melhores acontecimentos, e sempre ter credibilidade no que passo à frente.


 

365 Scores

 

Avatar
Alexsander Vieira
Olá, me chamo Alexsander Vieira, tenho 21 anos e um amor intenso por futebol. Sou estudante de jornalismo pela FAM. Quando pequeno, pensava em trabalhar com o futebol, como jogador. Por situações não harmoniosas esse sonho se dissolveu, porém achei outra maneira de continuar no esporte. Foi com as mãos que decidi trabalhar, informar minha nação com os melhores acontecimentos, e sempre ter credibilidade no que passo à frente.
http://www.radioprado.com.br

Artigos Relacionados

Topo