Resumão da 1ª rodada da Liga dos Campeões da Ásia: Leste Asiático

Confira como foi a estreia das equipes das equipes da China, Japão, Coreia do Sul, Tailândia, Austrália e Malásia

A maior competição de clubes da Ásia começou. Já tinha acontecido a fase preliminar, mas agora chegamos a fase de grupos da AFC Champions League. Entre segunda-feira (4) e hoje (6), todas as equipes disputaram a 1ª rodada da Champions Ásia. Num âmbito geral, sete brasileiros marcaram na rodada inicial e 33 estiveram em campo na rodada inicial da maior competição de clubes da Ásia. Veja mais detalhes sobre cada partida das equipes do Leste Asiático no resumão do FNV.

Champions Ásia – 1ª rodada (Leste Asiático)

Melbourne Victory (AUS) 1 x 3 Daegu (KOR)

Num duelo onde os mandantes foram muito dominantes, pecaram no quesito principal: finalização. A posse de bola em 64% não conseguia furar o forte sistema defensivo dos sul-coreanos que foram a campo com três zagueiros e quatro no meio-campo, com o intuito de congestionar o setor e dificultar as ações do anfitrião. Deu certo num âmbito geral, mas de início os donos da casa conseguiram inaugurar o placar. Aos 29’, o sueco Ola Toivonen fez o gol dos australianos. Mas os coreanos nem deixaram o rival respirar e empataram dois minutos depois, com tabela brasileira. Passe de Edgar Silva e gol de Cesinha.

A virada veio no complemento. Aos 51’, Cesinha resolveu dar uma de garçom e serviu Hwang Soon-Min. O camisa 11 dos coreanos deu mais uma assistência, desta vez retribuindo o presente do primeiro gol, dando passe paraEdgar Silva marcar o dele e selar a ótima vitória como visita indigesta. Ainda entrou nos minutos finais do jogo outro brasileiro, Dário Frederico, mas jogou apenas alguns poucos minutos. O Daegu é liderado pelo técnico brasileiro André Luiz Alves Santos.

Kashima Antlers (JPN) 2 x 1 Johor (MAS)

Atual campeão da Champions Asiática, os japoneses fizeram um jogo parelho com os malaios. Foram 15 x 11 em chuteas a gol e 9 x 5 em arremates no alvo. A posse de bola também houve equilíbrio, com 54% x 46%. Mas a parte decisiva foi a bola na rede. Os mandantes abriram o placar no final do 1º tempo, com Taiki Hirato. Na volta do intervalo o brasileiro Serginho, destaque da última Champions League, marcou o segundo gol aos 56’. Outro brasileiro, Diogo, marcou o gol de honra dos malaios aos 80’.

Gyeongnam (KOR) 2 x 2 Shandong Luneng (CHN)

Em mais um jogo equilibrado, mas desta vez deu empate. Os chineses, mesmo fora de casa, começaram melhor e abriram o placar aos 21 minutos com o italiano Graziano Pellè. As chances permaneceram parelhas, tanto que o número de chutes ficou em 13 x 15 e 5 x 5 no alvo. Mas na etapa final os coreanos empataram e viraram em oito minutos. Woo Joo-sung marcou aos 60’ e Kim Seung-Jun fez aos 68’. Os visitantes foram empatar só aos 77’, novamente com Pellè, dando número finais ao jogo. Negueba era o brasileiro do lado do Gyeongnam e Gil do lado do Shandong Luneng.

Guangzhou Evergrande (CHN) 2 x 0 Sanfrecce Hiroshima (JPN)

Na China, os japoneses foram melhores que os chineses em alguns momentos. Os visitantes deram 15 chutes a gol e seis deles no alvo, enquanto os locais tentaram 10 chutes e apenas dois foram em direção ao gol, mas o 100% de aproveitamento nas finalizações em direção ao gol lhes garantiu a vitória ainda no primeiro tempo. Os brasileiros Anderson Talisca Paulinho foram os autores dos gols, aos 19’ e aos 26’. Os visitantes contaram com o brazuca Douglas Vieira, que pouco fez para ajudar seu time.

Sydney (AUS) 0 x 0 Ulsan Hyundai (KOR)

Num duelo bastante disputado, as equipes finalizaram muito: 17 x 11. Porém, chutes que foram em direção ao gol, 2 x 2, apenas. Equilíbrio na posse de bola, 56% x 44%, e até as faltas houve paridade, 12 x 14. O único brasileiro do jogo é o atacante do Ulsan HyundaiJúnior Negrão.

Jeonbuk (KOR) 3 x 1 Beijing Guoan (CHN)

Parece brincadeira, mas é um equilíbrio técnico na Champions Ásia. Jeonbuk Guoan fizeram um jogo muito igual, tanto que foram 16 x 15 em finalizações e 5 x 5 em chances claras, mas enquanto os chineses tocavam bola na tentativa de envolver o rival, os coreanos apostam no contra-ataque, tanto que ficaram com apenas 39% de posse de bola. Mas os donos da casa abriram o placar cedo, aos 14’, com Han Kyo-won. No final do 1º tempo, Zhang Xizhe empatou o jogo para os visitantes. Mas logo no começo do complemento Lee Dong-gook, aos 48’, colocou os mandantes à frente. Aos 71’, Kim Shin-Wookfechou o placar. Do lado caseiro o brasileiro era Ricardo Lopes como titular e Tiago Alves entrou no 2º tempo. Nas visitas Renato Augusto era a referência verde-amarela.

Urawa Reds (JPN) 3 x 0 Buriram United (THA)

Neste duelo, nada de equilíbrio. Os japoneses massacraram os tailandeses. Foram 70% x 30% de posse de bola, além dos 18 x 3 em chutes a gol e 7 x 1 em arremates no alvo. Mas os gols só saíram no segundo tempo. Aos 50’, Tomoaki Makino abriu o placar. Aos 75’, Daiki Hashioka ampliou para os donos da casa e repetiu a dose aos 88’, decretando a vitória nipônica. O zagueiroMaurício Antônio e o volante Ewerton são os brasileiros do time do Japão, que ainda tem Oswaldo de Oliveira como técnico. Nos visitantes, Pedro Júnior foi o único brazuca.

Shanghai SIPG (CHN) 1 x 0 Kawasaki Frontale (JPN)

Em mais um confronto de equilíbrio nos números, os visitantes foram melhores em campo e dominaram em certos momentos da partida. Com 64% de posse de bola, os japoneses atacaram a mesma quantidade do rival: 13.Porém, em chutes a gol os donos da casa foram inferiores também 3 x 5, mas no aproveitamento os chineses levaram a melhor: 1 x 0. Mas o gol do jogo só saiu aos 89’, de pênalti. O brasileiro Hulk foi quem cobrou e fez o gol do jogo. Além dele, Oscar Elkeson são outros brasileiros doShanghai SIPG. Do outro lado, Leandro Damião entrou no final do 2º tempo, não tendo tempo para fazer nada.

Eric Filardi

Sobre Eric Filardi

Eric Filardi já escreveu 1143 posts nesse site..

Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 25 anos, jornalista de formação e apaixonado por futebol.Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, sou Peixe, sou Palestra e sou Timão. Sou da Colina, Botafogo, sou Flu e sou do Mengão. Sou Brasil, sou Hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 a 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões, sou Clássico das Multidões. Sou sul, sou nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, sou Raposa, sou Bavi e sou Grenal. Sou Ásia, sou África, sou Barça e sou Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas, que o estádio incendeia, sou Futebol na Veia.

Forza Football

 

Rivalo Apostas Esportivas
Eric Filardi
Eric Filardi
Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 25 anos, jornalista de formação e apaixonado por futebol.Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, sou Peixe, sou Palestra e sou Timão. Sou da Colina, Botafogo, sou Flu e sou do Mengão. Sou Brasil, sou Hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 a 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões, sou Clássico das Multidões. Sou sul, sou nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, sou Raposa, sou Bavi e sou Grenal. Sou Ásia, sou África, sou Barça e sou Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas, que o estádio incendeia, sou Futebol na Veia.
http://www.ericfilardi.com.br

Artigos Relacionados

Topo