Reencontro dos Campeões da Taça de Prata de 1980 na Série B

Três jogos acontecem às 20h30 e, além de dois confrontos diretos para sair do pelotão de baixo, o vice-líder CSA enfrenta o ameaçado Londrina

O Campeonato Brasileiro Série B terá o complemento da 25ª rodada nesta terça-feira (4). Às 20h30, três jogos acontecem simultaneamente. Ontem (3), Vila Nova e Oeste abriram os duelos com um empate de 1 x 1. Destaque para o duelo de opostos entre CSA e Londrina na reedição da Taça de Prata de 1980, antigo no da Série B onde, na ocasião, o time paranaense foi campeão e os alagoanos vices. Veja todos os detalhes do Brasileirão Série B.

Brasileirão Série B – 25ª rodada

CSA x Londrina

No Reencontro dos Campeões da Taça Caixa de Prata, o segundo colocado do Brasileirão, CSA, quer se recuperar dos 3 x 0 sofrido para o lanterna Boa, e seguir na batalha pela disputa da Série A 2019. O adversário da vez é o Londrina, que está no pelotão de baixo e quer fugir das últimas posições e do risco de queda, aproveitando o bom momento. Os visitantes vem de goleada de 4 x 1 sobre o Atlético-GO e subiu na tabela. Nos últimos quatro jogos o Tubarão Paranaense só perdeu para o líder Fortaleza.

O time da casa tem apenas um desfalque: Neto Berola. Peça fundamental na parte ofensiva dos mandantes, visto sua velocidade, segue de fora com dores no tornozelo. Mas o técnico Marcelo Cabo tem boas notícias: os suspensos da última rodada Leandro Souza e Rafinha estão aptos e devem voltar ao time titular.

https://twitter.com/_CSAoficial/status/1036709299748253698?s=19

O Londrina terá um desfalque tão importante quanto o do rival. Experiente campeão brasileiro, e em excelente momento sendo o único a ter mais de um gol por jogo de média considerando as duas principais divisões do Brasil, Dagoberto está suspenso pelo terceiro cartão amarelo e deve dar lugar a Carlos Henrique, que voltou de empréstimo do Sport.

https://twitter.com/LondrinaEC/status/1036984801427968001?s=19

São Bento x Paysandu

No duelo da reabilitação, São Bento e Paysandu fazem mais um confronto de azuis da rodada. Na 14ª colocação, com 28 pontos, o Azulão Sorocabano joga em casa, com o apoio de sua torcida, já o Papão que ocupa a 17ª posição, com 26 pontos e está na luta para sair da zona da degola.

O embate é encarado como decisão, e não seria para menos, para ambos os times que precisam acordar, antes que seja tarde. O treinador dos mandantes, Marquinhos Santos, acredita que todo os jogos são finais de Copa do Mundo:

“Temos uma decisão em casa, sabemos que deixamos escapar pontos importantes nos últimos jogos. Encaramos como uma decisão de Copa do Mundo, essa é nossa atmosfera daqui em diante nos nossos jogos”

https://twitter.com/Paysandu/status/1036732037372276738?s=19

O Paysandu não sabe o que é vencer há seis jogos. Com isso, trouxe o treinador da Ponte Preta, João Brigatti, para tentar salvar o time e o ano. A equipe bicolor ainda terá quatro desfalques para a partida desta terça. Pedro Carmona se recupera de dores na coxa direita, os atacantes Magno, com incômodo na coxa direita, e Mike, com desconforto na panturrilha, além de Moisés, que sentiu o joelho, não jogam. Mesmo com o novo treinador, que viajou a Sorocaba para acompanhar a partida das cabines, o auxiliar Ailton Costa vai comandar o time paraense mais uma vez de forma interina.

“Estou indo para Belém de coração aberto, muito feliz com esse acerto. O Paysandu é um time grande, com uma grande estrutura e não pode estar nessa situação. Estou bastante otimista, mas claro que sempre com muita humildade e pés no chão para iniciar esse novo desafio”

O novo treinador será apresentado na quarta-feira, no retorno do time a Belém (PA), após o jogo contra o São Bento. Sexta-feira, diante do Avaí, às 18h, na Curuzu, deve ser sua estreia. Na sua comissão técnica será auxiliado por Alex Nassif e Aílton Costa.

Juventude x Criciúma

Mais um duelo entre os “desesperados” para escapar da área vermelha da tabela. 15º e 16º colocados, respectivamente, Juventude e Criciúma só tem como meta vencer, obviamente. Mas a situação é ainda pior, pois um empate pode colocar os dois na zona de rebaixamento, uma vez que estão com 28 e 26 pontos e rivais dentro da degola, Paysandu e Brasil de Pelotas, têm 26 e 25 tentos. Desta forma, o Papão poderia passar ambos e o Xavante igualaria o time Jaconero em pontos, mas levaria vantagem no critério de desempate.

O Juventude não sabe o que é vencer há sete partidas, sendo quatro empates e três derrotas. O clube gaúcho ocupa a 15ª colocação, com 28 pontos ganhos. No último duelo empatou por 3 x 3 com o Paysandu na estreia do técnico Luiz Carlos Winck. O treinador viu evolução no time e deve manter a formação. Há apenas duas baixas: os meias Leandro Lima e Tony estão suspensos. Com isso, Fellipe Mateus e Rafinha podem pintar na equipe.

https://twitter.com/ECJuventude/status/1036608072653754368?s=19

Já o Tigre não vence há cinco jogos, tendo empatado três e perdido duas. O time ainda não ganhou no returno, mas teve de jogar muitas vezes com jogadores improvisados. Com apenas três desfalques a equipe vai a campo hoje: Marlon Freitas e Alex Maranhão estão lesionados. O técnico Mazola Júnior mostra insatisfação com a perda de pontos e exigiu a seus atletas que corram mais que todas as outras equipes:

“Não estamos satisfeitos, porque já perdemos toda a gordura da recuperação que fizemos desde que saímos da zona de rebaixamento. Tecnicamente, nós estamos no Z4. Depois do jogo contra o CSA, exigi dos jogadores que nenhuma equipe corra mais que nós. As equipes do ‘nosso campeonato’, digamos assim, não podem ter mais vontade do que a gente”

As duas laterais terão os titulares Sueliton e Marlon. No meio também tem mudanças: Sandro volta para compor a zaga, Liel retorna à função de primeiro volante, Ronaldo reforça a marcação pelo meio, com Eduardo fechando a trinca pela direita e Elvis mais adiantado.

Eric Filardi

Sobre Eric Filardi

Eric Filardi já escreveu 1099 posts nesse site..

Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 25 anos, jornalista de formação e apaixonado por futebol.Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, sou Peixe, sou Palestra e sou Timão. Sou da Colina, Botafogo, sou Flu e sou do Mengão. Sou Brasil, sou Hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 a 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões, sou Clássico das Multidões. Sou sul, sou nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, sou Raposa, sou Bavi e sou Grenal. Sou Ásia, sou África, sou Barça e sou Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas, que o estádio incendeia, sou Futebol na Veia.


Que tal assistir a final da Libertadores no Chile? Cadastre-se e concorra:

Rexona


Forza Football

 

Eric Filardi
Eric Filardi
Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 25 anos, jornalista de formação e apaixonado por futebol.Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, sou Peixe, sou Palestra e sou Timão. Sou da Colina, Botafogo, sou Flu e sou do Mengão. Sou Brasil, sou Hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 a 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões, sou Clássico das Multidões. Sou sul, sou nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, sou Raposa, sou Bavi e sou Grenal. Sou Ásia, sou África, sou Barça e sou Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas, que o estádio incendeia, sou Futebol na Veia.
http://www.ericfilardi.com.br

Artigos Relacionados

Topo