Rampla Juniors teve seu treinamento suspenso pela falta de um médico

Não é primeira vez que os jogadores uruguaios sofrem com a precariedade no atendimento médico em 2019
estadio-olimpico-rampla-juniors759x500

Brigando pela permanência na Primera División Uruguaya, na segunda-feira (4) o Rampla Juniors não pôde realizar seu último treinamento no Estádio Olímpico antes do jogo contra o Danubio na quarta-feira (6), pelo Clausura. Por certo, a decisão de cancelar o treino veio de Eduardo Espinel. Em virtude da falta de um médico que acompanhasse as atividades do plantel Picapiedra, o treinador resolveu suspender a preparação de seus jogadores.

O comandante do Rampla Juniors falou com o portal uruguaio Tenfield, e deu mais detalhes sobre a situação.

“Não havia médico e não podíamos treinar nessas condições. Falei com a Presidente (Isabel Peña) e nos encontraremos para resolver esta situação. Existe um protocolo a respeitar”.

Logo após o cancelamento a diretoria do Rampla Juniors se movimentou e conseguiu um médico. Assim, o treinamento foi remarcado para às 9h30 (horário de Brasília) dessa terça-feira (5). Desse modo, as atividades foram retomadas e a equipe se preparou para mais uma batalha contra o rebaixamento. Eduardo Espinel terá Jhony Gali e Gastón Díaz (suspensos) como desfalques contra o Danubio. A saber o Rampla não apenas é lanterna no Torneo Clausura, como também figura na penúltima posição do Descenso, onde os três últimos colocados vão para a segundona.

PRECARIEDADE NO FUTEBOL URUGUAIO

Decerto não é a primeira vez que os jogadores do futebol bi-campeão mundial sofrem com a precariedade no atendimento médico em 2019. Durante o jogo entre Boston River e Cerro, válido pela 3ª divisão uruguaia, o jogador Agustín Martínez foi substituído por sentir dores no joelho.  32 minutos depois de deixar a cancha Martínez desmaiou. Entretanto, o estádio não possuia ambulância e o cinesiologista do Boston, profissional especializado nos movimentos corporais, atendeu o atleta. Seis dias depois, já no hospital, o atleta de 17 anos faleceu. Ou seja, a falta de um atendimento correto acarretou na morte de Agustín Martínez.

GOL AL FUTURO

O projeto ‘Gol al Futuro’, idealizado pelo governo uruguaio no ano de 2009, tem como intuito a prevenção de qualquer tipo de patologia nos atletas de base. Por certo, o programa abrange somente jogadores das divisões inferiores, pois são eles que possuiam pouca ajuda médica das equipes. Só para ilustrar, o Gol al Futuro vai até as instuições e fornecem todo o aparato necessário para os atendimentos, já que a grande maioria dos times não possuem estrutura médica. O caso mais famoso de um jogador salvo pelo projeto foi Ignacio Laquintana, atualmente disputando a primera pelo Defensor Sporting.

Foto destaque: Divulgação/Deportivo Maldonado

Luciano Massi

Sobre Luciano Massi

Luciano Massi já escreveu 188 posts nesse site..

Me chamo Luciano Massi, tenho 20 anos, sou paulistano. Estou no 6º semestre do curso de Jornalismo na Universidade Anhembi Morumbi. Desde criança fanático pelo futebol dentro e fora das quatro linhas, histórias que vão além do esporte. Produzo o Derbicast, podcast voltado ao futebol alternativo, dando enfâse aos esquecidos. Entretanto, nunca me dei bem com a bola...

Forza Football

 

Rivalo Apostas Esportivas
Luciano Massi
Luciano Massi
Me chamo Luciano Massi, tenho 20 anos, sou paulistano. Estou no 6º semestre do curso de Jornalismo na Universidade Anhembi Morumbi. Desde criança fanático pelo futebol dentro e fora das quatro linhas, histórias que vão além do esporte. Produzo o Derbicast, podcast voltado ao futebol alternativo, dando enfâse aos esquecidos. Entretanto, nunca me dei bem com a bola...

Artigos Relacionados

Topo