Rafinha entra para a lista de atletas que venceram Libertadores e Champions

Além dele, nomes como Neymar, Ronaldinho Gaúcho e Tévez também conquistaram os dois continentes
Libertadores Champions

No último sábado (23), o Flamengo derrotou o River Plate por 2 x 1 no estádio Monumental em Lima. Com isso, se sagrou bicampeão da América. O título faz com que o lateral direito do Mengão, Rafinha, entre para uma pequena lista de alguns jogadores que conquistaram a UEFA Champions League, torneio de mais grandeza na Europa. e a Copa Libertadores, maior torneio sul-americano. Enfim, confira todos os campeões abaixo.

https://twitter.com/goleada_info/status/1198369555451695104?s=19

1 – Juan Pablo Sorín (Libertadores 1995/ UEFA Champions League 1995-96)

O lateral que é ídolo da torcida do Cruzeiro, foi o primeiro jogador a conseguir o feito. Primeiramente, a Juventus foi campeã europeia no dia 22 de maio de 1996 da UEFA Champions League. Os Bianconeris derrotaram o Ajax nos pênaltis na final, após empate por 1 x 1 no tempo normal. Em seguida, no dia 22 de junho do mesmo ano, Sorín conquistou a Libertadores, após o River Plate derrotar o América de Cali por 2 x 0, depois de revés no primeiro jogo por 1 x 0.

2 – Santiago Solari (Libertadores 1995/ UEFA Champions League 2001/02)

Atualmente técnico, Solari deixou recentemente o Real Madrid, depois de passagem como treinador. Entretanto, o argentino fez história como atleta do clube espanhol. Primeiramente, esteve junto de Sorín na conquista da América em 1995, pelo River Plate. Além disso, se tornou o segundo jogador na história a conquistar a Libertadores e UEFA Champions League, em 2002. Na ocasião, os Merengues derrotaram o Bayer Leverkusen na final, por 1 x 2, na partida famosa pelo golaço de Zidane.

3 – Dida (Libertadores 1997/ UEFA Champions League 2002-03)

O goleiro Dida, ex-Corinthians e Cruzeiro se tornou o primeiro brasileiro da lista a conseguir o feito. Justamente pela Raposa, conquistou a Libertadores em 1997, após vencer o Sporting Cristal do Peru na final por 1 x 0 no Mineirão. Dessa forma, ainda passou pelo Parque São Jorge antes de embarcar para a Itália, onde conquistou a UEFA Champions League 2002-03 pelo Milan, em cima da rival Juventus, nos pênaltis.

4 – Roque Júnior (Libertadores 1999/ UEFA Champions League 2002-03)

Um dos titulares do Brasil na Copa de 2002, Roque Júnior foi o segundo brasileiro a conquistar a América e a Europa. Primeiramente, trouxe a conquista inédita da Libertadores em 1999 para o Palmeiras, após perder o jogo de ida para o Deportivo Cali por 1 x 0, vencer no antigo Palestra Itália por 2 x 1 e garantir o título nos pênaltis. Depois, logo após o pentacampeonato mundial da seleção, fez parte também da conquista do Milan da UEFA Champions League em 2002-03.

5 – Cafú (Libertadores 1992/UEFA Champions League 2006/07)

O capitão do penta em 2002 demorou 14 anos para conseguir o feito de conquistar a Libertadores e a Champions League, em extremos das equipes onde conseguiu o feito. Primeiramente, participou da primeira conquista da América pelo São Paulo em 1992, depois de superar o Newell’s Old Boys nos pênaltis no Morumbi. Porém, só na outra década seria campeão europeu, com a camisa do Milan em 2007, onde o Rossonero derrotou o Liverpool na final por 2 x 1.

6 – Carlos Tévez (Libertadores 2003/ UEFA Champions League 2007/08)

O atacante argentino, sensação da última década, conquistou a América em 2003, pelo Boca Juniors. Na ocasião, Tévez foi um dos destaques do triunfo da equipe sobre o Santos, em pleno Morumbi por 1 x 3, após vencer em La Bombonera por 2 x 0. Em seguida, cinco anos mais tarde, viria a ser campeão da UEFA Champions League em 2007/08. Enfim, o Manchester United, então seu clube, derrotou o Chelsea nos pênaltis para conquistar a Europa.

7 – Walter Samuel (Libertadores 2000/ UEFA Champions League 2009-10)

O zagueiro argentino estava no elenco que impediu o bicampeonato da Libertadores para o Palmeiras, em 2000, quando o Boca Juniors bateu o Palestra nos pênaltis. Além disso, esteve presenta, já no seu final de carreira, no título da Internazionale da UEFA Champions League, em 2010. Enfim, na ocasião, os Nerazzurri bateram o Bayern de Munique em Madrid, por 0 x 2.

8 – Ronaldinho Gaúcho (Libertadores 2013/ UEFA Champions League 2005-06)

O Bruxo teve a oportunidade de ser protagonistas nas duas conquistas que conseguiu. Primeiramente, comandou o Barcelona na segunda conquista da UEFA Champions League em 2006, ao bater o Arsenal por 2 x 1 na final. Enfim, sete anos mais tarde, levou o Atlético-MG a sua primeira conquista de Libertadores, de forma dramática. Após perder no Paraguai para o Olímpia por 2 x 0, o Galo deu o troco no Mineirão e venceu nos pênaltis.

9 – Neymar (Libertadores 2011/ UEFA Champions League 2014-15)

O melhor jogador brasileiro da atualidade, Neymar também conseguiu o feito. Além disso, chegou a marca com apenas 23 anos de idade. Primeiramente, levantou a América em 2011, ao conquistar a Libertadores pelo Santos contra o Peñarol, no Pacaembu, em vitória por 2 x 1. Além disso, formou o trio MSN, com Messi e Suaréz em 2015, para ajudar no pentacampeonato europeu do Barcelona, ao vencer a Juventus por 1 x 3.

10 – Danilo (Libertadores 2011/ UEFA Champions League 2015-16)

O lateral direito brasileiro se tornou o 10º jogador a conseguir o efeito. Primeiramente, também esteve no elenco campeão da América pelo Santos em 2011, e assim como Neymar, deixou seu gol na final contra o Peñarol. Enfim, na temporada 2015-16, esteve no elenco que ajudou o Real Madrid a conquistar o primeiro dos três títulos consecutivos da UEFA Champions League, após vitória sobre o rival Atletico de Madrid, nos pênaltis.

11 – Rafinha (Libertadores 2019/ UEFA Champions League 2012/13)

Por último, mais um lateral. O quarto da lista, o terceiro que atua pelo lado direito. Rafinha foi o último atleta a conseguir o feito. Além disso, ambos se assemelham pela forma dramática que aconteceram. Primeiramente, o jogador conquistou a UEFA Champions League em 2013 com o Bayern de Munique, vencendo o rival Borussia Dortmund por 2 x 1, com um gol no final marcado por Robben. Seis anos depois, Gabriel Barbosa marcaria duas vezes no final da partida, e o Flamengo venceu o River Plate por 2 x 1, com Rafinha sendo campeão da América.

Foto destaque: Reprodução/Instagram

Caíque Ribeiro

Sobre Caíque Ribeiro

Caíque Ribeiro já escreveu 321 posts nesse site..

Olá, eu sou Caíque Ribeiro, tenho 19 anos e a paixão por esportes corre em minhas veias, sobretudo, o futebol. Um amante do futebol tanto brasileiro, quanto europeu e ainda sim, do alternativo. Tendo como maior jogador que vi jogar, Ronaldinho Gaúcho e grandes memórias futebolísticas. Estou cursando jornalismo pela Universidade Anhembi Morumbi. Quando criança,sonhava em ser jogador de futebol,mas a vida me planejou outros rumos. Desde então, decidi juntar duas paixões: a paixão por escrever e a paixão pela pelota, e seguir nessa jornada,sempre disposto a trazer a informação de forma correta e apurada ao público. Além de futebol, escrevo e sou comentarista sobre basquete na Rádio Poliesportiva. Instagram: @caiqueribero, Twitter: @CRSousa5

BetWarrior

Caíque Ribeiro
Caíque Ribeiro
Olá, eu sou Caíque Ribeiro, tenho 19 anos e a paixão por esportes corre em minhas veias, sobretudo, o futebol. Um amante do futebol tanto brasileiro, quanto europeu e ainda sim, do alternativo. Tendo como maior jogador que vi jogar, Ronaldinho Gaúcho e grandes memórias futebolísticas. Estou cursando jornalismo pela Universidade Anhembi Morumbi. Quando criança,sonhava em ser jogador de futebol,mas a vida me planejou outros rumos. Desde então, decidi juntar duas paixões: a paixão por escrever e a paixão pela pelota, e seguir nessa jornada,sempre disposto a trazer a informação de forma correta e apurada ao público. Além de futebol, escrevo e sou comentarista sobre basquete na Rádio Poliesportiva. Instagram: @caiqueribero, Twitter: @CRSousa5

Artigos Relacionados

Topo