Pro Vercelli: a história de um multicampeão esquecido

Conheça as páginas de um dos maiores vencedores do futebol italiano, comandado atualmente por Alberto Gilardino
Pro Vercelli

Quando é comentado sobre títulos, já vem em mente algumas equipes tradicionais. Se limitar isso apenas ao futebol italiano e a Serie A, certamente alguns clubes são citados. Principalmente, Juventus, Internazionale e Milan, que são os três maiores do país. Entretanto, se acha que logo atrás vem outros times conhecidos como Roma, Napoli, Torino e Fiorentina, você se engana. Dessa forma, é exatamente isso que a coluna Calciostoria aborda nessa semana. Enfim, conheçam a história do Pro Vercelli, heptcampeão do Scudetto, mas que está esquecido no passado.

HISTÓRIA DO PRO VERCELLI

Fundação e primeiros anos de futebol (1892-1907)

O clube foi fundado no ano de 1892, na cidade de Vercelli, região de Piemonte, no norte da Itália, que é conhecida por duas outras equipes: Juventus e Torino. A ideia principal da fundação da agremiação não estava ligado ao futebol, mas a ginástica. Dessa forma, nos primeiros anos, a instituição se chamava Società Gimnastica Pro Vercelli 1892, em alusão ao esporte das argolas. Além disso, outras modalidades eram praticadas como esgrima, atletismo e ciclismo. Entretanto, com a chegada de um certo dirigente, tudo iria mudar.

Em 1903, Luigi Bonzino se tornou um dos dirigentes do clube. Com isso, o italiano trouxe também o futebol como uma modalidade esportiva. A primeira partida disputada pelo Pro Vercelli em campo aconteceu no dia 3 de agosto no mesmo ano, contra o Forza e Costanza, da cidade de Novara. Anos depois, o time formaria seu grande clássico com o Novara Calcio, maior rivalidade das duas agremiações, no chamado Derby del Riso. Enfim, com a fundação de uma equipe futebolística, não demorou muito para os Les Bianches Casacches serem uma das sensações do início do Calcio profissional.

Anos de ouro e pressões fascistas (1907 – 1934)

Com poucos anos de existência no cenário futebolístico, os Leonis estabeleceram grandes feitos no começo do século passado. Dessa forma, ao lado do Genoa, foram os clubes dominantes das décadas de 10 e de 20 no futebol italiano. O Pro Vercelli conquistou sete Scudettos, todos em um período de 15 anos. Primeiramente, levantou o troféu da Serie B em 1907 e nos dois anos seguintes se tornou bicampeão da Serie A (1908, 1909). Além das conquistas citadas, o caneco foi trazido para a cidade da região de Piemonte em mais cinco oportunidades: 1910-11, 1911-12, 1912-13, 1920-21 e 1921-22. Enfim, ainda teve um vice-campeonato na temporada 1909-10, onde a campeã foi a Internazionale, em final disputada com atletas juvenis, em protesto a Federação Italiana na época.

Outro marco importante nas primeiras décadas do século XX para a equipe de Piemonte foi a utilização de jogadores na Azzurra. Visto o grande sucesso do clube no início do futebol profissional italiano, alguns atletas foram convocados para a seleção da Itália. Entre eles, estão três dos mais famosos que já passaram pelo Pro Vercelli, como Silvio Piola, Pietro Ferraris e Virginio Rosetta, todos integrantes das campanhas vitoriosas nas copas de 1934 e 1938.

Enfim, os anos de glória do Pro Vercelli chegariam ao fim. Dessa forma, em 1935, os Les Bianches Casacches foram rebaixados para a Serie B. Dessa forma, sobre pressão do líder fascista Benito Mussolini, a equipe foi obrigada a ceder sua principal estrela, Silvio Piola, para a Lazio. Além disso, o então ano marcou a última vez que o clube frequentaria a primeira divisão.

Elenco campeão da Serie A em 1921 Foto: Divulgação/Pro Vercelli

Crise e perda do profissionalismo (1935-1994)

Com a queda para a segunda divisão em 1935, o clube não conseguiu se firmar mais na elite. Primeiramente, havia perdido sua principal estrela para a Lazio. Em seguida, não se concretizava novamente o acesso para a primeira divisão. Longe disso, pois, na temporada 1947-48, o Pro Vercelli foi rebaixado para a Serie C, terceira divisão do futebol italiano. Muito desse momento conturbado na história dos Leonis se deu junto ao crescimento de outros clubes que hoje, são grande potências na Itália como Internazionale e Milan.

Com isso, a equipe de Piemonte figou longos anos nas divisões inferiores do futebol italiano. Além disso, chegou a ser rebaixada para Serie D do país. Nesse estágio, as agremiações são amadoras, na qual o Pro Vercelli fazia parte naquele momento. Enfim, o clube só voltaria a figurar novamente como time profissional em 1994, com o título da quarta divisão do Calcio.

Elenco do Pro Vercelli na temporada 1989-90 Foto: Mateo Dotto/Guerin Sportivo

Volta precoce a Serie B e anos atuais do Pro Vercelli (1995 – atualmente)

Desde 1994, o Pro Vercelli figurou a maior parte desse tempo na Serie C do futebol italiano. Dessa forma, esteve perto do acesso a Serie B, como nas temporadas 1994-95, temporada que quase conseguiu subir mais uma vez e em 2000-01. Entretanto, quase desceu a Serie D mais uma vez, como entre 2002 e 2005, que coincidiu com momentos de grande crise financeira da equipe, que voltaria a brigar para voltar a segunda divisão em 2007-08.

Em 2009, os Leonis chegaram a 16ª temporada consecutiva na Serie C, estabelecendo o recorde de uma equipe na então divisão do Calcio. Entretanto, o tão sonhado acesso viria no dia 10 de junho de 2012 e o Pro Vercelli voltava a Serie B do futebol italiano após 64 anos. Todavia, a aventura durou apenas uma época, pois em 2012-13, o clube de Piemonte voltaria novamente para a terceira divisão.

A equipe ainda voltaria a disputar a segunda divisão entre 2014 e 2018, quando novamente teve descenso decretado para a Serie C. Desde então, o clube permanece na terceira divisão e agora tem uma grande atração. O ex-atacante da seleção italiana, Alberto Gilardino é o técnico do Pro Vercelli desde a temporada 2019-20, com a missão de trazer a equipe novamente a Serie B do Calcio. Enfim, o desempenho do treinador até agora foi de sete vitórias, seis empates e cinco derrotas.

CURIOSIDADES DO PRO VERCELLI

Maior Artilheiro – Carlo Rampini

O maior artilheiro da história do Pro Vercelli é Carlo Rampini (1891 -1968). Por curiosidade, o jogador era um meio-campista, e não um atacante, como a maioria dos goleadores. O atleta atuou apenas pela equipe de Piemonte em toda sua carreira, onde marcou 106 gols em 99 jogos pelos Leonis. Ainda, o 2º com maior números de tentos nos Les Bianches Casacches é seu irmão, Alessandro Rampini, que balançou as redes 82 vezes. Além disso, Carlo conquistou os títulos da Serie A pelo clube entre 1908 e 1913.

Jogador com maior número de atuações – Mario Ardissone

O meio-campista Mario Ardissone (1900-1975) é o recordista de atuações pelo Pro Vercelli. O atleta atuou em 354 partidas pelo clube entre 1919-1935. Além disso, participou das conquistas dos Scudettos de 1920-21 e 1921-22, o último do time de Piemonte. Ainda, é um dos maiores artilheiros da equipe na história, com 75 gols marcados, estando no 4º lugar do ranking geral de goleadores dos Leonis.

Menção honrosa – Silvio Piola

Silvio Piola (1913 – 1996) talvez seja o maior ídolo da história do clube. Primeiramente, marcou 51 gols pela equipe e figura entre os 10 maiores goleadores do time. Porém, sua fama vem muito pelo que ele fez em vários clubes da Serie A. Revelado pelo Pro Vercelli em 1929, o atleta se tornou aquele com o maior número de tentos na história do Campeonato Italiano. Ao todo, o atacante chegou as redes em 274 oportunidades. Enfim, fez parte da Squadra campeã do mundo em 1938 e leva o nome do estádio dos Leonis, na cidade de Vercelli.

Importância do Pro Vercelli na fundação do Palmeiras

A história do Palmeiras está completamente ligada a duas equipes da região de Piemonte: o Pro Vercelli e o Torino. Isso, porque em 1914, ambos os times italianos fizeram excursões pelo Brasil. Dessa forma, Luigi Cervo, Luigi Marzo, Vincenzo Ragognetti e Ezequiel Simone ficaram encantados com o impacto da passagem dos Leonis e do Toro pelo país, que mexeu com toda a colônia italiana. Com isso, os jovens passaram a procurar interessados em fundar uma agremiação que representasse todos os imigrantes da Terra da Bota. Enfim, seria fundado o Palestra Itália, que após a Segunda Guerra Mundial, viria ser a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Foto destaque: Reprodução/Besthqwallpapers

Caíque Ribeiro

Sobre Caíque Ribeiro

Caíque Ribeiro já escreveu 277 posts nesse site..

Olá, eu sou Caíque Ribeiro, tenho 19 anos e a paixão por esportes corre em minhas veias, sobretudo, o futebol. Um amante do futebol tanto brasileiro, quanto europeu e ainda sim, do alternativo. Tendo como maior jogador que vi jogar, Ronaldinho Gaúcho e grandes memórias futebolísticas. Estou cursando jornalismo pela Universidade Anhembi Morumbi. Quando criança,sonhava em ser jogador de futebol,mas a vida me planejou outros rumos. Desde então, decidi juntar duas paixões: a paixão por escrever e a paixão pela pelota, e seguir nessa jornada,sempre disposto a trazer a informação de forma correta e apurada ao público. Além de futebol, escrevo sobre basquete na Rádio Poliesportiva. Instagram: @caiqueribero, Twitter: @CRSousa5


 

Rivalo Apostas Esportivas
Caíque Ribeiro
Caíque Ribeiro
Olá, eu sou Caíque Ribeiro, tenho 19 anos e a paixão por esportes corre em minhas veias, sobretudo, o futebol. Um amante do futebol tanto brasileiro, quanto europeu e ainda sim, do alternativo. Tendo como maior jogador que vi jogar, Ronaldinho Gaúcho e grandes memórias futebolísticas. Estou cursando jornalismo pela Universidade Anhembi Morumbi. Quando criança,sonhava em ser jogador de futebol,mas a vida me planejou outros rumos. Desde então, decidi juntar duas paixões: a paixão por escrever e a paixão pela pelota, e seguir nessa jornada,sempre disposto a trazer a informação de forma correta e apurada ao público. Além de futebol, escrevo sobre basquete na Rádio Poliesportiva. Instagram: @caiqueribero, Twitter: @CRSousa5

Artigos Relacionados

Topo