Premier League x Brasileirão: uso do VAR na Inglaterra dá aula nos brasileiros

O árbitro de vídeo no Campeonato Inglês começou a ser usado neste último fim de semana, e já vem sendo elogiado

Neste último fim de semana, iniciou-se a tabela de jogos da temporada 2019-20 do Campeonato Inglês. Ainda, há uma novidade para o torneio neste ano: o uso do árbitro de vídeo. Na primeira rodada, o uso do VAR na principal liga do planeta foi muito bem elogiado por público e analistas. Principalmente, por sua interferência mínima no jogo e suas correções rápidas dos lances que ali o precisaram. Com isso, vem um comparativo entre Premier League x Brasileirão sobre o uso da ferramenta. Além disso, um questionamento: Por que a tecnologia ainda gera tanta polêmica em suas marcações aqui no Brasil?

PREMIER LEAGUE X BRASILEIRÃO: USO DO VAR

PREMIER LEAGUE

Na Premier League, os ingleses demoraram para implementar a ferramenta justamente por um certo fator: a interferência no jogo. Alguns testes fracassados no passado resultaram para que os dirigentes dos clubes estivessem receosos da novidade e demorassem para inovar. No entanto, a espera acabou e os supervisores do árbitro de vídeo na Inglaterra fizeram um protocolo diferente dos demais utilizados.

As revisões dos lances são semelhantes ao uso no Brasil. Gol, pênalti, cartão vermelho direto e erro de identificação nos jogadores são revisados pelo VAR, além da autoridade do árbitro de campo nas decisões. Entretanto, tem algumas mudanças em seu protocolo. Primeiramente, as chamadas “decisões factuais” não serão interferidas (impedimento, lance dentro ou fora da área). Além disso, os telões em cada estádio mostram o lance sendo revisado, trazendo a transparência do que foi definido ao público.

O resultado já pode ser visto na primeira rodada. Em jogos como West Ham x Manchester City, Leicester x Wolves e Burnley x Southampton, o uso da ferramenta foi bem sucedido. Além disso, o fator mais elogiado foi o tempo de análise do lance, com média de menos de dois minutos por cada decisão.

BRASILEIRÃO

Já aqui no Brasil, há algum tempo temos o uso da ferramenta. Ano passado, campeonatos como a Copa do Brasil já tinham o uso do VAR. No Brasileirão, o uso começou apenas nesta temporada, e vem sendo um período polêmico com as decisões do lance a cada jogo, em cada rodada. Não apenas nas competições nacionais, mas também nos torneios sul-americanos, o árbitro de vídeo vem sendo bastante criticado por analistas.

Primeiramente, a demora do uso da ferramenta em cada lance aqui no Brasil acaba irritando o torcedor. No jogo Corinthians x Flamengo, nesta edição do Brasileirão, o VAR demorou aproximadamente seis minutos para validar o gol de empate do Mengão, marcado por Gabigol. Além disso, o protocolo da tecnologia aqui é muito confuso. Lances de interpretação são revisados e acabam interferindo na decisão do árbitro principal do jogo, tirando toda sua autoridade. Enfim, sua última polêmica em solo canarinho foi no jogo entre Palmeiras x Bahia, pela 14ª rodada do campeonato nacional, onde foi marcado um pênalti questionado ao Tricolor.

Ainda, a transparência entre as decisões ao público é muito pequena. Os lances só são mostrados na televisão após a revisão do mesmo, o que gera dúvida e tensão por parte dos torcedores. Ainda, os presentes ao estádio ficam sem saber o que está acontecendo, o que gera uma aflição enorme entre eles.

PREMIER LEAGUE X BRASILEIRÃO SOBRE O VAR : CONCLUSÃO

Na análise do uso do VAR entre Premier League x Brasileirão, os ingleses saem altamente na frente. Com um protocolo totalmente inovador sobre a tecnologia, o torneio europeu conseguiu reduzir de forma notória o tempo do uso da ferramenta na tomada de decisões. Além disso, traz transparência ao público, mostrando o lance a todos os espectadores. Coisa que ainda falta aqui na nossa terra.

Caíque Ribeiro

Sobre Caíque Ribeiro

Caíque Ribeiro já escreveu 68 posts nesse site..

Olá, eu sou Caíque Ribeiro, tenho 18 anos e a paixão por esportes corre em minhas veias, sobretudo, o futebol. Um amante do futebol tanto brasileiro, quanto europeu e ainda sim, do alternativo. Tendo como maior jogador que vi jogar, Ronaldinho Gaúcho e grandes memórias futebolísticas. Estou cursando jornalismo pela Universidade Anhembi Morumbi. Quando criança,sonhava em ser jogador de futebol,mas a vida me planejou outros rumos. Desde então, decidi juntar duas paixões: a paixão por escrever e a paixão pela pelota, e seguir nessa jornada,sempre disposto a trazer a informação de forma correta e apurada ao público. Além de futebol, escrevo sobre basquete na Rádio Poliesportiva. Instagram: @caiqueribero, Twitter: @CRSousa5


 

365 Scores

 

Caíque Ribeiro
Caíque Ribeiro
Olá, eu sou Caíque Ribeiro, tenho 18 anos e a paixão por esportes corre em minhas veias, sobretudo, o futebol. Um amante do futebol tanto brasileiro, quanto europeu e ainda sim, do alternativo. Tendo como maior jogador que vi jogar, Ronaldinho Gaúcho e grandes memórias futebolísticas. Estou cursando jornalismo pela Universidade Anhembi Morumbi. Quando criança,sonhava em ser jogador de futebol,mas a vida me planejou outros rumos. Desde então, decidi juntar duas paixões: a paixão por escrever e a paixão pela pelota, e seguir nessa jornada,sempre disposto a trazer a informação de forma correta e apurada ao público. Além de futebol, escrevo sobre basquete na Rádio Poliesportiva. Instagram: @caiqueribero, Twitter: @CRSousa5
https://offbook.sport.blog/

Artigos Relacionados

Topo