Premier League segue sem previsão de retorno

- Corte salarial de jogadores também foi assunto na reunião
Premier League segue sem previsão de retorno

Por segurança, a Premier League vai continuar sem data de retorno para finalizar a temporada 2019/2020. A medida foi estabelecida na reunião que aconteceu nesta sexta-feira (3), com o objetivo de preservar a saúde de todos, não só dos envolvidos no futebol. Anteriormente, os organizadores da liga da Inglaterra e demais representantes, já tinham estabelecido a paralisação até 30 de abril. Porém, devido o aumento da crise de coronavírus em diversos países, resolveram continuar com a pausa. Além disso, outro assunto colocado em pauta no evento, foi a redução salarial dos jogadores.

O Covid-19 ainda é o grande vilão mundial e com isso seguem as consequências em todos os cantos do mundo e, nada de futebol. “Foi reconhecido que a Premier League não retornará no começo de maio – e que a temporada 2019-20 somente voltará quando seja seguro e apropriado para isso”, informou o comunicado dos organizadores na elite do Inglês.

No encontro com as partes interessadas (a EFL e a associação dos jogadores também estiveram presentes), permanece o objetivo de terminar as nove rodadas restantes e a Copa da Inglaterra. Mas, com a atual situação, novas reuniões poderão ocorrer e a decisão final fica em aberto. “A Premier League está trabalhando em conjunto com todo o futebol profissional do país. Assim como o governo e com agências públicas, para garantir que se chegue a uma solução colaborativa”, acrescentou o comunicado.

Corte de salário

Além da imprevisível data de retorno do futebol inglês, os bolsos dos jogadores poderão sofrer reajustes. Ainda na reunião, o proposto pelas entidades presentes foi a redução de 30% dos rendimentos anuais. Na quinta-feira (2), o Ministro da Saúde do Reino Unido, Matthew Hancock, já havia chamado a atenção dos atletas dos clubes com a crítica dizendo “que fizessem a parte deles” em decorrência à crise em que todos estão vivendo. Porém, a Premier League, EFL e os sindicato da categoria ainda irão ouvir os jogadores para determinar se haverá a mudança salarial. Já no sábado (4), está previsto um novo encontro para que o tema seja decidido.

Mas não só datas e salários foram debatidos. Os clubes menores (divisões inferiores) que estão sofrendo os maiores impactos econômicos com a pandemia de coronavírus, terão ajuda dos grandes. Os votos foram unanimes, e a Premier League irá contribuir com cerca de 810 milhões de reais que serão distribuídos entre as equipes para que possam se manter nas competições.

Foto destaque: Reprodução/Trivela

Amanda Cruz

Sobre Amanda Cruz

Amanda Cruz já escreveu 149 posts nesse site..

Sou Amanda Cruz, formada em História e estudante de jornalismo. Paulistana, filha de pernambucanos e atualmente moro em Lorena/SP. Despertei minha paixão pelo futebol na Copa de 2006 e desde lá o amor só cresceu. Curiosa sobre o esporte e amante de História, gosto de estar sempre por dentro do assunto: acompanho boa parte de notícias e jogos, principalmente das ligas internacionais. O futebol é um esporte emocionante e como uma boa (futura) jornalista, escrever sobre ele é demais!

365 Scores

BetWarrior


Amanda Cruz
Amanda Cruz
Sou Amanda Cruz, formada em História e estudante de jornalismo. Paulistana, filha de pernambucanos e atualmente moro em Lorena/SP. Despertei minha paixão pelo futebol na Copa de 2006 e desde lá o amor só cresceu. Curiosa sobre o esporte e amante de História, gosto de estar sempre por dentro do assunto: acompanho boa parte de notícias e jogos, principalmente das ligas internacionais. O futebol é um esporte emocionante e como uma boa (futura) jornalista, escrever sobre ele é demais!

Artigos Relacionados

Topo