Por que Coutinho é uma opção melhor do que James Rodríguez para o Bayern de Munique?

Jogador brasileiro chegou à Baviera nesta temporada após o fim do empréstimo do colombiano, que retornou para o Real Madrid
coutinho brilha no bayern

Aos 27 anos, Philippe Coutinho esbanja passagens por clubes gigantes da Europa – como Liverpool e Barcelona. Porém, o futebol do jogador não é unanimidade nas rodas de conversa. Após encantar o mundo defendendo a camisa da equipe inglesa, o meia não convenceu em sua estadia na Catalunha. Desse modo, após um ano no Barça, Coutinho foi emprestado ao Bayern de Munique pelo período de uma temporada – com opção de compra no fim do contrato. Após a saída de James Rodríguez, a chegada do brasileiro veio a calhar no esquema proposto por Niko Kovac. Mas por que será que o atleta colombiano não foi capaz de render frutos na equipe da Baviera?

POLÊMICAS DE JAMES

Rodríguez conquistou o mundo após consagrar-se como artilheiro do Mundial de 2014 e autor do gol mais bonito do evento. Atleta do Mônaco – na época – o jogador chamou a atenção do Real Madrid e logo foi transferido para o clube, onde esbanjou a camisa 10. Porém, apesar do esperado, James não expôs seu melhor futebol durante a estadia na equipe merengue. O colombiano envolveu-se em polêmicas com Zidane, após não aceitar ser banco em Madrid e chegou a ofender o treinador quando substituído de campo.

Desse modo, o Bayern de Munique surgiu como uma nova oportunidade de criar frutos na carreira de James Rodríguez. Versátil, o atleta atua em posições do meio-campo e ataque – ambas com bom rendimento. Além de balançar as redes, o camisa 10 da Colômbia destaca-se pela qualidade técnica dos passes e assistências diretas para gols. Ao todo, foram 65 partidas disputadas com a camisa Bávara – com direito a 15 tentos marcados e 20 ocasiões em que presenteou os companheiros com belos passes. Entretanto, o rendimento do jogador poderia ter sido muito mais expressivo. Tal fato não aconteceu devido ao esquema de jogo proposto por Niko Kovac – que optou por não dar sequência ao futebol de James.

Além disso, o atleta também frustrava-se com facilidade no gigante da Baviera. Com síndrome de estrelato, Rodríguez sempre buscou a idolatria nos clubes que atuou. Entretanto, muito se esperava do colombiano – que apesar de boas atuações, escondeu o futebol que encantou o mundo em 2014. É quase impossível ser a estrela em equipes que contam com Cristiano Ronaldo e Robert Lewandowski. James chegou a pedir para não ser contratado pelos Bávaros. Portanto, tais fatores foram cruciais para o desempenho decepcionante do jogador.

REDENÇÃO DE COUTINHO

Em situação semelhante, Philippe Coutinho buscava a redenção quando optou por defender o Bayern. Visando provar que é talentoso e decisivo, o brasileiro foi a Munique para reexibir o futebol mostrado no Liverpool. Com mágica nos pés, Coutinho é habilidoso nos dribles e preciso nas finalizações. Assim, o jogador logo encaixou-se na equipe Bávara, esta que perdeu grandes nomes – como Ribéry e Robben – na temporada. Ao todo, o atleta já acumula dois gols e três assistências em oito partidas pelo clube de Munique – o suficiente para provar que pode render bons frutos.

O que difere os jogadores é justamente a capacidade de adequação ao esquema do clube e do treinador. Desse modo, James se viu refém do seu temperamento – mesmo com a fama de bom moço. A falta de humildade foi decisiva para o fracasso do atleta. Enquanto isso, Coutinho busca novos caminhos disposto a colaborar com o sucesso da equipe, e não apenas a conquista do estrelato. Resta saber se o clube irá optar pela compra do brasileiro ao final do contrato.

Foto destaque: Reprodução/ Ralph Orlowski (Reuters)

Maria Luisa Araki

Sobre Maria Luisa Araki

Maria Luisa Araki já escreveu 79 posts nesse site..

Forza Football

 

Rivalo Apostas Esportivas

Artigos Relacionados

Topo