Peñarol vence e assume a liderança do Apertura Uruguaio 2019

Danubio e Defensor não saem do 1 x 1 no Derby dos Medianos, Cerro perde a quinta consecutiva, se afundando na degola e Wanderers bate Liverpool

No sábado de Apertura Uruguaio, pela 9ª rodada, destaque para o Derby dos Medianos, entre Danubio Defensor Sporting, que ficou no empate de 1 x 1. O Cerro segue uma sina de não vencer e está na última posição, com apenas quatro pontos. A derrota desta vez foi para o Progreso. Já o Plaza Colonia viu o Peñarol vencer por 1 x 0 em sua casa e assumir a liderança. Além disso, o Montevideo Wanderers bateu o Liverpool por 2 x 1.

Apertura Uruguaio – 9ª rodada

Danubio 1 x 1 Defensor Sporting

O time da casa começou o jogo melhor. Teve a iniciativa, segurou a bola e lançou o ataque com um jovem de cada lado: Ancheta à direita e Chacón à esquerda. Porém, a primeira chance aconteceu em jogada individual de Federico Rodríguez, que driblou o marcador de bateu por cima do gol. Mas os Violetas esperavam e contra-atacavam quando podiam.

Entretanto, pouco a pouco, melhoravam e Luciano Boggio armou jogada pelo meio e abriu à direita para González. Este que devolveu no meio e o camisa 17 chutou para a defesa de Cristóforo. Contudo, Chacón teve outra chance dentro da área e Fuentes operou milagre para os visitantes. Mas ao final do 1º tempo, num chutaço de fora da área que contou com desvio da zaga, o meia Gonzalo Nápoli abriu o placar aos 42′.

Na 2ª etapa, com um imparável Thomas Chacón, o Danubio saiu pronto para empatar já nos primeiros minutos. Mas ficou por pouco com uma arremate na trave. O camisa 10 fez outra bela jogada pela esquerda, entortando o lateral direito González e cruzando para Rodríguez mandar por cima do gol de cabeça. Assim, goleiro violeta Fuentes evitou o empate numa ótima saída da trave, fechando o ângulo de Rodríguez.

Porém o gol de igualdade foi num polêmico pênalti. Santiago Paiva se jogou ao ver um chute ao vento de González, ao seu lado, que errou ao tentar chutar a bola. Com isso, para à cobrança foi Carlos Grossmüller, que converteu e decretou o empate aos 80′. Contudo, três minutos mais e só deu tempo de Sergio Felipe ser expulso pelos mandantes por uma entrada violenta em Alan Rodríguez.

Cerro 0 x 2 Progreso

Tiveram que passar cinco jogos para que Progreso voltasse a somar três pontos. A última vez foi em 2 de março contra o Liverpool por 5 x 3. Desta vez os Gaúchos venceram o Cerro por 2 x 0, enquanto o Cerro permanece em último na tabela do Apertura com apenas quatro pontos e somou sua quinta derrota seguida. Emiliano Diaz foi expulso logo aos 18′, deixando os donos da casa com um homem a menos, após cortar com a mão o chute de Riquero que entraria no gol. Na penalidade Esteban González mandou no ângulo, sem chances para Formento.

Os visitantes tiveram outra chance com o meio-campista Viega pela esquerda, mas defendido pelo goleiro. Com muita gana e pouco futebol, os Albicelestes responderam com Pellejero, mas foi presa fácil na defesa de Pérez, mesmo que em dois tempos. Rosso teve mais uma chance para os Gaúchos, ao driblar o zagueiro Mauro Brasil dentro da área e finalizar para o gol sem goleiro, pois Fomento tinha saída para abafar o chute que foi por cima dele. Porém, Alonso tirou em cima da linha de cabeça.

No início do 2º tempo, Viega gingou para cima de Brasil e tocou a esquerda do goleiro Formento, que só tirou com os olhos. E ele apareceu mais uma vez para incomodar. O camisa 27 conduziu pelo meio, abriu à direita para González e apareceu no meio para concluir de cabeça, renta à trave, mas para fora. Aos 58′ chegou o golpe de misericórdia. Num contra-ataque rápido, Viega tocou na direita para González, que foi ao fundo e virou no lado oposto para Rosso, sem marcação, assegurar a vantagem dos Pantanosos. Dali em diante foi trocar passes e não desgastar o time. O Cerro ainda teve uma chance de cabeça para fora.

Plaza Colonia 0 x 1 Peñarol

O gigante Peñarol penou para vencer os mandantes. Os donos da casa imprimiram um forte ritmo com muita velocidade e dando trabalho à defesa aurinegra. O Plaza Colonia teve duas chances logo no início, mas ambas de cabeça, com o atacante Acosta e depois com o zagueiro Risso, uma com a zaga afastando para escanteio e outra sendo a cabeçada desta cobrança. O time da casa chegou uma terceira vez em outro escanteio, novamente mandando para fora, desta vez com Calleros. Os Carboneros responderam com Trindade, mandando muito próximo ao arco, mas para fora. Mas na insistência, ao final da etapa inicial, Guzmán Pereira acerta um chutaço de fora da área e abre o marcador aos 48′, após ótima jogada e passe de Brian Rodríguez.

Na etapa final os Patablancas chegaram ao ataque com um chute de Waller de fora da área, indo no travessão e posteriormente para fora. Quando Cabrera foi expulso pelo segundo amarelo em outra chegada mais forte no rival, os mandantes ficaram com 10 e mesmo assim foram à frente. Waterman fez jogada de velocidade pela direita e tocou para Dibble, que chutou em cima de Dawson. Mesmo na vontade, não deu para os anfitriões e liderança para os visitantes.

Montevideo Wanderers 2 x 1 Liverpool

Logo aos 20 segundos o time visitantes chegou ao ataque com Cabrera, mandando por cima do gol. O jogo seguiu com muito equilíbrio e poucas chances de gol até os 31′, quando o goleiro Bava sai do gol para travar o chute de Pastorini que cai na área, alegando pênalti. O camisa 14 mesmo foi par a cobrança e guardou. Na 2ª etapa Ramírez tentou o empate logo cedo, mas De Arruabarrena pegou o chute cruzado. Mas aos 53′ o goleiro não teve o que fazer. Federico Martínez chutou da entrada da área, colocado, e não deu chances para o arqueiro defender.

A igualdade permaneceu por mais uns 20 minutos, quando, aos 76′, Christian Bravo mandou uma bomba de fora da área e marcou mais um golaço na partida, no ângulo, colocando o Wanderers à frente mais uma vez. Mas os Negriazules tiveram a chance de empatar três minutos depois, numa penalidade de Barboza em Maureen Franco, em que o zagueiro empurrou o atacante em disputa de cabeça. Ignácio Ramírez foi para a cobrança e Arruabarrena foi buscar o pênalti e garantir a vitória dos Boêmios.

Eric Filardi

Sobre Eric Filardi

Eric Filardi já escreveu 984 posts nesse site..

Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 25 anos, jornalista de formação e apaixonado por futebol.Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, sou Peixe, sou Palestra e sou Timão. Sou da Colina, Botafogo, sou Flu e sou do Mengão. Sou Brasil, sou Hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 a 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões, sou Clássico das Multidões. Sou sul, sou nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, sou Raposa, sou Bavi e sou Grenal. Sou Ásia, sou África, sou Barça e sou Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas, que o estádio incendeia, sou Futebol na Veia.

1X Bet
Eric Filardi
Eric Filardi
Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 25 anos, jornalista de formação e apaixonado por futebol.Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, sou Peixe, sou Palestra e sou Timão. Sou da Colina, Botafogo, sou Flu e sou do Mengão. Sou Brasil, sou Hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 a 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões, sou Clássico das Multidões. Sou sul, sou nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, sou Raposa, sou Bavi e sou Grenal. Sou Ásia, sou África, sou Barça e sou Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas, que o estádio incendeia, sou Futebol na Veia.
http://www.ericfilardi.com.br

Artigos Relacionados

Topo