Peñarol a uma vitória do título do Clausura Uruguaio

Após algumas rodadas de paralisação por uma melhor organização do futebol uruguaio, o Torneio Clausura voltou há algumas semanas com tudo, jogo atrás de jogo, nos finais de semana e também no meio de semana, mesmo com eliminatórias, repescagem e amistosos de seleção rolando. Para ficar sintonizado, o Peñarol segue forte na briga pelo título, faltando apenas duas rodadas para o fim do campeonato e precisando de uma vitória para ser campeão sem depender de ninguém.

PEÑAROL

Os Aurinegros estavam fazendo o que poderia ser um Clausura perfeito, até a 12 rodada tinham 100% de aproveitamento (12 jogo e 12 vitórias), liderando do começo ao fim. Porém, na 13ª rodada, enfrentou o River Plate, fora de casa, e perdeu pela primeira vez pelo placar de 2 x 1. O time apenas adiou o título que deve vim nas próximas rodada, visto o amplo domínio do time.

O próximo jogo, contra o Cerro (8º colocado), fora de casa, pode dar o título ao Peñarol com uma rodada de antecedência. Caso perca, pode ver o Defensor Sporting, 2º colocado, encostar no atual líder, caso vença. A diferença cairia de 4 pontos para 1.

OUTROS JOGOS

25/11 – 18h – Boston River x Juventud

Os Rojiverde estão no meio da tabela, mas não vem em um bom momento no campeonato. Não vence há 5 jogos e só está descendo na tabela. Enfrentará os Canarios que fazem um campeonato pior ainda e o risco que queda é grande. Os visitantes venceram seu último jogo e deu uma respirada, mas segue em 14º, situação de risco. Jogando em casa o Boston River é favorito a conseguir a vitória.

25/11 – 18h – Cerro x Peñarol

Os Albiceleste não são os caras que podem tirar o caneco do Peñarol, mas são os que podem atrasar ainda mais a conquista. O time liderado por Maureen Franco, vice-artilheiro do campeonato geral com 24 gols, 5 a menos que Cristian Palacios, adversário da partida neste sábado, está na 8ª posição e não sonha com mais nada no torneio, mas a disputa pela artilharia pode colocar fogo na partida que colocara frente a frente os atacante mais mortais do Uruguai.

26/11 – 18h – Nacional x Defensor Sp.

Este confronto poderia ser uma final (como foi no torneio intermediário e apertura), mas dificilmente conseguirão fazer frente ao Peñarol. O Defensor Sp. está mais próximo de atrapalhar o líder, visto que, caso vença e o rival perca, ficará a 1 ponto da 1ª colocação e levará para a última rodada a decisão. Voltando ao confronto, que pode ser considerado um clássico, deve ser bastante equilibrado e aberto. Imprevisível uma vitória para um dos lados, até mesmo porque no Apertura foi vitória para um lado e no intermediário para outro. Sebástian Fernandéz e Rodrigo Aguirre são os homens que podem fazer a diferença para o time da casa. Para os visitantes Maximiliano Gómez e Gonzalo Carneiro são os matadores.

26/11 – 18h – Fenix x Rampla Juniors

Os Albivioletas brigam para se manter na 1ª divisão e com uma vitória praticamente se livram do risco de queda. O adversário são os Picapiedras que estão em 7º lugar e não brigam por mais nada na competição. Uma vitória para o time da casa é importante para a sequência da temporada que vem, então, devem vir com mais vontade do que o Rampla e, com isso, brigar mais pela vitória.

26/11 – 18h – Liverpool M. x Danubio

Para os Negriazules o jogo vale tudo, isso porque luta pela permanência da primeira divisão uruguaia, visto que está a 3 pontos da lanterna. Já o Danubio, 6º colocado, apenas quer somar pontos para terminar bem o campeonato.

26/11 – 18h – Racing Montevideo x River Plate

Dois times que não brigam por nada. A La Academia joga em casa por uma vitória para permanecer com a sequência de vitórias seguidas. Caso vença será a 4ª consecutiva. Os Darseneros estão na 4ª colocação no campeonato a 8 do terceiro, Nacional, e 16 do líder. Sem expectativa, estão apenas cumprindo tabela.

26/11 – 18h – Wanderers x Sud America

O time da casa está mal neste Clausura. É o penúltimo colocado e corre o risco de perder a vaga na primeira divisão do próximo ano. Já o Sud America, que faz um bom Clausura, 5º colocado, fez um péssimo Apertura e deve contar os pontos para permanecer e todos os pontos são válidos para a soma geral dos torneios.

26/11 – 20h30 – El Tanque Sisley x Plaza Colonia

O mandante quer apenas fechar o ano com a melhor posição possível, mas os visitantes estão no completo desespero, isso porque são os lanternas da competição com 8 pontos, 2 a menos que o Wanderers e 3 de Juventud e Liverpool. É tudo ou nada nas próximas duas rodadas.

Classificação

Eric Filardi

Sobre Eric Filardi

Eric Filardi já escreveu 1167 posts nesse site..

Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 25 anos, jornalista de formação e apaixonado por futebol.Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, sou Peixe, sou Palestra e sou Timão. Sou da Colina, Botafogo, sou Flu e sou do Mengão. Sou Brasil, sou Hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 a 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões, sou Clássico das Multidões. Sou sul, sou nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, sou Raposa, sou Bavi e sou Grenal. Sou Ásia, sou África, sou Barça e sou Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas, que o estádio incendeia, sou Futebol na Veia.

BetWarrior


Eric Filardi
Eric Filardi
Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 25 anos, jornalista de formação e apaixonado por futebol.Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, sou Peixe, sou Palestra e sou Timão. Sou da Colina, Botafogo, sou Flu e sou do Mengão. Sou Brasil, sou Hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 a 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões, sou Clássico das Multidões. Sou sul, sou nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, sou Raposa, sou Bavi e sou Grenal. Sou Ásia, sou África, sou Barça e sou Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas, que o estádio incendeia, sou Futebol na Veia.
http://www.ericfilardi.com.br

Artigos Relacionados

Topo