Paysandu e São Francisco saem vitoriosos nos clássicos do Parazão

Bicolor vence com facilidade e Leão de Santarém busca a virada
Paysandu e São Francisco saem vitoriosos nos clássicos do Parazão

Jogos intensos e muita emoção no fim de semana do Parazão 2019. O Paysandu saiu da fila de derrotas contra o Remo, e conseguiu importante vitória. Já o São Francisco, deixou o São Raimundo isolado como único time sem vencer na competição. Enquanto isso, Águia e Independente fizeram um jogo fraco e não saíram do zero.

Parazão 2019

Águia de Marabá 0 x 0 Independente

No sábado, Águia e Independente fizeram um jogo sem muita movimentação, no Zinho Oliveira, em Marabá. Motivados pela vitória no jogo passado, os donos da casa buscaram o mesmo ritmo de jogo, mas foi o Independente quem levou mais perigo com Jari e Fazendinha, na hora de finalizar pecou e o resultado ficou mesmo no 0 x 0. As duas equipes sem mantêm na 3ª posição de seus grupos, com o Galo Elétrico tendo a melhor campanha entre os rivais.

Remo 0 x 3 Paysandu

No Re-Pa, um Mangueirão de bom público viu a invencibilidade do time azulino, conquistado no ano passado, cair diante de Papão endiabrado. Em um clássico nervoso do início ao fim, o Paysandu abriu o placar aos 12 minutos, após o rebote do goleiro Vinícius, o jogador Kevem, do Remo, foi tentar afastar e chutou a bola na perna de Rafael Jansen, morrendo no fundo do gol, contra o próprio patrimônio. Para piorar, não demorou muito David Batista acabou sendo expulso por agressão e deixou o Remo em desvantagem.

O segundo gol logo aconteceu, aos 33 minutos, Paulo Rangel foi lançado dentro da área e chutou cruzado, no canto do arqueiro rival, dando tranquilidade ao Paysandu. O Remo sentiu o gol e pouco produziu a partir daí, assim, o resultado no intervalo ficou no 2 x 0.

Na etapa complementar, o Bicolor apenas esperou o Leão errar no ataque, para contra-atacar. E assim fez aos 29 minutos, quando Elielton cruzou na área e encontrou Paulo Rangel, a bola bateu na trave e em cima da linha, Nicolas completou para as redes. Ainda sobrou tempo para Vinícius fazer uma boa defesa, em novo cabeceio de Nicolas, salvando o Leão de sair goleado no clássico.

São Raimundo 1 x 2 São Francisco

Mais tarde, muita emoção em Santarém, com a reviravolta do Leão sobre o Pantera. O São Raimundo comandou as ações nos minutos iniciais, levando perigo com Jeová e Dudu. Na bola parada, saiu o primeiro gol do jogo para o alvinegro. Leandro Mendes cruzou na cabeça de Guilherme Moller, para abrir o marcador, aos 24 minutos do primeiro tempo. No São Francisco, Jefferson e Daniel apareceram após tento tomado, mas o gol de empate não saiu.

Na volta, o Leão voltou dominando a partida, principalmente nas investidas de Rafael Paty e Jefferson. As bolas paradas novamente foram fundamentais, primeiro Paty recebeu o cruzamento na medida e completou para o gol, aos 14 minutos. Mais tarde, aos 20′, foi a vez de Jefferson fazer o seu, em outra jogada saindo dos pés de Alexandre. O São Raimundo ainda tentou pressionar no fim, mas a vitória ficou com a equipe do São Francisco, 2 x 1.

Mesmo assim, a equipe vitoriosa não deixa lanterna do Grupo A1, com quatro pontos conquistados. Enquanto isso, o São Raimundo também segue na última posição, mas do A2, sendo o único time a não vencer no Parazão.

Ruan Silva

Sobre Ruan Silva

Ruan Silva já escreveu 669 posts nesse site..

Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

1X Bet
Ruan Silva
Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

Artigos Relacionados

Topo