Passaporte Rússia – Do estrelato europeu para o sucesso sul-coreano na Copa do Mundo

São mais de cem gols e uma diversidade de prêmios decorrentes de uma habilidade sem igual. Não é à toa que Son Heung-Min é o jogador asiático mais caro da história
Passaporte Rússia - Do estrelato europeu para o sucesso sul-coreano na Copa do Mundo

Passaporte Rússia é mais uma coluna do Futebol na Veia que apresenta curiosidades de todas as seleções que participarão da Copa do Mundo deste ano. Este é o quinto de sete textos sobre a Seleção da Coreia do Sul, que dentre os, até então, 28 jogadores convocados, um ganha maior destaque como promessa de impulsionar seu time no Mundial de 2018. Seu nome? Son Heung-Min.

Filho de jogador aposentado, Son já contabiliza praticamente dez anos de carreira e um currículo extenso. Passou por cinco clubes diferentes: FC Seoul (2008), Hamburger SV II (2008-2010), Hamburger SV (2010-2013), Bayer Leverkusen (2013-2015) e Tottenham Hotspur (atual), fora suas atuações com o “tigre asiático” desde 2008.

Prestígios

Em 2011 e 2015, pela Copa das Nações da Ásia, foi fundamental para que a Seleção chegasse ao terceiro e ao vice-campeonato, respectivamente.

Em 2013, se tornou o jogador asiático a atingir dois dígitos em gols em ligas de futebol europeias. Seu valor? Dez milhões de euros.

Em 2014, foi considerado o melhor jogador da partida contra a Rússia (1 x 1) na Copa do Mundo no Brasil.

Em 2015, o atacante se tornou o jogador asiático mais caro da história (30 milhões de euros) e o asiático com mais gols na Premier League.

Em 2016, Son foi o primeiro sul-coreano e asiático a receber o prêmio de melhor jogador do mês (setembro) da Premier League.

Em 2018, se tornou o primeiro asiático a terminar a temporada como um dos dez melhores artilheiros da Premier League inglesa.

Gols Marcantes e decisivos

Em 2010, marcou seu primeiro gol na Bundesliga aos 18 anos, se tornando o jogador mais jovem a fazer um gol no Campeonato Alemão.

Em 2013, marcou dois gols contra o Borussia Dortmund e colocou o Hamburger SV a apenas quatro pontos do topo da Bundesliga.

Em 2014, contra o Werder Bremen, marcou o gol que garantiu à equipe uma vaga para a temporada da Liga dos Campeões da UEFA.

Em 2015, marcou três dos oito gols da vitória, em casa, em cima do Laos (8 x 0) na segunda eliminatória da Copa do Mundo de 2018.

Em 2016, pelos Jogos Olímpicos, acumulou dois gols sendo um contra Fiji e outro contra a Alemanha, levando sua equipe para a liderança do grupo com duas vitórias e um empate.

Em 2017, na Premier League, o único gol marcado contra o Crystal Palace foi definitivo para que Son se tornasse o maior artilheiro asiático da história da Liga com um total de 20 gols, quebrando o recorde de Park Ji-Sung, do Manchester United.

Em 2018, Son já é considerado o melhor jogador sul-coreano da história da Premier League e tem potencial para ser também o melhor da história da Coreia do Sul, consolidando este legado na Rússia.

Resultado de imagem para Son Heung-min
(Reprodução/Fox Sports Ásia)

Atacante versátil.

Melhor marcador asiático.

Ritmo ágil.

Goleador.

Consegue manipular a bola com os dois pés de forma igual.

Lances habilidosos.

Em campo um dos mais ambiciosos.

E por isso um dos jogadores mais valiosos.

Para o Pochettino, treinador do atual clube, “ele não é um centroavante, mas pode jogar como centroavante. Ele não é um ponta, mas pode jogar na ponta. Ele não é um camisa dez, mas pode jogar lá também”.

Ele é Son Heung-Min.

Ainda tem dúvida de que ele é um dos “caras” desta Copa do Mundo?

Resultado de imagem para Son Heung-min
(Reprodução/Tbrfootball.com)
Beatriz do Vale

Sobre Beatriz do Vale

Beatriz do Vale já escreveu 270 posts nesse site..

Comunicativa desde pequena, graduada em Rádio e TV e também em Jornalismo pela FIAM, e pós-graduada pela Cásper Líbero.Tudo o que envolva pesquisa, escrita, locução, entrevista e criação, busco me aprimorar e fazer o melhor. Futebol na Veia surgiu sem qualquer pretensão e, hoje, me proporciona uma verdadeira imersão neste mundo esportivo, com ensinamentos pessoais e profissionais a cada dia. Sou paulistana, 30 anos, não sou parente do Luciano, mas vou experimentando...

1X Bet
Beatriz do Vale
Beatriz do Vale
Comunicativa desde pequena, graduada em Rádio e TV e também em Jornalismo pela FIAM, e pós-graduada pela Cásper Líbero.Tudo o que envolva pesquisa, escrita, locução, entrevista e criação, busco me aprimorar e fazer o melhor. Futebol na Veia surgiu sem qualquer pretensão e, hoje, me proporciona uma verdadeira imersão neste mundo esportivo, com ensinamentos pessoais e profissionais a cada dia. Sou paulistana, 30 anos, não sou parente do Luciano, mas vou experimentando...

Artigos Relacionados

Topo