Parazão 2019 abre sua 3ª rodada com medos e incertezas

Dois jogos fazem parte do sábado de duelos
Parazão 2019 abre sua 3ª rodada com medos e incertezas

Dois jogos abrem a 3ª rodada do Parazão 2019. As lideranças dos grupos estão em jogo neste sábado (2), com os duelos começando a partir das 16h30 (horário de Brasília). Mas, nem tudo são flores, tem time fazendo até greve e ameaçando nem entrar em campo, por conta de salários atrasados.

Parazão 2019 – 3ª Rodada

Bragantino x São Raimundo – 16h30

O primeiro jogo do dia acontece no Diogão, onde o Bragantino receberá o São Raimundo. As duas equipes ainda não venceram na competição e esperam uma melhor condição de jogo. No time da casa, duas derrotas foram o suficiente para o 3º lugar na chave A1. O treinador, Agnaldo de Jesus, não poderá contar com Ricardo Capanema, expulso contra o Paysandu, o meia Marco Goiano e o atacante Pecel, que sentiram lesões musculares. Assim, Keoma, Rafinha e Fidélis, devem entrar nas respectivas posições.

Já no time santareno, lanterna do Grupo A2, Iago Emanuel e Charles são as baixas no meio-campo. O segundo substituiria o primeiro, mas se machucaram e o zagueiro Guilherme Moller será o substituto. Edson Pacujá é a boa nova do time, que volta a ser titular na lateral direita, após se recuperar de lesão.

Águia de Marabá x Paragominas – 19h

Em segundo em seus respectivos grupos, Águia (A1) e Paragominas (A2), jogam no Zinho de Oliveira, em Marabá. O time da casa vem de derrota magra, contra o Tapajós, na última quarta-feira e precisa vencer para não ver Remo, e quem sabe Bragantino, se distanciarem. No lado visitante, o buraco é mais embaixo. Mesmo tendo duas vitórias nos jogos que fez, o elenco entrou greve durante a semana e ainda ameaça nem entrar em campo, se os salários não forem acertados, inclusive o do treinador, que falou sobre a situação.

“O problema só tem sido o salário atrasado. O recurso que tinha foi pra botar o time em campo. O presidente demonstra sinceridade e está querendo pagar. O engrandecimento do Paragominas é o engrandecimento da cidade”, afirmou Samuel Cândido.

(Reprodução/Marcelo Seabra/O Liberal)
Ruan Silva

Sobre Ruan Silva

Ruan Silva já escreveu 632 posts nesse site..

Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

1X Bet
Ruan Silva
Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

Artigos Relacionados

Topo
Open

1X Bet

Close