Palmeiras esbarra em retranca da Chape e amarga empate em casa

Goleiro Jandrei garantiu que o zero permanecesse no placar

O Palmeiras bem que tentou, mas não deu. Empolgado pela histórica vitória diante do Boca Juniors pela Libertadores, na última quarta-feira (25), o Verdão entrou em campo neste domingo (29), pela 3ª rodada do Campeonato Brasileiro, e não conseguiu furar a defesa da Chapecoense. O resultado foi um amargo empate por 0 x 0 diante de quase 31 mil torcedores em sua arena.

Do outro lado, os visitantes fizeram questão de comemorar o resultado como se fosse uma vitória. Ainda com campanha irregular no torneio nacional, o time catarinense adotou uma postura defensiva desde o apito inicial, e, mesmo sofrendo uma pressão absurda na segunda etapa, conseguiu segurar o empolgado e pouco criativo ataque alviverde.

1° Tempo

Como já era esperado, o técnico Roger Machado fez algumas mudanças pontuais na equipe paulista. Visando poupar alguns jogadores mais desgastados pelo excesso de jogos, o comandante palmeirense escalou o goleiro Weverton no lugar de Jailson. Trocou ainda Edu Dracena por Thiago Martins, e colocou Moisés no lugar de Bruno Henrique.

O jogo começou da maneira que o torcedor da casa imaginou. Logo nos primeiros minutos, a equipe paulista tentou ensaiar uma pressão, algo que é comum jogando em seus domínios. Mas aos poucos os visitantes foram ficando à vontade, e começaram a incomodar a defesa alviverde, principalmente com chutes de fora da área.

Ataque alviverde ineficiente neste domingo Foto: Sergio Barzaghi/ Gazeta Press

Precisando propor o jogo, o Palmeiras teve muitas dificuldades de fugir da forte marcação imposta pelo sistema defensivo da Chape. O técnico do time catarinense, Gilson Kleina, optou por um sistema de marcação avançado e não deu sossego ao ataque palmeirense. Tanto que, Keno, Dudu e Borja foram pouco acionados, e quando pegavam na bola, logo tinha adversários na cobertura.

2º Tempo

A segunda etapa começou da mesma forma que a primeira. O Palmeiras tentando criar jogadas ofensivas, mas sem sucesso na definição. A Chape pouco contra-atacava, porém, quando chegava oferecia perigo a defesa alviverde.

Num jogo de ataque contra defesa, o destaque da partida não poderia ser outro. O goleiro Jandrei demonstrou muita segurança durante todo o confronto. A partir dos 25 minutos, o os donos da casa iniciaram uma pressão ainda maior e o goleiro da Chape passou a aparecer de forma decisiva para segurar o zero no marcador.

Jandrei, o nome do jogo
Foto: Sergio Barzaghi/ Gazeta Press

Aos 27 minutos, Roger Machado colocou o atacante Willian no lugar de Lucas Lima, tentando criar mais poderio ofensivo. Não adiantou. As jogadas se repetiam sem sucesso. No desespero, o Palmeiras chegou ainda a criar duas oportunidades de gols.

Já nos acréscimos, Antônio Carlos cabeceou no cantinho, acertando a trave. Há pouco do apito final, o zagueiro recebeu cruzamento de Dudu e empurrou pro fundo das redes, mas o bandeira assinalou um impedimento inexistente, para desespero do jogador a da torcida. 

Próximos jogos 

Não teve jeito. O 0 x 0 estava reservado para Palmeiras e Chapecoense na tarde desse domingo no Allianz Parque. A equipe paulista segue na parte de cima da tabela, agora com cinco pontos. Com o empate, a Chape segue sem vencer no campeonato e soma apenas dois pontos.

Agora as atenções alviverdes se voltam para a Libertadores. A equipe joga nesta quinta-feira (3), em Lima, no Peru. Os comandados de Roger Machado enfrentam o Alianza Lima, às 21h30. Já classificado, o Palmeiras busca somar pontos para garantir a liderança do Grupo 8 da competição continental.

Já a Chapecoense terá compromisso pela Copa do Brasil, estreando nas oitavas de final contra o Atlético-MG nesta quarta-feira (2), às 19h30 em Belo Horizonte.

Renato Gomes

Sobre Renato Gomes

Renato Gomes já escreveu 21 posts nesse site..

Jornalista, 33 anos, casado e pai de uma linda princesa. Como quase todo brasileiro, amante do futebol e dos esportes em geral. Como admirador do futebol Sul-Americano, gosto muito de acompanhar os jogos da Copa Libertadores.

BetWarrior

Renato Gomes
Renato Gomes
Jornalista, 33 anos, casado e pai de uma linda princesa. Como quase todo brasileiro, amante do futebol e dos esportes em geral. Como admirador do futebol Sul-Americano, gosto muito de acompanhar os jogos da Copa Libertadores.

Artigos Relacionados

Topo