Pachuca e Chivas vencem e entram na briga pelo G-8

Para completar o início da sétima rodada, o Puebla também venceu e respira na tabela
Pachuca

Nesta sexta-feira (21) três jogos abriram a sétima rodada do Clausura 2020 da Liga MX. Curiosamente, os seis times que se enfrentaram nas partidas possuem situações semelhantes no campeonato, todos eles estão no meio para baixo da tabela e buscam a recuperação no torneio. Alguns deles conseguiram os seus objetivos, são eles . Primeiramente, na noite de sexta, o Pachuca venceu fora de casa o Atlas em grande atuação de Franco Jara, autor dos dois gols da partida. Posteriormente, na madrugada os outros dois jogos aconteceram. O Puebla recebeu o  Toluca e venceu também por 2 x 0. Além disso, o Chivas conseguiu superar fora de casa o Tijuana por 1 x 0.

Como resultado dos confrontos, Pachuca e Chivas saltaram de posições e entraram na luta pelo G-8, já o Puebla conseguiu a sua segunda vitória no campeonato e ocupa a decima terceira posição. O clube inclusive ultrapassou os três derrotados da noite que estacionaram nos blocos dos times que possuem apenas 6 pontos na tabela. Por ser o primeiro dia da sétima rodada, os times podem ainda vir a perder posições conforme o restante dos jogos.

CLAUSURA LIGA MX – 7ª RODADA

ATLAS 0 X 2 PACHUCA

As equipes chegaram até esse confronto com pontuações parecidas na tabela, enquanto que o Atlas tinha 6 pontos, o Pachuca tinha 7. Como resultado disso, Zorros Tuzos tinham como objetivo vencer e tentar se aproximar do G-8 da competição. Vale lembrar, os oito primeiros colocados avançam para a fase de playoffs do Clausura 2020. Com a vitória por 2 x 0 o Pachuca conseguiu o seu objetivo e dorme hoje na sétima colocação.

O primeiro tempo foi de bastante equilíbrio com os dois times buscando o gol. Logo após o apito inicial, no primeiro minuto, o Pachuca já tinha chegado com perigo, mas o bandeira marcou impedimento no ataque. Aos 12 minutos, em chute de rara felicidade de primeira, Érick Aguirre quase fez para os visitantes. Como resposta, o Atlas chegou com perigo duas vezes na sequencia mas sem sucesso na finalização. No minuto 24, Colin Kâzım, ex-Corinthians perdeu a chance mais clara, quando na pequena área com o gol vazio, ele chutou por cima da trave. A falta de precisão fez com que o primeiro tempo terminasse 0 x 0.

A segunda etapa, começou um pouco diferente da primeira metade de jogo, no entanto, em 9 minutos o jogo se decidiu. Primeiramente, aos 55 minutos, Luis Chávez cruzou e Franco Jara abriu o placar. Já aos 60 minutos, Aguirre foi derrubado por Germán Conti na área e pênalti foi marcado. Jara bateu e fez Pachuca 2 x 0. Quando parecia que não podia piorar, o lateral José Abella foi expulso aos 64 minutos após carrinho criminoso dado em Juan Manuel Iturbe. Como resultado disso, o jogo ficou sob medida para o Pachuca, que soube administrar a vantagem e saiu vencedor do confronto.

PUEBLA 2 X 0 TOLUCA

Puebla e Toluca faziam o confronto dos times que haviam vencido apenas uma partida nas seis primeiras rodadas. Sendo assim, a vitória era crucial para ambas as equipes. Com isso as duas equipes fizeram um confronto bastante equilibrado que acabou por ser definido pela precisão da equipe da casa que com um gol em cada tempo e uma defesa segura venceu a partida por 2 x 0.

O primeiro tempo começou com ambas as equipes buscando o ataque. Por exemplo, aos 4 minutos, Leonardo Fernández recebeu livre na área mas furou a bola. Como resposta, na jogada seguinte, o Puebla colocou uma bola na trave com Ángel Zaldívar. Alexis Canelo teve duas grandes chances para o Toluca, entretanto, falhou em ambas. Aos 37 minutos, então, Zaldívar abriu o placar ao receber passe de Osvaldo Martínez que o deixou com o gol aberto para balançar as redes.

A segunda etapa, teve um predomínio do time da casa que já com a vantagem no placar teve calma para definir a partida. Logo aos 51 minutos, o Puebla viu a sua vantagem aumentar ainda mais. Omar Fernández cruzou e de cabeça Christian Tabó completou para colocar a bola dentro do gol. Com 2 x 0 no placar, restou ao Puebla controlar o jogo até o minuto final e sair com a sua segunda vitória no torneio.

TIJUANA 0 X 1 CHIVAS

Assim como os outros dois confrontos da noite, Tijuana e Chivas vinham de maus resultados e reclamações da torcida já eram nítidas para ambas as equipes. O Chivas que foi o time que mais contratou na temporada, não vem rendendo o esperando e isso chegou a se tornar briga na internet entre jogador e repórter. No entanto, graças a expulsão de Mauro Laínez logo aos 19 minutos, o jogo ficou mais fácil para a vitória do time visitante.

A primeira etapa começou já com o Chivas balançando a rede aos 2 minutos. José Macías recebeu lindo cruzamento rasteiro de Uriel Antuna e só precisou empurrar a bola para o gol. No minuto 8, nova chance surgiu para os visitantes, quando Fernando Beltrán bateu cruzado para grande defesa. Como resposta, na jogada seguinte, o Tijuana atacou com Brayan Angulo que chutou para boa defesa de Antonio Rodríguez. Para piorar a situação do time da casa, Mauro Laínez foi expulso logo após uma jogada imprudente que abriu a cabeça de Jesús Sánchez. Com um a mais e um gol de vantagem, o Chivas soube conservar o resultado e se manter no domínio da partida pelo restante do tempo.

Conforme o tempo foi passando o jogo ficou mais faltoso, foram contabilizadas 26 faltas no final do jogo. Em uma cobranças dentre essas faltas, o Tijuana quase empatou, mas o chute de Ignacio Rivero encontrou a trave. No rebote, Miguel Ponce fez pênalti em cima de Leandro González. Apesar de ter o pênalti a favor, Brayan Angulo não soube aproveitar e a bola foi na trave. No fim, quem o gol no início fez toda diferença e o Chivas chegou aos 9 pontos no campeonato.

Foto Destaque: Franco Jara/ Twitter

Yuri Murta

Sobre Yuri Murta

Yuri Lima Murta já escreveu 101 posts nesse site..

Estudante de jornalismo e geografia, apaixonado por futebol e por tudo que o cerca. Isso define quem é Yuri Lima Murta. O amor pelo esporte vem desde pequeno e o gosto por relacionar ele com outros temas vem desde o colégio, não atoa a minha monografia na faculdade de Geografia tem como tema a “Chapecoense e a cidade de Chapecó: Como o clube reflete a cidade”

365 Scores

BetWarrior


Yuri Murta
Yuri Murta
Estudante de jornalismo e geografia, apaixonado por futebol e por tudo que o cerca. Isso define quem é Yuri Lima Murta. O amor pelo esporte vem desde pequeno e o gosto por relacionar ele com outros temas vem desde o colégio, não atoa a minha monografia na faculdade de Geografia tem como tema a “Chapecoense e a cidade de Chapecó: Como o clube reflete a cidade”

Artigos Relacionados

Topo