Opinião: o Felipão errou ou não contra o Ceará?

Após 33 rodadas, o Vozão derrubou a invencibilidade do Palmeiras no Brasileirão, sob o comando de Felipão
Felipão

Após a queda na Copa do Brasil, o Palmeiras se deparou um protesto da torcida ao chegar no Ceará. As cobranças da torcida citaram não só o técnico Felipão, como também os atacantes Deyverson e Dudu, e outros atletas do staff. Posteriormente, o time que muitos imaginavam que seria misto contra o Vozão, entrou com força máxima. Assim, às vésperas de Libertadores, e vindo de uma viagem de mais de 3 mil km, o técnico alviverde optou por escalar o time titular diante do Ceará no último sábado (20). Desta forma, Weverton, Marcos Rocha, Gustavo Gomez, Luan, Diogo Barbosa, Bruno Henrique, Zé Rafael, Dudu e Deyverson, que já haviam sido relacionados na última quarta-feira (17), voltaram a campo. Com isso, o Palmeiras perdeu a sequência de 33 jogos de invencibilidade e agora divide a liderança com o Santos.

O time que não ganha mata-mata

Com a derrota, o técnico passou a ser questionado. Isso porque utilizou peças importantes para o jogo da Libertadores que acontecerá nesta terça-feira (23), na Argentina contra o Gody Cruz. Porém, como já se sabe, desde 2015 o Palmeiras não vence uma competição mata-mata. Desde a conquista da Copa do Brasil, a equipe alviverde caiu nas semis do Paulistão em 2017 e 2019, e perdeu a final para o maior rival em 2018.

Na Libertadores o caminho foi ainda mais sinuoso, em todos os anos não conseguiu chegar nas semis. Na Copa do Brasil, o Cruzeiro se fez carrasco do Alviverde, e não deixou que o time avançasse na competição. Com todo esse histórico, o lado emocional pesa, tanto para a torcida quanto para os jogadores. Para poder avançar na competição é importante que  Felipão tenha o elenco 100% presente física e emocionalmente.

A apatia com que o Palmeiras jogou no último sábado pode ter sido resultado de uma pressão gerada pela torcida misturada com o cansaço da viagem e do esforço da última partida. Fato é que, com um elenco do tamanho do que o Palmeiras tem, e com a qualidade que os jogadores apresentam, o técnico alviverde exigiu demais de atletas que poderiam ter se recuperado fisicamente para a próxima partida.

Felipão Errou!

Diante do São Paulo, no Morumbi, o técnico poupou jogadores em um clássico. Além de importante pelos três pontos no Brasileiro, a partida era um bom momento para recuperar a confiança. Ao contrário da partida contra o Ceará, esse era o momento de aproveitar a força do elenco principal. A partida diante do Vozão era a hora de segurar e descansar o elenco, aproveitando a fase ruim do rival. Por outro lado, o Ceará jogou de forma inteligente e aproveitando as brechas do time do Palmeiras. O Vozão foi o único time que conseguiu fazer mais de um gol na equipe paulista.

Valéria Contado

Sobre Valéria Contado

Valéria Contado já escreveu 129 posts nesse site..

Eu sou a Val Contado, quase jornalista há 3 anos, apaixonada por futebol há 22, desde quando meu pai colocou em mim o uniforme do nosso time do coração. Adepta da arte da resenha, falar e respirar futebol é o que eu mais gosto de fazer.


 

365 Scores

 

Valéria Contado
Valéria Contado
Eu sou a Val Contado, quase jornalista há 3 anos, apaixonada por futebol há 22, desde quando meu pai colocou em mim o uniforme do nosso time do coração. Adepta da arte da resenha, falar e respirar futebol é o que eu mais gosto de fazer.

Artigos Relacionados

Topo