Opinião: Bolsonarismo lida com futebol tão bem quanto com a COVID-19

- Alta cúpula de Flamengo e Vasco não se importam e estreitam laços com o egoísmo e com a falta de bom senso
COVID-19, Bolsonaro, Flamengo e Vasco

Começo a escrever esse texto para a coluna Rasgando o Verbo às 10:58 do dia 20 de maio de 2020. Um levantamento feito pelo G1, com base nas secretarias estaduais de saúde, aponta que o surto de COVID-19 ceifou 17.997 dos 272.277 infectados no Brasil até agora. Para piorar, esses dados desconsideram as sub-notificações por conta do colapso. Já diria Cauê Moura em seu programa no MOV Show: olhamos para cima e vemos o fundo do poço. De qualquer forma, somos brasileiros, e como tais sabemos que nada é tão ruim que não possa piorar.

Um dos motivos para concluir isso é a demonstração de prioridades do governo federal frente a pandemia. Enquanto corpos são empilhados, Jair Bolsonaro (sem partido) e o filho Flávio Bolsonaro (PRB) ganham camisas oficiais em um encontro com o flamenguista Rodolfo Landim e o vascaíno Alexandre Campello. Em pauta, a normalização das atividades futebolísticas no Rio de Janeiro.

ESTAMOS PRONTOS?

Convenhamos, não cabe a essa publicação esclarecer o perigo dessa proposta, basta ver o que aponta a Organização Mundial da Saúde ou o que sobrou do nosso Ministério da Saúde. Mesmo assim, se não for suficiente, observar o que se faz na Alemanha para viabilizar o retorno da Bundesliga pode ajudar.

Dessa forma, voltar a bater na tecla de que as verdadeiras prioridades deveriam ser a resolução de outros problemas faz com que qualquer pessoa se sinta uma mãe que, em um dia nublado, manda o filho ou filha levar uma blusa para a escola. É óbvio. É inacreditavelmente claro. Por isso é preciso entender e ressaltar que o negacionismo mata tanto quanto um acidente de ônibus ou um incêndio em um contêiner.

Faço os últimos ajustes antes de programar a publicação desse texto às 16:11 do dia 20 de maio de 2020. Até agora, aquele mesmo levantamento feito pelo G1, agora atualizado, aponta que o surto de COVID-19 ceifou 18.130 dos 275.382 infectados no Brasil, desconsiderando as sub-notificações.

Enfim, eu diria que o país está respirando por aparelhos se tivéssemos algum sobrando.

Foto destaque: Divulgação/ Flávio Bolsonaro

Tiago Souza

Sobre Tiago Souza

Tiago Souza já escreveu 37 posts nesse site..

Formado em jornalismo pela Universidade São Judas, atuei em diversas áreas de maneira colaborativa. Sou viciado em informação e, por isso, estudo todos os dias sobre futebol e videogames, tendo essas duas vertentes como pilares da minha personalidade. Apesar de levar esses temas muito a sério, tenho a plena noção de que, sem o amor e a descontração, nenhuma delas existiria de forma tão espetacular como são hoje.

0 0 vote
Article Rating
365 Scores

BetWarrior


Tiago Souza
Tiago Souza
Formado em jornalismo pela Universidade São Judas, atuei em diversas áreas de maneira colaborativa. Sou viciado em informação e, por isso, estudo todos os dias sobre futebol e videogames, tendo essas duas vertentes como pilares da minha personalidade. Apesar de levar esses temas muito a sério, tenho a plena noção de que, sem o amor e a descontração, nenhuma delas existiria de forma tão espetacular como são hoje.

Artigos Relacionados

Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Topo
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x