O Belo vai na 5ª marcha, o CSP na banguela

Botafogo vence bem como mandante e segue na liderança do seu grupo

“Segue o vice-líder, porque o líder já disparou!” , são essas as palavras entoadas pela torcida alvinegra após a vitória por 3 x 0 sobre o CSP, na ensolarada tarde de sábado (9), pela 5ª rodada do Campeonato Paraibano. No clássico pessoense, só deu Belo, que, embora tenha entrado em campo com o time misto, preocupado com a Copa do Brasil, não precisou nem dos 90′ de jogo para cravar o placar. Os três gols contra o alviceleste foram marcados na primeira etapa por Dico, Donato e Paulo Renê.

Após mais um resultado positivo, o Botafogo-PB permanece líder incontestado do grupo A, no Estadual, com 100% de aproveitamento, cinco vitórias resultando em 15 pontos. Por outro lado, a crise no CSP só vem crescendo, pois o time continua sem pontuar no Campeonato e ainda se encontra na rabeira do grupo B. Enquanto um briga pelo título, o outro briga para não cair de acesso.

1º TEMPO

Tendo o time misto, o jogo prometia ser um pouco mais batalhado para o mandante, pela falta de entrosamento entre os jogadores escalados. Entretanto, isso não foi empecilho para o Botafogo-PB, que conduziu totalmente a primeira etapa. A única oportunidade de marcar que o CSP teve foi aos seis’, quando o camisa 10 Leandro, pela esquerda, cruzou para Henrique, que cabeceou nas mãos do goleiro Saulo. Pouco tempo depois, o dono da casa teve três gols perdidos com Pitbull, Dico e Paulo Renê, num único lance.

A partir daí, o Belo passou a demonstrar mais atitude em campo, cabia impor mais velocidade, mas o calor na capital paraibana estava sendo um grande obstáculo para os atletas. O placar foi aberto aos 26′, quando Dico recebeu de Ronaldo Viana pelo meio, procurou alguém para tocar, não encontrou, e arriscou um chute forte, fazendo um golaço para o Botafogo.

Com o gol de Dico, o jogo foi ficando mais tranquilo e restava para o Belo ir administrando a partida de maneira categórica, enquanto o adversário marcava no seu campo de defesa, sem agredir ofensivamente, tentando atacar, mas sem conseguir dar sequência no lance.

Aos 34′, o placar foi ampliado num escanteio cobrado por Charles, onde o zagueiro Donato, oportunista, subiu e meteu de cabeça pro gol. Antes do intervalo, o alvinegro balançou as redes pela última vez, o gol veio aos 43′. Dico recebe e toca para Paulo Renê, que finalizou na cara do gol, o zagueiro Gilmar ainda tentou tirar, mas o o atacante venceu a disputa e converteu, Belo 3 x 0 CSP. Que jogo a ser lembrado de Dico! Um gol e uma assistência!

2º TEMPO

Com o resultado construído na primeira etapa, os últimos 45′ foram sem protagonismo do Belo. O técnico Evaristo Piza quis segurar o time e ambas as equipes fizeram substituições. Logo no início, o CSP apostou na experiência de Lucio Curió, que entrou no lugar de Senegal. O Tigre até tentou pressionar, mas não foi efetivo nas jogadas. Tinha dificuldades de entrar no campo de defesa do Botafogo, por este estar muito fechado.

O jogo estava tão pacato que a única oportunidade apareceu só aos 40′ e para o alvinegro da estrela vermelha. Israel fez cruzamento pela direita e Nando cabeceou no ângulo esquerdo do goleiro Wallace, que fez uma bela defesa com a ponta dos dedos, a bola ainda bateu no travessão.

https://twitter.com/BotafogoPB/status/1094341748317454336

 

E AGORA?

O Botafogo-PB está desenfreado na liderança do grupo A do Campeonato Paraibano, com cinco vitórias, 0 derrotas, 15 pontos e nove gols pró. Próximo compromisso será na quarta (13), onde enfrentará o Operário-MS, em Campo Grande-MS, no Estádio Morenão, às 20h30, pela Copa do Brasil, num jogo que valerá um bom cachê para quem avançar de fase. No final de semana estará competindo pelo Nordestão, fora de casa, contra o Sergipe e só retomará o Estadual na próxima semana (20), contra o Perilima.

O lanterninha CSP, com 0 pontos, do grupo B, está em sinal de alerta no torneio e precisa, mais do que nunca, conquistar seus primeiros três pontos. Receberá o Nacional de Patos,na quarta (13), no Almeidão, às 21h30, que está em 3º lugar do grupo A, com nove pontos e vem de vitória contra o Esporte-PB, por 2 x 1.

MELHORES MOMENTOS

Raisa Guglielmi

Sobre Raisa Guglielmi

Raisa Guglielmi já escreveu 16 posts nesse site..

Meu nome é Raisa Cavalcanti Guglielmi, 28 anos, nascida em Criciúma-SC e residente em João Pessoa-PB desde os 8 anos de idade. Bacharel em Física pela Universidade Federal da Paraíba, onde, na época, estudei na Universidade de Oslo (Noruega) por um ano. Ano passado, após uma grande repercussão de uma história de amor com o Cruzeiro Esporte Clube, em que vendi diversas coisas para ir à final da Copa do Brasil, no Mineirão, fui chamada para participar de um programa de futebol em uma TV local e, a partir daí, começou a despertar dentro de mim uma paixão pelo Jornalismo Esportivo, unindo ao fato de que jogava futebol desde criança, o que já me aproximava bastante dos esportes. Hoje sou estudante de jornalismo e a cada dia mais encantada pela área. Espero vir a somar à equipe e, principalmente, apoiar e dar visibilidade às minorias.

1X Bet
Raisa Guglielmi
Raisa Guglielmi
Meu nome é Raisa Cavalcanti Guglielmi, 28 anos, nascida em Criciúma-SC e residente em João Pessoa-PB desde os 8 anos de idade. Bacharel em Física pela Universidade Federal da Paraíba, onde, na época, estudei na Universidade de Oslo (Noruega) por um ano. Ano passado, após uma grande repercussão de uma história de amor com o Cruzeiro Esporte Clube, em que vendi diversas coisas para ir à final da Copa do Brasil, no Mineirão, fui chamada para participar de um programa de futebol em uma TV local e, a partir daí, começou a despertar dentro de mim uma paixão pelo Jornalismo Esportivo, unindo ao fato de que jogava futebol desde criança, o que já me aproximava bastante dos esportes. Hoje sou estudante de jornalismo e a cada dia mais encantada pela área. Espero vir a somar à equipe e, principalmente, apoiar e dar visibilidade às minorias.

Artigos Relacionados

Topo