Neymar muda jogo do Brasil e dá a vitória sobre a Croácia junto com Firmino

Voltou de lesão e mesmo sem ritmo alterou o panorama do jogo, que estava truncado; Firmino também entrou e guardou o dele em Anfield, sua casa
Neymar muda o jogo do Brasil e dá vitória sobre a Croácia junto com Firmino

Não tem jeito, Neymar sempre será a referência e o diferencial da Seleção Brasileira! Na tarde de Liverpool (manhã do Brasil), a Seleção de Tite venceu a Croácia pelo placar tranquilo de 2 x 0. O craque do PSG fazia seu primeiro jogo após recuperação da lesão que o tirou do mata-mata da Champions e não decepcionou: fez o seu gol. Firmino, nos acréscimos fechou o placar em 2 x 0. Porém, o jogo não foi tão fácil.

1º Tempo

Na primeira etapa, com Casemiro, Fernandinho e Paulinho (três volantes), o Brasil foi encurralado pela marcação alta dos croatas e expôs sua dificuldade na criação de jogadas sem Neymar. Modric e Rakitic deram um qualidade enorme ao meio-campo dos europeus e orquestravam o ritmo do jogo. Enquanto isso, a falta de um 10 no Brasil foi sentida, além da ausência do entrosamento entre o sistema defensivo, que foi vista nos passes errados – incluindo os que visavam o goleiro Alisson.

2º Tempo

Entretanto, com o camisa 10 em campo depois do intervalo, a Seleção se encontrou e dominou os europeus. Isso foi facilitado pela saída de Modric, aos 13 minuto do 2ºT, que diminuiu a qualidade do meio-campo da Croácia. Em sua primeira jogada efetiva, Neymar marcou um golaço após driblar dois defensores e mandar uma bomba para o fundo das redes. E já no último lance, Roberto Firmino, que também entrou no segundo tempo, fechou o placar vitorioso para os canarinhos com um toquinho de cobertura sobre o arqueiro croata: 2 x 0.

Aprendizado para a Copa

Ficou nítida a dificuldade que o Brasil teve em armar jogadas quando sem Neymar. Tite escalou três volantes de bom passe juntos: Casemiro, Fernandinho e Paulinho, mas nenhum deles é um típico criador. Isso fez com que a Croácia dominasse o jogo no primeiro tempo. O que também ficou explícito foi a falta de entrosamento entre todo o sistema defensivo. Alisson, Danilo, Thiago Silva, Miranda e Marcelo ficaram perdidos com a marcação forte da Croácia. Recuos na fogueira para o goleiro brasileiro quase comprometeram o placar.

Entrou e mudou o jogo. Não adianta, Neymar sempre será a referência! (Reprodução/Internet)
Entrou e mudou o jogo. Não adianta, Neymar sempre será a referência! (Reprodução/Internet)

Dentre esses defeitos, tudo se solucionou com a entrada do camisa 10 brasileiro no lugar de Fernandinho – acabando com os três volantes. Neymar deixou todo o time mais livre e solto e deu ligação entre Coutinho e Willian, que estavam um tão isolados nas pontas. Gabriel Jesus não apareceu em nenhum momento do jogo, e saiu aos 15 da etapa final para Roberto “Bobby” Firmino entrar. Jogador do Liverpool, o atacante estava em casa e buscava insanamente o gol, que veio no último lance do amistoso, depois de algumas tentativas ofensivas do time de Tite.

Num todo, a Seleção Brasileira se apresentou bem, mas viu que não é imbatível!

E agora?

A Áustria é a próxima e última seleção adversária do Brasil antes da Copa. Esse amistoso acontecerá no próximo domingo (10), às 11h (horário de Brasília), em Viena, capital austríaca. Enquanto isso, a Croácia fará seu último amistoso pré-Copa contra Senegal, também às 11h (horário de Brasília), em Osijek, no leste croata.

Melhores momentos do amistoso

Leonardo José

Sobre Leonardo José

Leonardo José já escreveu 382 posts nesse site..

Sou o Leonardo José, jovem alagoano, estudante de jornalismo e esquerdista, sim. O esporte, a filosofia e a sociologia correm em minhas veias simultaneamente. Louco pelo futebol latino. Prefiro Libertadores à Champions League. No Brasil, clássicos como CSA x CRB, Sampaio Corrêa x Moto Club e ABC x América-RN são bem mais emocionantes que Flamengo x Vasco, Cruzeiro x Atlético-MG e Corinthians x Palmeiras. Para você, leitor, não se cansar lendo minha biografia, finalizo dizendo que "todos os detalhes e os bastidores da vida precisam ser olhados com atenção".Twitter: @leo_silva997

BetWarrior


Leonardo José
Leonardo José
Sou o Leonardo José, jovem alagoano, estudante de jornalismo e esquerdista, sim. O esporte, a filosofia e a sociologia correm em minhas veias simultaneamente. Louco pelo futebol latino. Prefiro Libertadores à Champions League. No Brasil, clássicos como CSA x CRB, Sampaio Corrêa x Moto Club e ABC x América-RN são bem mais emocionantes que Flamengo x Vasco, Cruzeiro x Atlético-MG e Corinthians x Palmeiras. Para você, leitor, não se cansar lendo minha biografia, finalizo dizendo que "todos os detalhes e os bastidores da vida precisam ser olhados com atenção".Twitter: @leo_silva997

Artigos Relacionados

Topo