Não duvide da capacidade feminina… muito menos dentro de campo

Bárbara Santos de Melo é jogadora de futebol profissional e exemplo de que mulher pode ser o que quiser

Jogar futebol é um sonho da maioria dos apaixonados pelo esporte. As mulheres vêm mostrando ao mundo que esse esporte é para ser praticado por quem o ama e o busca, diferentemente do que se pensava antigamente, de que apenas os homens podiam jogar.

É preciso reconhecer, sem tirar méritos dos meninos, que a menina tem muita dedicação para chegar onde quer. Elas aturam e derrubam preconceitodiscriminação e tudo mais, para chegarem ao sonho que, como qualquer mulher, batalharam para conquistar. Não duvide da capacidade feminina até dentro do campo.

Um exemplo dessa paixão avassaladora é Bárbara Santos de Melo. Natural de Maceió, iniciou cedo sua carreira no futebol e, hoje, com apenas 19 anos, é uma jogadora profissional que atua como lateral direita da Ferroviária (SP) e é conhecida pela precisão em cruzamentos, poder de marcação, cabeceio e administração do jogo.

Em seu currículo contém oito títulos, sendo o primeiro deles com a União Desportiva Alagoana, pelo Campeonato Alagoano, em 2013. Além das premiações, foi convocada 12 vezes para a Seleção Sub-17.

Em entrevista exclusiva ao Futebol na Veia, a atleta revelou como surgiu seu interesse pelo esporte, sobre preconceitos, Seleção Brasileira Feminina e seus sentimentos em campo.

https://www.instagram.com/p/Bo7EO8unKKh/?utm_source=ig_web_copy_link

Bárbara Santos, lateral direita da Ferroviária

Quando e como você começou a se interessar por futebol? Como decidiu jogar profissionalmente?
Então, comecei a se interessar quando meu pai me levava pra ver ele jogar com os amigos e eu ficava do lado de fora olhando e, sempre que a bola saia pra linha de fundo ou lateral, eu corria atrás pra buscar e começava a chutar. Tirando que sempre fui criada no meio dos meus primos e todos eles homens, assim, fui criando uma paixão pelo futebol e assim decidi levar essa vida de atleta.

Você sofreu algum tipo de preconceito de familiares e amigos pela sua escolha profissional?
Acho que todas que escolhem essa profissão sofrem preconceitos e eu não fugi deles. Não tanto da minha família e sim dos colegas.

Quais são as dificuldades que uma menina enfrenta quando decide ser jogadora?
O preconceito é o principal dessas dificuldades.

Você já foi convocada 12 vezes para a seleção sub-17. Trabalha e luta para chegar à seleção principal?
É um sonho de qualquer menina que joga futebol chegar na seleção brasileira. Graças a Deus, eu pude usar a amarelinha pela sub-17, mas luto a cada dia para chegar à sub-20 e um dia chegar na principal.

Você conquistou três títulos em 2017. A que você resume a boa fase que vive atualmente?
Lutamos dias embaixo de um sol quente para consertar nossos erros e aperfeiçoar o que precisamos. A boa fase que vivo é por todo o meu esforço de todos os dias está ralando. E marcar gol sempre é bom, é uma sensação inexplicável e, saber que você está ajudando o seu time, é melhor ainda.

Seu primeiro título conquistado foi pelo Campeonato Alagoano. O que você pode destacar dessa conquista com a União Desportiva Alagoana?
União desportiva alagoana foi onde comecei minha carreira como atleta e meu primeiro título com esse time maravilhoso. Foi uma sensação incrível e sem palavras. Tenho um carinho enorme pelo time e devo demais à todos eles.

Sua posição é a lateral direita na Ferroviária, como titular. Você sempre atuou nessa posição e se identifica mais com ela?
Já atuei pelo meio-campo e atacante pelo tamanho (risos), mas onde me identifiquei mais foi na lateral, pois gosto muito de defender.

Se inspirou em alguma jogadora para inciar sua carreira?
Me inspirei na alagoana Marta Vieira da Silva, pela história de vida e tudo que passou para conquistar o mundo.

https://www.instagram.com/p/Bn2LHHZHBTd/?utm_source=ig_web_copy_link

Créditos para fotos: Jonatan Dutra/Ferroviária

Avatar

Sobre Iago Almeida

Iago Almeida já escreveu 173 posts nesse site..

Iago de Almeida Silva, mineiro, nascido em Seritinga e residente em Varginha, 25 anos. Estou cursando o 6° período de jornalismo no Grupo UNIS. "Desde criança sou vidrado pela área da comunicação. Estou me apaixonando a cada dia mais pelo Jornalismo Esportivo. Uma frase que me motiva: "O futuro não se encaixa nos contentores do passado" - Rishad Tobaccowala".


Que tal assistir a final da Libertadores no Chile? Cadastre-se e concorra:

Rexona


Forza Football

 

Avatar
Iago Almeida
Iago de Almeida Silva, mineiro, nascido em Seritinga e residente em Varginha, 25 anos. Estou cursando o 6° período de jornalismo no Grupo UNIS. "Desde criança sou vidrado pela área da comunicação. Estou me apaixonando a cada dia mais pelo Jornalismo Esportivo. Uma frase que me motiva: "O futuro não se encaixa nos contentores do passado" - Rishad Tobaccowala".

Artigos Relacionados

Topo