Na espera por Felipão, Palmeiras vence sem sacrifícios o Paraná

Wesley Carvalho promoveu importantes alterações que surtiram efeitos no Verdão, quem venceu o frágil Paraná com dois gols de Bruno Henrique e um de Lucas Lima
Na espera por Felipão, Palmeiras vence sem sacrifícios o Paraná

Jogando em sua arena, às 11h de um domingo e com um público de mais de 35 mil pessoas, o Palmeiras não se esforçou muito para ganhar do Paraná. O técnico Wesley Carvalho, do Sub-20, promoveu a entrada do jovem Artur, como titular, pela primeira vez e o deixou pelo lado direito para que Gustavo Scarpa ficasse mais centralizado. E deu certo! Artur foi substituído no segundo tempo e saiu bastante ovacionado pela sua torcida. Será que após Gabriel Jesus, mais um menino da base palestrina se dará bem?

1º tempo

O time paranaense veio com a função de querer não dar espaços para o Palmeiras e Micale escalou o time em um 4-1-4-1, fazendo com que o Alviverde não avançasse. E o trabalho foi bem feito, pois havia dificuldades para se passar do meio campo. Quando o Palmeiras achou o caminho com Scarpa roubando a bola no ataque e encontrando Dudu pela esquerda, o camisa 7 cruzou rasteiro par Willian, que bem colocado fez o pivô e tocou atrás para que Bruno Henrique, de primeira, chutasse pro fundo do gol aos 16 minutos de jogo. E o torcedor palmeirense ficou contente, ao ver que após o gol, o time não se recuou e continuou jogando para frente e com velocidade.

O volante Bruno Henrique está sendo uma peça-chave nos ataques palmeirenses (Reprodução/Palmeiras)
O volante Bruno Henrique está sendo uma peça-chave nos ataques palmeirenses (Reprodução/Palmeiras)

Dudu do lado esquerda fazia excelentes jogadas, Scarpa centralizado deixava a bola chegar, Artur pela direita, além de fazer finta para cima do adversário, ainda ajudava na defesa e Willian estava muito bem no jogo, ora sendo o “falso nove”, ora servindo seus companheiros. O Paraná não assustava a meta de Weverton e ainda ampliou o marcador aos 40 minutos. O time paranaense errou na saída de bola e Gustavo Scarpa aproveitou, lançou para Artur que finalizou de primeira no canto direito do goleiro Thiago, que espalmou e no rebote, Bruno Henrique mais uma vez encheu o pé e ampliou para o Palmeiras, fazendo seu 11º gol na temporada.

2º tempo

O Time da casa voltou sem novidades, e tomou um susto aos 11 minutos quando Silvinho, em cobrança de falta, acertou a travessão. Após o lance, Wesley Carvalho tirou Scarpa e promoveu a entrada de Hyoran, fazendo com que Dudu relembrasse os tempos em que fazia a função de jogar mais centralizado, feito que não ocorria desde o ano passado. Como não surtiu efeito e vendo o Paraná com mais posse de bola, Wesley mexeu de novo e nessa hora tirou Artur, que foi totalmente ovacionado pelos torcedores, para a entrada do meia Lucas Lima.

O Palmeiras voltou a controlar o jogo e não sentiu mais a pressão dos visitantes. Em uma das primeiras aparições, Lucas Lima roubou a bola no meio de campo e cruzou para Hyoran que finalizou bem, mas a bola em câmera lenta, passou a direita do gol de Thiago e ouve desvio da zaga paranaense, gerando assim escanteio para o Palmeiras. Na cobrança de escanteio, o goleiro espalmou e na sobra, o camisa 20 Palmeirense pegou de primeira, fazendo assim o terceiro gol alviverde.

Lucas Lima melhorou seu rendimento após a parada para a Copa (Reprodução/Palmeiras)
Lucas Lima melhorou seu rendimento após a parada para a Copa (Reprodução/Palmeiras)

Após o gol, Thiago Santos entrou no lugar de Bruno Henrique, que saiu muito aplaudido e os donos de casa, apenas administraram a partida.

E agora?

O Palmeiras vai para 26 pontos e fica empatado com Atlético-MG, Inter e Grêmio. Na próxima rodada a equipe de Wesley Carvalho, vai até Minas para enfrentar o América-MG, podendo já ser a equipe de Felipão.

Já o Paraná, permanece no Z4, com apenas 13 pontos ganhos e nenhuma vitória fora de casa. O próximo jogo é diante do Ceará, no Castelão.

Melhores Momentos

Marcella Azevedo

Sobre Marcella Azevedo

Marcella Azevedo já escreveu 98 posts nesse site..

Marcella Azevedo, 22 anos, leonina, nascida no dia 17 de Agosto de 1994. Não tem frescura, quando o assunto é futebol, tanto que para ela o domingo perfeito é com amigos, futebol e cerveja. Completamente apaixonada, cursa Jornalismo com a inteção de ser uma Jornalista Esportiva e poder mostrar a todos como esse mundo é maravilhoso e que mulher entende de futebol sim. É daquelas mulheres que sempre está na rodinha dos homens na faculdade, comentando sobre o lance polêmico que rolou no final do semana. Daquelas que xinga muito ao ver um escanteio curto e que espera trazer várias novidades para vocês.


 

365 Scores

 

Marcella Azevedo
Marcella Azevedo
Marcella Azevedo, 22 anos, leonina, nascida no dia 17 de Agosto de 1994. Não tem frescura, quando o assunto é futebol, tanto que para ela o domingo perfeito é com amigos, futebol e cerveja. Completamente apaixonada, cursa Jornalismo com a inteção de ser uma Jornalista Esportiva e poder mostrar a todos como esse mundo é maravilhoso e que mulher entende de futebol sim. É daquelas mulheres que sempre está na rodinha dos homens na faculdade, comentando sobre o lance polêmico que rolou no final do semana. Daquelas que xinga muito ao ver um escanteio curto e que espera trazer várias novidades para vocês.

Artigos Relacionados

Topo