Messi é um argentino fracassado?

O camisa 10 do Barça não consegue repetir o sucesso na Argentina

O maior jogador do Barcelona e um dos melhores da história do futebol, não consegue ser campeão pelo seu país. Lionel Messi foi eliminado ontem (2) com sua Seleção para o Brasil. Evidentemente, as críticas contra a CONMEBOL só reforçam a necessidade do jogador de ser um Hermano vitorioso. Afinal, o antagonista de Cristiano Ronaldo só tem um título com a Argentina, uma mera Olimpíada. É evidente que seu tempo está acabando, o jogador já tem 32 anos.

Messi disputou  três finais com a Seleção Argentina, a primeira foi contra o Brasil na Copa América de 2007, na ocasião o Brasil fez um excelente jogo na Venezuela e ganhou de 3 x 0. A segunda, e  mais dolorosa, foi contra a Alemanha em 2014. Obviamente que perder uma final de Copa do Mundo, tendo chances claras de vencer, foi difícil para o argentino. A última, foi contra o Chile, também na Copa América, em 2015. A disputa tensa nos pênaltis, principalmente, quando Aléxis Sanches cobrou aquela cavadinha na cobrança final, isso foi o estopim para começar uma relação conturbada entre jogador e seleção.

O camisa 10 já vinha sendo criticado na imprensa argentina pela sua antipatia dentro e fora dos gramados. O jogador não era muito atento com os fans, não cantava o hino e mesmo chorando muito na final de 2015, não era considerado um argentino raiz, como Maradona. Certamente isso mudou na Copa de 2018, depois de ser eliminado pela França. O jogador quis aposentar as chuteiras pela seleção, decisão revogada após muita conversa com o Staff e jogadores argentinos. Depois disso, ele fez bons amistosos, se abriu mais para a imprensa e, ainda que, não conseguiu vencer o Brasil ontem ele jogou muito bem, reclamou como qualquer argentino. E, afirmou que quer continuar ajudando a Argentina.

Messi perde o status de um dos melhores da história com sua má reputação na Argentina?

Ao mesmo tempo que o jogador não levanta taças com sua seleção, ele é admirado por não desistir. Messi conquistou muito mais que títulos ou prêmios no futebol. Ele conquistou a admiração de muitos apenas pelo seu jeito, genial, de jogar bola. Ele é uma fonte inesgotável de criatividade dentro de campo e, sempre, será lembrado como um ET, um fora de série. Não ser vitorioso na Argentina não apaga isso, só molda sua história com um pouco de frustração.

Giovanna Matiello

Sobre Giovanna Matiello

Giovanna Matiello já escreveu 144 posts nesse site..

Meu nome é Giovanna Matiello, tenho 19 anos e sou estudante de jornalismo na UNIP. Sou apaixonada por esportes por causa da minha família, meu pai é fanático por futebol, minha tia é ex jogadora profissional de futsal e meu tio é vidrado no vôlei e é professor de educação física. Fica óbvia minha relação com o esporte.A NBA e a NFL entraram na minha vida por admiração à organização americana. Sonho em ser jornalista esportiva porque acredito que o esporte é um caminho de educação e, porque culturalmente falando, talvez seja uma das poucas tradições que uni verdadeiramente o povo brasileiro.

Forza Football

 

Rivalo Apostas Esportivas
Giovanna Matiello
Giovanna Matiello
Meu nome é Giovanna Matiello, tenho 19 anos e sou estudante de jornalismo na UNIP. Sou apaixonada por esportes por causa da minha família, meu pai é fanático por futebol, minha tia é ex jogadora profissional de futsal e meu tio é vidrado no vôlei e é professor de educação física. Fica óbvia minha relação com o esporte.A NBA e a NFL entraram na minha vida por admiração à organização americana. Sonho em ser jornalista esportiva porque acredito que o esporte é um caminho de educação e, porque culturalmente falando, talvez seja uma das poucas tradições que uni verdadeiramente o povo brasileiro.
http://redacao%20fnv

Artigos Relacionados

Topo