Marco Reus e a devoção a Dortmund

- Na coluna Quebrando Muros dessa semana, vamos falar sobre o meia que virou ídolo aurinegro
Marco Reus e a devoção ao Dortmund

Marco Reus nasceu em 31 de maio de 1989 em Dortmund, no estado da Renânia do Norte e nesse ano completou seu 31º aniversário. Dessa forma, o meia é o principal nome e a liderança técnica do bom time do Borussia Dortmund, um dos gigantes do futebol alemão e o segundo maior vencedor da Bundesliga.

O INÍCIO DA CARREIRA

Quando ainda era garoto, Reus começou sua carreira em 1994 nas categorias de base do Post SV Dortmund, time de sua cidade natal. Dessa forma, ele ficou no clube por mais dois anos e se transferiu para o Borussia Dortmund. Assim, ficou por 10 temporadas nas categorias de base do clube aurinegro antes de se transferir para o Rot Weiss Ahlen na temporada 2004/05.

Marco Reus na Base do Borussia.

Entretanto, o meia passou pelos times sub-17 e sub-19 e foi somente com 19 anos que Reus fez a sua estreia como profissional, jogando a segunda divisão do Campeonato Alemão. Logo o garoto se destacou e o seu clube terminou na 10ª colocação da segundona. Diante disso o jogador foi contratado pelo Borussia Monchengladbach por aproximadamente 1 milhão de euros e assinou um contrato até junho de 2013.

Marco Reus ainda pelo Rot Weiss Ahlen.

Foto Reprodução: Martin Rose/ Bongarts/ Getty Images

A ASCENSÃO NO BORUSSIA MONCHENGLADBACH

Posteriormente jogando pelos Potros o atleta demorou a ter oportunidades em sua primeira temporada. Constantemente era relacionado para os jogos, porém só conseguiu ser titular após alguns meses de clube. Por fim, em agosto de 2009 marcou seu primeiro gol pelo Gladbach em uma partida contra o Mainz 05. Dessa forma começou ganhar espaço como titular e terminou a primeira temporada no clube sendo o destaque, com oito gols.

Na temporada seguinte a boa fase do meia continuou e começou a ganhar destaque na Alemanha. Além disso, foi o artilheiro do time na temporada 2010/2011 marcando 13 gols e em novembro de 2010 renovou seu contrato junto ao Gladbach até 30 de junho de 2015. Entretanto, mesmo com a boa fase de Marco Reus, os Potros fizeram uma temporada ruim e a passaram a maior parte do campeonato nas últimas colocações.

Da mesma forma na temporada 2011/12 Reus se tornou o líder técnico e o principal jogador do Gladbach. Ainda por cima fez 21 gols em 37 jogos e foi eleito o melhor jogador do ano na Alemanha. Desse modo, foi especulado em varios clubes da Europa, mas em 2012 assinou por cinco temporadas com o clube que passou pelas categorias de base, o Borussia Dortmund por aproximadamente 17,5 milhões de euros.

Marco Reus na temporada 2011/12. O meia-atacante foi eleito Melhor Jogador da Alemanha com a camisa dos Potros.

Foto Reprodução: AFP/Patrik Stollarz

BORUSSIA DORTMUND

Na sua primeira temporada pelos aurinegros, já mostrou que valia todo o dinheiro investido em sua contratação. O Borussia entretanto, mesmo com a ótima temporada de Reus, Lewandowski, Mario Gotze e outros comandados por Jurgen Klopp não conseguiu vencer a Bundesliga daquele ano e ficando na 2ª colocação. Além disso, foi derrotado na final da Champions League contra o maior rival, o Bayern de Munique. Os Bávaros venceram com um gol chorado de Robben aos 45 da segunda etapa.

O primeiro gol de Marco Reus pelo Dortmund saiu em agosto de 2012, em cima do FC Oberneuland em partida valida pela DFB Pokal de 2012/13. Dessa forma, terminou a temporada com 44 jogos e 19 gols marcados. Também terminou a temporada com um titulo, seu primeiro pelos aurinegros em cima do Bayern pela Supercopa da Alemanha de 2013. Woodyinho, chamado carinhosamente pelos fãs do meia, marcou duas vezes na ocasião, e o Borussia ganhou o troféu com uma vitória por 4 x 2.

O capitão dos aurinegros comemorando mais um gol.

Foto Reprodução: Futebol na Veia

A IDOLATRIA DE MARCO REUS

Quando voltou ao clube de infância em 2013, Reus fez um trio poderoso com Robert Lewandowski e Mario Gotze sob o comando de Jurgen Klopp. Os títulos não vieram, e o meia viu seus dois melhores amigos trocarem as cores amarelas e pretas pela vermelha. Gotze deixou o clube em 2013, e o atacante polonês seguiu os mesmos passos do alemão e se transferiu gratuitamente em julho de 2014 para os Bávaros.

Por fim, Jurgen Klopp se transferiu ao Liverpool no final de 2014, sendo bi-campeão da Bundesliga 2010/11 e 2011/12, também vencendo a DFB Pokal em 2011/12 e sendo bi-campeão da Supercopa da Alemanha em 2013/14 e 2014/15. Assim, Reus jogou 122 vezes sob o comando de Klopp, antes do treinador ir para a Inglaterra após 7 anos a frente dos aurinegros. Desse modo, o meia se tornou capitão, talismã e líder técnico da equipe.

A fim de levar o jogador, no verão de 2015 o Barcelona fez uma proposta, que na época estava em seu auge e seria reserva do trio MSN. Houveram propostas de outras equipes como o PSG, Arsenal, Milan e outros clubes gostariam de contar com o futebol do alemão. Entretanto, Marco Reus escolheu ficar em sua cidade e em seu clube natal e fazer história. Atualmente, o camisa 11 é o sétimo maior artilheiro da história do Dortmund. Portanto, com 129 gols, tem o objetivo de entrar no top 5 de maiores artilheiros com a camisa amarela e preta.

Marco Reus comemorando um gol pela temporada 2018/19, onde foi eleito Melhor Jogador da Alemanha pela 2ª vez.

Foto: Reprodução/ AFP

LESÕES

A cinco meses afastado do futebol, o meia tem um histórico de lesões que o afastaram dos gramados por algum tempo. Assim, a última partida foi em fevereiro contra o Werder Bremen, que os aurinegros saíram derrotados por 3 x 2. Marco Reus de 2011 a 2020 teve seis lesões que o tiraram de boa parte das temporadas que disputou com o Dortmund e ao total, o camisa 11 de Dortmund teve 35.

Contra o Werder Bremen, Marco Reus fez seu último jogo na temporada
Contra o Werder Bremen, Marco Reus fez seu último jogo na temporada.

Foto Reprodução: Imago Images/ Equipe 2

SELEÇÃO ALEMÃ

Desse modo, uma de suas lesões o tirou da Copa do Mundo de 2014, no Brasil. Em uma partida amistosa contra a Armenia, a gigante Alemanha goleou por 6 x 1, porém o meia sofreu uma grave lesão e foi cortado do elenco que disputaria o torneio. Reus era considerado o maior talento do futebol alemão na época, e estava fisicamente e tecnicamente preparado para disputar sua primeira copa. Também esteve na lista dos 27 convocados para a Eurocopa de 2016, mas uma inflamação na virilha tirou o craque da competição.

Foto Destaque: Divulgação/ Twitter/@Woodyinho

Matheus Ventura

Sobre Matheus Ventura

Matheus Ventura já escreveu 32 posts nesse site..

Escolhi fazer jornalismo pois tenho um sonho de trabalhar na área esportiva, já desde pequeno ouvia jogos na rádio da minha cidade e acompanhava os campeonatos do nosso país, e outros como o Inglês e o Espanhol e como quase todo menino sonhava em ser jogador. Porém o sonho de ser jogador não deu certo, mas encontrei no jornalismo esportivo uma forma diferente de trabalhar e ser feliz na área do esporte.

365 Scores

BetWarrior


Matheus Ventura
Matheus Ventura
Escolhi fazer jornalismo pois tenho um sonho de trabalhar na área esportiva, já desde pequeno ouvia jogos na rádio da minha cidade e acompanhava os campeonatos do nosso país, e outros como o Inglês e o Espanhol e como quase todo menino sonhava em ser jogador. Porém o sonho de ser jogador não deu certo, mas encontrei no jornalismo esportivo uma forma diferente de trabalhar e ser feliz na área do esporte.

Artigos Relacionados

Topo