Marcas da Copa – O início da tragédia

Marcas da Copa - O início da tragédia

Mais uma edição da coluna retrô sobre as Copas do Mundo, o “Marcas da Copa”. Colunistas FNV e convidados vão descrever a emoção única de algum jogo marcante de Copa que ficou fincado na memória. Serão crônicas desde a época de Pelé, até os tempos atuais. E hoje é Luiz Felipe Longo quem nos contempla com suas lembranças. Confira abaixo:

BRASIL 3 X 1 CROÁCIA

Assistir à uma Copa do Mundo em seu próprio país é um privilégio de poucos. Um privilégio o qual eu tive. Pode-se dizer que tudo conspirou para isso. Minha mãe foi premiada em promoção de uma máquina de cartões e de um banco com dois ingressos para a abertura entre Brasil x Croácia, na Arena Corinthians.

No dia 12 de junho, fui com minha mãe e mais um grupo de ganhadores em um ônibus para o estádio. Foi uma experiência incrível pois ali mesmo no veículo pude sentir um gostinho do que é uma Copa do Mundo. Uma competição capaz de unir pessoas de diferentes localidades.

1º TEMPO

Fomos nos sentar em cadeiras localizadas atrás de um dos gols. Por sorte, aquele em que saíram três dos quatro gols da partida. Pudemos ver Marcelo fazendo contra. A decepção no lateral esquerdo era evidente. Mas, a torcida não se calou.

Marcas da Copa - O início da tragédia
AFP PHOTO

A energia empurrou até que, lá do outro lado, Neymar acertasse chute cruzado de fora da área para deixar tudo igual. Se dentro de campo as coisas pareciam entrar nos trilhos para os comandados de Felipão, fora dele senti na pele o tão comentado atraso nas obras da Copa. Os banheiros estavam entupidos e faltou comida nas lanchonetes do estádio. Nada que me abalasse. Afinal, estava realizando um sonho.

2º TEMPO

Veio o segundo tempo. O tal do Yuichi Nishimura, árbitro da partida, assinalou um pênalti em Fred que somente ele viu. Na hora, comentei em voz baixa para minha mãe: “não foi nada”. A Arena ficou em silêncio. Apreensão e nervosismo exalavam dos torcedores. Neymar chamou a responsabilidade. Pletikosa, que me lembro do álbum de figurinhas de 2006, ainda relou na bola antes dela morrer nas redes.

Marcas da Copa - O início da tragédia
Reprodução/Facebook FIFA World Cup

O estádio se misturou entre a euforia do gol e gritos de protesto quando apareceram Dilma Rousseff, então presidente do país, e Joseph Blatter, ex-presidente da Fifa, no telão. A política brasileira já vivia momento bastante conturbado com protestos nas ruas. Ali pude ver que um evento tal qual a Copa também une as pessoas por um ideal.

No fim, Oscar ainda selou o triunfo brasileiro pelo placar de 3 x 1. A caminhada pelo hexa, que depois terminaria em uma enorme tragédia diante da Alemanha, começava ali. Ao sairmos, muita organização. Um ‘mar de gente’ deixava a Arena Corinthians. Em minha cabeça só pensava que aquele tinha sido o melhor dia de minha vida.

Marcas da Copa - O início da tragédia
Reprodução/Facebook FIFA World Cup
Redação FNV

Sobre Redação FNV

Luciano Carvalho já escreveu 1275 posts nesse site..

Um site destinado ao esporte que corre na veia da maioria dos brasileiros: O futebol! No nosso site você encontra tudo sobre o futebol, tanto nacional, quanto internacional, além de poder acompanhar nossos palpites e análises para os jogos da semana e as belas musas

Forza Football

 

Rivalo Apostas Esportivas
Redação FNV
Redação FNV
Um site destinado ao esporte que corre na veia da maioria dos brasileiros: O futebol! No nosso site você encontra tudo sobre o futebol, tanto nacional, quanto internacional, além de poder acompanhar nossos palpites e análises para os jogos da semana e as belas musas

Artigos Relacionados

Topo