Liga Japonesa de Futebol ou JSL: conheça a extinta Liga Japonesa

A história contada da antiga Liga Japonesa que deu origem a J-League
Liga

Entre os anos de 1965 a 1992, a extinta Liga de Futebol Japonesa, previamente abreviada por JSL, destacou-se como uma importante competição no futebol japonês. A principio, foi lançada para melhorar o nível do futebol no país e a partir da proposta deixada por Detmar Kramer, que atuou como técnico da Seleção Japonesa, se estabeleceu um  comitê fundador liderado por Shoichi Nishimura e Yoshinori Shigematsu. Desse modo, mais tarde Takeshi Naganuma, Shun-ichiro Okano e Ryuzo Hiraki também se juntaram a cúpula e assim se fundou a JSF.

Primordialmente a associação teve sua formação inicial composta por clubes de faculdade/empresa, onde o principal lema rogava: Pense apenas em você“. Nesse ínterim, cada time representava uma entidade e os times eram denominados com o nome da companhia. Posteriormente, no inicio, os jogadores eram apenas funcionários, mas conforme a competição apresentou certa evolução, até seu fim, muitos dos atletas não mais eram amadores, chegando a se tornarem profissionais.

INICIO

Inicialmente denominada como “Japan Soccer League“, a JSL teve sua primeira edição em 6 de junho de 1965, onde o clube da escola secundária da Universidade de Hiroshima, Toyo Kogyo, se sagrou como primeiro campeão. Entre os principais times estavam HitachiMitsubishi Heavy IndustriesNissan Motors, Toyo Industries e Yomiuri Shimbun; Esses hoje J-League são Kashiwa ReysolUrawa Red DiamondsYokohama F. MarinosSanfrecce Hiroshima e Tokyo Verdy , respectivamente.

Do final da década de 1960 ao início da década de 1970, jogadores dos clubes participantes da Liga ganharam atenção do mundo ao conquistarem medalhas de bronze nos Jogos Olímpicos do Japão de 1968. Entre eles, Kunimoto Kamamoto da Diesel e Ryuichi da Mitsubishi.

Na década de 1980, surgiram equipes de aparência profissional, como o Yomiuri Club e a Nissan Motors.  Desde a introdução do sistema de licenças especiais em 1986, as duas equipes quase monopolizaram o título. Por trás disso, o movimento para a profissionalização progrediu constantemente, e o Comitê de Revisão da Pro League foi lançado em 1989. Desse modo, quando a Liga Profissional de Futebol do Japão foi lançada oficialmente em novembro de 1991, a JSL foi abolida com a cláusula final em 29 de março de 1992, sendo substituída pela  J-League e sua afiliada Japan Football League (JFL).

FINALIDADE

O objetivo inicial era melhorar o nível do futebol japonês, especialmente para aprimorar o padrão de partidas. Primordialmente foi a primeira vez que o Japão sediou competições de nível nacional em esportes amadores, pois antes disso, jogava copas no estilo de torneios. Todavia, a formula foi uma tentativa de reduzi-los.

A equipe operacional consistia em alguns funcionários e uma equipe permanente, além disso, os membros do comitê operacional de cada equipe operavam simultaneamente a liga e suas empresas. O atual presidente da J-League era o Secretário de Assuntos Gerais da JSL. No entanto, havia aqueles que estavam em uma missão temporária no JFA, representando apenas os membros do comitê de direção de todas as equipes. Além de outros que se tornaram secretários de assuntos gerais ao lado dos negócios da empresa. Havia diretores de assuntos gerais separados em JSL1 e JSL2.

APRIMORAMENTO DE INSTALAÇÕES

Muitas equipes bancaram algumas instalações de treinamento desde o início, inclusive as locais. Em particular, quando Toyo Kogyo, que tinha uma área de treinamento na fábrica, alcançou seu quarta título consecutiva de 1965 a 1968, outras equipes começaram a aprimorar suas instalações de treinamento, em consonância. Embora fosse difícil garantir terras na área metropolitana de Tóquio, muitas equipes garantiram suas próprias áreas de prática, clubes e iluminação noturna.

Alguns clubes da J-League ainda usam essas instalações, hoje estabelecimento de linha corporativa. Inicialmente, o objetivo era estabelecer puro amadorismo para não afetar os negócios da empresa. Porém, conforme o sucesso da competição o futebol se fez prioridade sobre os negócios da empresa.

ESTRUTURA AMADORA

À medida que as empresas floresciam, algumas equipes remuneravam jogadores pelo resultado da partida. Em particular, era um segredo aberto que os atletas do Yomiuri Club não tinham o que poderia ser chamado de “negócio da empresa” e que eles ocupavam futebol e eram pagos por isso. O JFA confirmou esse fato e desde 1985 aprovou o registro como um jogador especialmente licenciado, efetivamente como profissional.

O termo “profissional” não é usado porque havia um precedente da Japan Tennis Association que era mais fácil de reconhecer como uma Japan Sports Association (a associação de tênis anteriormente permitia que os jogadores se registrassem como profissionais). Como resultado, a “liga de amadores” que a JSL visava a princípio se tornou completamente obsoleta.

Karine Gomes

Sobre Karine Gomes

Karine Gomes já escreveu 201 posts nesse site..

Olá, me chamo Karine Gomes. Atualmente curso o 5° semestre em jornalismo pela Universidade Cruzeiro do Sul.Se eu falasse sobre a minha paixão por futebol, certamente teríamos um livro.E pela escrita então ? rsrsDesse modo, escrever para o portal sobre o esporte me parece muito bom 🙂

BetWarrior

Karine Gomes
Karine Gomes
Olá, me chamo Karine Gomes. Atualmente curso o 5° semestre em jornalismo pela Universidade Cruzeiro do Sul.Se eu falasse sobre a minha paixão por futebol, certamente teríamos um livro.E pela escrita então ? rsrsDesse modo, escrever para o portal sobre o esporte me parece muito bom :)

Artigos Relacionados

Topo