“La décima”

Feriado municipal na capital paulista, 463 anos de idade. E a chuva de dias anteriores resolveu dar espaço ao Sol para que 36.000 pessoas, no Pacaembu, pudesse acompanhar a 48ª final de Copa SP de Futebol Jr: Corinthians x Batatais se enfrentaram pelo título mais cobiçado da base brasileira.

O Corinthians foi ao campo se sentindo em casa. Estádio lotado gritando “Timão, timão, timão”. A torcida batataense não fez feio e também encheu o setor destinado a ela e é claro que lá havia muitos palmeirenses, santistas, enfim, torcedores de outros times que se infiltraram no lado vermelho e branco do Paca.

Às 16h o árbitro Cléber Luís Paulino apitou o início das grande decisão e o jogo foi assim:

1° Tempo
Jogo começou frio com o alvi-negro dominando as ações. O Batatais mais contido, porém marcando forte e fechando os espaços.

O primeiro grande lance do jogo foi uma falta batida por Fabrício Oya, que passou perto do ângulo direito do goleiro batataense. Seis minutos mais tarde, aos 24′, o ataque do Batatais assustou a defesa corintiana com uma ofensiva perigosa.

No final do primeiro tempo o jogo esquentou e acendeu a torcida presente no Pacaembu.

Aos 38 minutos o centroavante Carlinhos pegou desajeitado e seu chute foi bloqueado pela zaga. No lance de escanteio Oya mandou a bola por cima do gol depois de um bate e rebate na pequena área. Em resposta o volante batataense, Éverton Casimiro, recebe cruzamento e de cabeça obriga Felipe a fazer bela defesa.

O último bom lance da etapa inicial foi a cabeçada do zagueiro Del’Amore no travessão. Depois disso final do primeiro tempo
2° Tempo
Começou corrido mas sem nenhuma chance clara de gol para nenhuma equipe. Com algumas faltas mais duras, principalmente em cima do atacante corintiano Carlinhos, o time batataense não ia, quando podia, ao ataque. Preferia evitar sofrer gol a fazer gol. Mesmo assim ainda criou uma oportunidade aos 29 minutos que só assustou a torcida corintiana.

O Batatais foi valente… Até onde pôde. Aos 39 minutos Marquinhos recebe passe, na ponta direita, e cruza bola na área, na cabeça de Carlinhos, que não desperdiça: cabeçada para o chão no canto direito de Gerson. 1 a 0.

Em seguida, aos 41′, embalado pela torcida, o Corinthians pressionou a saída de bola batataense e roubou a bola. Carlinhos ficou com a redonda e passou para seu garçom do primeiro gol. Marquinhos dominou e bateu na saída do goleiro, que sobra resvalou. 2 a 0.

Pensava-se que o jogo esfriaria ou então que o time do parque São Jorge ampliasse o placar, mas em um passe em profundidade, que pegou a defesa corintiana aberta, Wilian Pote saiu cara a cara com o goleiro e só teve o trabalho de encobrir Felipe, para diminuir a vantagem. 2 a 1

Depois desses cinco minutos eletrizantes o Corinthians conseguiu tomar conta do jogo e controla-lo até o apito final.

Com a conquista de mais uma Copinha a equipe da zona leste da capital paulista chegou ao décimo título (1969, 1970, 1995, 1999, 2004, 2005, 2009, 2012, 2015 e 2017). Já começando o ano com um troféu de expressão. Agora o mais importante precisa ser feito pela comissão técnica do time principal: avaliar os jogadores que foram campeões, prepara-los e dar uma chance no elenco profissional. Até por que esse é o intuito maior da Copa SP, formar jogadores. E essa tarefa poderá ser feita melhor no Corinthians, já que Osmar Loss assumirá o cargo de assistente técnico de Carrile.

Leonardo José

Sobre Leonardo José

Leonardo José já escreveu 382 posts nesse site..

Sou o Leonardo José, jovem alagoano, estudante de jornalismo e esquerdista, sim. O esporte, a filosofia e a sociologia correm em minhas veias simultaneamente. Louco pelo futebol latino. Prefiro Libertadores à Champions League. No Brasil, clássicos como CSA x CRB, Sampaio Corrêa x Moto Club e ABC x América-RN são bem mais emocionantes que Flamengo x Vasco, Cruzeiro x Atlético-MG e Corinthians x Palmeiras. Para você, leitor, não se cansar lendo minha biografia, finalizo dizendo que "todos os detalhes e os bastidores da vida precisam ser olhados com atenção".Twitter: @leo_silva997

Forza Football

 

Rivalo Apostas Esportivas
Leonardo José
Leonardo José
Sou o Leonardo José, jovem alagoano, estudante de jornalismo e esquerdista, sim. O esporte, a filosofia e a sociologia correm em minhas veias simultaneamente. Louco pelo futebol latino. Prefiro Libertadores à Champions League. No Brasil, clássicos como CSA x CRB, Sampaio Corrêa x Moto Club e ABC x América-RN são bem mais emocionantes que Flamengo x Vasco, Cruzeiro x Atlético-MG e Corinthians x Palmeiras. Para você, leitor, não se cansar lendo minha biografia, finalizo dizendo que "todos os detalhes e os bastidores da vida precisam ser olhados com atenção".Twitter: @leo_silva997

Artigos Relacionados

Topo