Kashima Antlers x River Plate – O terceiro lugar como prêmio de consolação

- Derrotados nas semifinais, duelam para sair por cima no Mundial de Clubes
Kashima Antlers x River Plate - O terceiro lugar como prêmio de consolação

O Mundial de Clubes se encerra neste sábado (22), com a grande final entre Real Madrid e Al-Ain, para ver quem será o melhor time do mundo. Mas, antes do ápice, teremos os derrotados Kashima Antlers e River Plate na disputa pelo posto de terceiro lugar, fazendo um confronto inédito. O jogo acontece às 11h30 (horário de Brasília), no Zayed Sports City Stadium, em Abu Dhabi. A expectativa é de ver times com espíritos mudados e bem melhores daqueles que perderam no meio da semana.

Kashima Antlers

O time mandante do dia, foi derrotado pelo poderoso Real Madrid, com Bale inspirado marcando três vezes naquele dia. Agora, diante de outro clube que impõe respeito, os japoneses pretendem fazer história. Com Zico nos bastidores, a equipe melhorou seu desempenho durante o ano e busca na fama do Galinho e nos brasileiros dentro de campo, a força tupiniquim para barrar os rivais de logo mais. Léo Silva, Serginho (titulares) e Leandro (no banco), são as esperanças nipônicas para o duelo, que ainda podem contar com Shoma Doi, autor do gol contra os Merengues.

“Como brasileiros, temos muito a dizer obrigado em Kashima. Primeiro pela oportunidade de nos trazer aqui para a Copa do Mundo de Clubes. Eles nos tratam muito bem. Temos o amor e respeito do clube e das pessoas. Essas coisas nos fazem sentir muito em casa.” disse Leo Silva, também conhecido como Hugo Leonardo, no Japão.

Provável escalação: Sun Tae Kwuon; Daigo Nishi, Seung-Hyeon Jung, Gen Shoji, Shuto Yamamoto; Yasushi Endo, Ryota Nagaki, Leo Silva, Hiroke Abe; Serginho, Shoma Doi – Técnico: Go Oiwa.

River Plate

A motivação de estar entre os três melhores do torneio é intensa de um lado, e nem tanto assim do outro. Para o River, o momento é de colocar a casa em ordem e disputar a partida de cabeça erguida. O time deve ser o mesmo que acabou sendo derrotado pelo Al-Ain na semifinal, ou seja, 100% de força para enfrentar a equipe japonesa. Para Gallardo, o ano foi intenso, cheio de decisões e o que ele e todos do elenco querem é descansar e desfrutar do título da Libertadores, já que tiveram muito tempo para comemorar.

“Queremos compartilhar com as pessoas o que foi alcançado em Madri, não vemos a hora para retornar a Buenos Aires e desfrutar o que conseguimos, o que foi incrível.

Provável escalação: Armani; Montiel, Maidana, Pinola, Casco; Ignacio Fernández, Leonardo Ponzio, Palacios, Martínez; Rafael Santos-Borré, Lucas Pratto – Técnico: Marcelo Gallardo.

Ruan Silva

Sobre Ruan Silva

Ruan Silva já escreveu 891 posts nesse site..

Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

365 Scores

BetWarrior


Ruan Silva
Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

Artigos Relacionados

Topo