Jogando fora de casa, Novorizontino consegue vitória e encaminha classificação

Com um gol de pênalti, a equipe do interior paulista chega em vantagem para a partida de volta

No último domingo (16) foram disputadas 11 partidas pela segunda fase do Campeonato Brasileiro Série D. Dentre os jogos, Boavista-RJ e Novorizontino-SP duelaram no estádio Elcyr Resende. O único gol do embate foi marcado pela equipe paulista, Cleone Santos, de pênalti. Os gols ficaram guardados para Bragantino-PA x Atlético-CE, Rafael Jr e Fidelis, duas vezes, balançaram as redes do estádio São Benedito, sacramentando a vitória paraense. Em duelo de nordestinos, dentro de seus domínios, o ASA-AL superou a equipe do Itabaiana-SE por 2 a 0. Alef e Elivan anotaram.

CAMPEONATO BRASILEIRO SÉRIE D – SEGUNDA FASE

Boavista 0 x 1 Novorizontino

Na primeira etapa os visitantes não tiveram medo e pressionaram os donos da casa. Ainda nos primeiros minutos, em jogada de bola parada, o camisa 6 do Novorizontino, Paulinho, arriscou do meio da rua e acertou a trave esquerda, assustando o arqueiro Marcelo Pitol. Consequentemente a pressão fez efeito e já nos acréscimos, o estreante Éverton Silva cometeu pênalti. Já pendurado, recebeu o segundo amarelo e foi expulso. Bola pra um lado, goleiro pro outro, Cleone abriu o placar para a equipe do interior paulista.

Assim sendo, com um a menos ficou difícil para a reação do Boavista no segundo tempo. Eduardo Allax, comandante do Verdão, tentou organizar seus atletas em campo, desceram ao ataque poucas vezes e se acuaram na defesa. Dessa forma, o Tigre do Vale administrou bem a posse de bola “cozinhando” os 45 minutos restantes. Como resultado, obtiveram boas chances de ampliar, desperdiçadas por Danielzinho, Carlão e Elvinho. Com a vitória, o Novorinzotino leva uma pequena e importante vantagem para o jogo da volta.

Bragantino 3 x 0 Atlético Cearense

Em confronto de líderes na fase de grupos, jogando em suas depêndencias, o Braga levou a melhor. Como de costume em partidas pela Série D, o jogo começou equilibrado. Os paraenses dominaram a posse de bola e como consequência criaram chances reais de abrir o placar. Ainda no ínicio, aos sete minutos, após boa jogada em velocidade, o atacante Edgar chutou firme de perna direita, mas parou no goleiro Artur. Na sequência da jogada, Lukinha, aproveitou o rebote, arriscou de longe mas a bola saiu. Mesmo “amassando” os cearenses, o Bragantino não balançou as redes. Os gols ficaram para a etapa complementar.

Somente aos 21′ o zero saiu do placar. Após escanteio cobrado, Fidelis aproveitou a sobra e chutou em direção da meta de Artur, 1 x 0 Bragantino, o Tubarão saiu na frente. O camisa 18 saiu da reserva para marcar. Como resultado de um futebol ofensivo, o segundo gol era só questão de tempo e não demorou a sair. Rafinha aproveitou bobeira da zaga e anotou seu gol com um chute rasteiro, ampliando a vantagem. O terceiro tento veio após ótima cobrança de Fidelis, deixando seu segundo gol na partida. A volta será realizada no Ceará e o Atlético necessita de quatro gols de diferença para classificar-se.

ASA 2 x 0 Itabaiana

Mesmo jogando longe de sua torcida, o Itabaiana foi quem deu as cartas nos primeiros minutos da partida. Dessa forma, a estratégia utilizada por Nedo Xavier, técnico do ASA, foi rápidos contra-golpes e bolas aéreas. Logo na primeira chance real de gol, aos 32′, os alagoanos abriram o placar. Marcelo cruzou na cabeça do camisa 11 Alef Manga, que cabeçeou com firmeza, sem chances para o guarda-redes. Com o propósito de igualar o placar, os arapiraquenses foram com tudo para o ataque, parando nas boas defesas de Marcão.

O segundo tempo começou pegado, com oportunidades para ambos os lados. Inesperadamente, aos cinco minutos, Dinda recebeu a redonda na intermediária, dominou com classe, de peito e chutou com força. Mal colocado, o camisa 1, Andrade só observou a bola morrer no fundo das redes. Um lance singular que ampliou a vantagem para a equipe alvinegra. Apesar de estar em desvantagem, o Itabaiana retraiu-se na defesa criando poucas ocasiões de gol, assim sacramentando a derrota fora de casa.

Luciano Massi

Sobre Luciano Massi

Luciano Massi já escreveu 168 posts nesse site..

Me chamo Luciano Massi, tenho 20 anos, sou paulistano. Estou no 6º semestre do curso de Jornalismo na Universidade Anhembi Morumbi. Desde criança fanático pelo futebol dentro e fora das quatro linhas, histórias que vão além do esporte. Produzo o Derbicast, podcast voltado ao futebol alternativo, dando enfâse aos esquecidos. Entretanto, nunca me dei bem com a bola...

Forza Football

 

Rivalo Apostas Esportivas
Luciano Massi
Luciano Massi
Me chamo Luciano Massi, tenho 20 anos, sou paulistano. Estou no 6º semestre do curso de Jornalismo na Universidade Anhembi Morumbi. Desde criança fanático pelo futebol dentro e fora das quatro linhas, histórias que vão além do esporte. Produzo o Derbicast, podcast voltado ao futebol alternativo, dando enfâse aos esquecidos. Entretanto, nunca me dei bem com a bola...

Artigos Relacionados

Topo