Com goleada e placar minímo, italianos fazem valer favoritismo no jogo de ida

Zurich deu poucos problemas ao Napoli, mas marcou deixou o seu, enquanto o Rapid Viena assustou e não fez gol na Inter de Milão

Os visitantes favoritos viram as torcidas suíças e austríacas encherem os estádios para saírem ambas tristes. Em noites de Callejón e Lautaro Martinez, Inter e Napoli venceram e tem vantagem para o jogo de volta.

Rapid Viena 0 x 1 Internazionale

Os italianos começaram em cima e buscavam as jogadas pelas laterais com Perisic e Politano para ganhar espaços. Vecino arriscou de fora da área em duas oportunidades em rebatidas mal feitas em cruzamentos, mas não conseguiu pegar com força suficiente para entrar no gol. Aos 30′ Berisha cabeceou livre após bate-rebate na segunda trave, porém, a bola foi pela linha de fundo.

Perisic encarou o adversário até a entrada da área, na hora do corte os dois caíram no chão e deixaram a bola sobrando para Hofman que não conseguiu tirar e derrubou Lautaro na hora do domínio. Na hora, o juiz assinalou o pênalti. Na cobrança, o argentino bateu forte no meio sem chances ao goleiro suíço.

O segundo tempo foi marcado pela tranquilidade nerazzurri com a vantagem do placar e, inúmeras chances de bolas paradas. Vecino e Nainggolan pararam em Strebinger após jogadas ensaiadas. A única criação do Rapid foi em lançamento de Bolingoli para Murg que cruzou a Schwab vir de trás e dar forte chute na trave.

Zurich 1 x 3 Napoli

O time da casa sabia que era azarão, mas teve a posse da bola no início, tentando controlar a partida. Aos 11′ a fartura acabou. Becher errou o domínio, Milik roubou a bola e apenas rolou para Insigne abrir o placar. O meia ficou ainda mais inspirado. Dez minutos depois achou Malcuit na direita, o lateral cruzou na área e Callejón chegou batendo para aumentar a vantagem.

O Zurich não conseguiu assustar Meret em nenhum momento. Foram muitos passes errados e finalizações nem um pouco precisas. Enquanto isso, o Napoli aproveitava o quanto podia. Aos 77′ Callejón foi a linha de fundo e lançou à meia lua para Zielinski. O polônes cortou três marcadores e tirou do goleiro com um belo chute, fazendo uma goleada.

Nos últimos minutos, em cobrança de escanteio Maxso foi no terceiro andar cabecear, porém Maksimovic pôs a mão na bola dentro da pequena área. Pênalti marcado pelo árbitro. Kolilli tirou do goleiro para seu clube não sair zerado no confronto.

Guilherme Ribeiro

Sobre Guilherme Ribeiro

Guilherme Ribeiro já escreveu 330 posts nesse site..

Sou Guilherme Ribeiro, 20, paulista da região do ABC. Ler e escrever é um hobby, para o esporte que é a minha paixão.

365 Scores

BetWarrior


Guilherme Ribeiro
Guilherme Ribeiro
Sou Guilherme Ribeiro, 20, paulista da região do ABC. Ler e escrever é um hobby, para o esporte que é a minha paixão.

Artigos Relacionados

Topo