Islândia procura novo treinador

- Em comunicado na manhã desta terça-feira, 17, a federação islandesa confirmou a saída de seu comandante
Islândia procura novo treinador

Heimir Hallgrímsson, de 51 anos, não é mais treinador da seleção da Islândia. O anúncio foi feito no início da manhã desta terça-feira, na conta oficial da federação no Twitter. Apesar do bom papel feito durante a Copa do Mundo, o agora ex-técnico, resolveu não seguir adiante no comando do time após sete anos participando do crescimento de seus comandados pelo mundo a fora.

O treinador é dentista formado, mas resolveu se dedicar ao esporte que atuou entre os anos de 1986 até 2007, quando se aposentou. Por todo esse tempo passou por apenas três equipes  o ÍBV (duas vezes entre 1986 à 1992 e 1994 à 96), o Höttur (em 1993) e Smástund – que tempos depois, foi renomeado KFS (entre 1996 à 97, como Smástund e entre 1998 à 2007, como KFS), marcando 20 gols.

Após a sua aposentadoria, conciliou os estudos, a carreira dentro de um consultório e também o campo de futebol, pois ainda conseguiu um tempinho para ter sua primeira experiência como treinador nos times femininos do Höttur e no ÍBV, isso até 2011 quando o maior desafio até ali apareceu. Um convite da federação do seu país para estar na comissão técnica do experiente sueco Lars Lagerbäck e a carreira decolar ainda mais.

Como auxiliar, ajudou sua seleção a bater na trave do mundial do Brasil, uma derrota sofrida para a Croácia que desanimou a todos, mas dois anos depois, a dupla assombrou a Europa classificando o time para a Eurocopa e levando o time até as quartas de final, derrotando dentre outros times, a poderosa Inglaterra. Após esse feito o comandante sueco se aposentou e a responsabilidade de levar o seu país ao primeiro mundial caiu no colo de Heimir, que não deixou a desejar.

(Reprodução/Uol Esportes)

Com ele, e sem dramas, a seleção conseguiu sua classificação direta para a Copa do Mundo da Rússia, ficando em primeiro do grupo I e colocando para a repescagem justamente a seleção da Croácia, carrasca do mundial passado. No torneio mais importante do mundo, caiu junto com a Argentina, Heimir e seus comandando não fizeram feio contra os sul-americanos, ficando no empate em 1 x 1, mas as derrotas vieram contra a Nigéria e a Croácia, consequentemente, a eliminação precoce.

(Reprodução/Uol Esportes)

Ainda não se sabe quem poderá assumir o papel de treinador da seleção mais carismática dos últimos anos, mas com certeza terá uma missão enorme de comandar uma geração que deu muito orgulho a população de pouco mais de 300 mil habitantes, já em setembro com início da Nations League, torneio recém criado pela UEFA, para suas seleções durante a data Fifa.

Ruan Silva

Sobre Ruan Silva

Ruan Silva já escreveu 893 posts nesse site..

Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

365 Scores

BetWarrior


Ruan Silva
Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

Artigos Relacionados

Topo