Inter vence nos pênaltis e avança na Copinha

Colorados batem o Itaquaritinga por 7 x 6 nas penalidades

A garotada do Inter ainda sonha com a sua quinta conquista na Copinha. Após muitas chances desperdiçadas para os dois lados e empate em 0 a 0 no tempo normal, o Colorado eliminou o Taquaritinga nos pênaltis e avançou à terceira fase na Copinha. Nas cobranças, os Porto-alegrenses acertaram suas sete cobranças, na sétima dos paulistas, Neguebe chutou rasteiro, acertou a trave e deu a classificação para os  gaúchos. 

1º TEMPO

Os primeiros 45 minutos foram de poucas chances claras para ambos os times. Nos seis, Brenner apareceu bem na área, mas o bandeira assinalou o impedimento. Aos nove, foi a vez da equipe anfitriã chegar ao ataque, e levou perigo, mas Lucas defendeu. Aos 16’ o zagueiro Volnei saiu da zaga e foi até o meio-campo, finalizou forte para ótima defesa de Nayan. 

A equipe paulista respondeu três minutos depois, quando Vinicius recebeu e mandou uma pancada que bateu no travessão. Posteriormente, em ótimo contra-ataque Pedro Augusto finalizou para fora, levando perigo e Luiz Otávio recebeu e mandou no meio do gol. Aos 39’ Cesinha em velocidade, chutou cruzado e a bola passou perto. O duelo foi para o intervalo no 0 x 0. 

2º TEMPO

O Inter voltou para a segunda etapa com força total, e com segundos chegou ao ataque com Guilherme que tocou para Brenner fazer o corta-luz e Da Silva finalizar com muito perigo. Aos 10’ Juliano arrancou pelo meio, abriu espaço e finalizou, a bola passou perto do travessão e foi para fora. O meia voltou a aparecer quatro minutos depois, quando aproveitou o rebote da cobrança de falta, e fez o goleiro Nayan mostrar que está com o reflexo em dia. 

Aos 22’ foi a vez dos paulistas chegarem ao ataque. Em contragolpe rápido, Lucas defendeu a primeira finalização, no rebote Vinicius chutou, a bola desviou na zaga e passou perto. Devido ao forte calor, o árbitro decidiu dar uma pausa para hidratação, aos 29 minutos.  Aos 33’ minutos, a bola sobrou para Leandro, que sozinho, chutou na zaga e ganhou escanteio, era uma ótima chance. Nos 37’ o Taquaritinga também perdeu uma boa possibilidade, Gustavo e Robson tiveram duas oportunidades para finalizar, mas hesitaram e a zaga colorada afastou. Aos 51 minutos, o juiz encerrou o segundo tempo e a decisão foi para os pênaltis. 

PÊNALTIS

O Inter abriu as cobranças com Juliano, que converteu no canto esquerdo. João Mariano foi lentamente para a batida e fez o gol de empate. Volnei chutou num canto, goleiro pulou no outro. Richard cobrou a meia-altura no canto esquerdo e novamente empatou. Heitor cobrou rasteiro no mesmo canto do goleiro, mas marcou, Jemmes converteu o pênalti.

Dudu mandou no ângulo e acertou. Lucas Gaspar marcou e comemorou com um mortal. Cesinha chuta firme no canto esquerdo e da a vantagem aos colorados. Gustavo chuta, faz o gol e vibra muito. Erik chutou no meio do gol e o arqueiro pulou na direita. Vinicius marcou. Marco cobrou no canto esquerdo, o guarda-redes chegou tocar na bola, mas não foi o suficiente. Neguebe foi para a cobrança e chutou rasteiro na trave, final de jogo, Inter 7   x 6!

E AGORA?

O rival do Inter na terceira fase da Copinha será o Guarani. O time de Campinas venceu o Votuporanguense por 2 a 1, na Arena Plínio Marin, em Votuporanga. Data e horário da partida ainda serão confirmados pela Federação Paulista de Futebol.

MELHORES MOMENTOS

Avatar

Sobre Alexsander Vieira

Alexsander Vieira já escreveu 543 posts nesse site..

Olá, me chamo Alexsander Vieira, tenho 21 anos e um amor intenso por futebol. Sou estudante de jornalismo pela FAM. Quando pequeno, pensava em trabalhar com o futebol, como jogador. Por situações não harmoniosas esse sonho se dissolveu, porém achei outra maneira de continuar no esporte. Foi com as mãos que decidi trabalhar, informar minha nação com os melhores acontecimentos, e sempre ter credibilidade no que passo à frente.

Forza Football

 

Rivalo Apostas Esportivas
Avatar
Alexsander Vieira
Olá, me chamo Alexsander Vieira, tenho 21 anos e um amor intenso por futebol. Sou estudante de jornalismo pela FAM. Quando pequeno, pensava em trabalhar com o futebol, como jogador. Por situações não harmoniosas esse sonho se dissolveu, porém achei outra maneira de continuar no esporte. Foi com as mãos que decidi trabalhar, informar minha nação com os melhores acontecimentos, e sempre ter credibilidade no que passo à frente.
http://www.radioprado.com.br

Artigos Relacionados

Topo