Inter de Milão vence derby com maestria, e Napoli diminui diferença para Juventus

O G-4 do Campeonato Italiano entrou em ação neste domingo (17) e as emoções foram divididas, dois se saíram frustrados e os outros extremamente felizes e satisfeitos

O dia começou com a surpresa da rodada, a líder Juventus foi engolido por Pandev e cia, no Luigi Ferraris. Já as 14h30, Napoli suou dentro de casa para vencer a Udinese e está a 15 pontos da Vecchia Senhora. Para fechar o dia, o Derby Della Madonnina, em que a Internazionale entrou com mais vontade que o Milan e o ultrapassou na tabela.

Genoa 2 x 0 Juventus

Os visitantes claramante dominavam a posse de bola e buscavam caminhos para chegar, porém o primeiro susto foi mandante. Pereira deu ótimo lançamento a Kouamé que foi bloqueado por Rugani, no rebote Sanabria obrigou Perin fazer bela defesa. Na cobrança de escanteio, Romero aproveitou falha da defesa e chutou na trave.

Na continuação da jogada, a arbitragem assinalou pênalti por toque de mão de Cancelo. O VAR entrou em ação e viu que na realidade a bola bateu no braço de Kouamé, anulando a marcação. Essa não foi a única vez que o árbitro de vídeo apareceu, na segunda etapa, Dybala marcou gol depois de jogada de Can e Spinazzola, mas o alemão havua recebido passe em posição de impedimento, o que deixou zerado o placar.

O primeiro gol válido saiu aos 72′ com lei do ex. Pandev fez a jogada e rolou para Sturaro chutar com categoria e contar com ajuda do gramado para enganar o goleiro e estufar as redes. Dez minutos depois, o camisa 11 genovês armou contra ataque, achando Pandev livre para finalizar cruzado, assim decretando a vitória do Genoa.

Napoli 4 x 2 Udinese

O primeiro tempo foi extremamente movimentado. Pusseto isolou sua chance clara logo aos sete minutos. Depois de ir tão longe, dez minutos depois a bola achou o caminho do gol. Younes recebeu de Mertens e jogou na bochecha da rede para abrir o placar, que não ficou no 1 x 0 por muito tempo.

Aos 26′ o belga deu outra assistência, dessa vez, cruzou para Callejon chutar no chão, assim enganando o goleiro fazendo 2 x 0. O time de Udine não estava morto, após bela saída de bola, Fofana rolou para Lasagna tirar de Ospina e diminuir a vantagem. O marfinense estava inspirado, aos 36′ recebeu cruzamento da direita e fez bela batida para empatar ainda na primeira etapa.

David Ospina saiu de campo aos 44′ após choque na bola aérea e devido as dores, Meret entrou. Ao fim do tempo inicial, o outro começou tão animado quanto. Logo aos 57′, Callejon cobrou escanteio na cabeça do aguerrido Milik para repor o Napoli na frente.

Mertens cansou de dar passes a gols, para enfim, fazer o seu. Ele até foi a linha de fundo, porém cortou para o meio e bateu para fazer 4 x 2. Os mandantes conseguiram manter a vantagem na etapa final para se consolidar mais na vice liderança.

Inter de Milão 3 x 2 Milan

A maioria da torcida no San Siro era rossonera, mas nem parecia. A Inter saiu com a bola e foram domando ela até chegar o gol com dois minutos. Perisic recebeu de Vecino e cruzou na segunda trave, Lautaro ajeitou para o uruguaio na pequena área dar com toda sua força para abrir o placar.

O Milan acordou com Paquetá aos 31′ em arremate de fora da área que exigiu belo pulo de Handanovic para fazer a defesa. O brasileiro saiu no intervalo para entrada de Castillejo na equipe.

Mesmo após a mudança, o início foi biscione. Em jogada ensaiada de escanteio, Politano lançou em De Vrij para o holandês cabecear sem chances a Dommnaruma e fazer um 2 x 0 merecido. A felicidade com a larga vantagem no derby foi rapida. Aos 57′ Çalhanoglu centrou a falta para Bakayoko vencer a disputa no alto e fazer o primeiro rossonero.

Pouco mais de dez minutos depois, foi a vez de Politano carregar da direita para o centro e ser derrubado por Castillejo, o árbitro caiu junto com o italiano, mas se levantou e marcou a penalidade cobrada por Lautaro que chamou a si a responsabilidade e soltou a pancada que o goleiro só viu a bola dentro do gol.

As oportunidades, a partir dali, foram preta e vermelhas nas bolas aéreas. A primeira, aos 71′, Musacchio contou com desvios após lançamento para Handanovic espalmar no seu pé, o gol do 3 x 2. Castillejo deu perigo posteior a passe de Suso na segunda trave e o goleiro contar ajuda da defesa para afastar.

No último escanteio, Cutrone teve muita liberdade para bater, e viu D’Ambrosio dar um símbolo do que esse clássico significa. O criticado lateral interista se jogou de frente a bola e evitou o 3 x 3 para revolta da maioria dos torcedores que foram ao estádio.

Guilherme Ribeiro

Sobre Guilherme Ribeiro

Guilherme Ribeiro já escreveu 219 posts nesse site..

Sou Guilherme Ribeiro, 18, paulista da região do ABC, estudante de jornalismo, corinthiano, alucinado por futebol e louco por esporte.

Forza Football

 

Rivalo Apostas Esportivas
Guilherme Ribeiro
Guilherme Ribeiro
Sou Guilherme Ribeiro, 18, paulista da região do ABC, estudante de jornalismo, corinthiano, alucinado por futebol e louco por esporte.

Artigos Relacionados

Topo