Igualdade para Venezuela e Uruguai no hexagonal final do Sul-Americano Sub-20

Venezuelanos abriram o placar logo cedo, mas uruguaios foram buscar o empate já no final do jogo

Jogando no Estádio El Teniente, localizado na cidade de Rancagua, no Chile, as seleções de Venezuela Uruguai duelaram pela 1ª rodada do hexagonal final do Campeonato Sul-Americano Sub-20, na noite de ontem (29). O confronto ficou empatado em 1 x 1, com os venezuelanos saindo na frente e os uruguaios indo buscar o resultado e empatando no final do jogo.

1º tempo

A equipe uruguaia começou o jogo tocando a bola em seu campo, tentando controlar o jogo, enquanto os venezuelanos apenas cercavam, ambos iniciando a peleja com bastante estudo. Porém, aos nove minutos, em faltacobrada na área, o capitão Christian Makoun, zagueiro da Juventus, da Itália, aproveitou cruzamento de Sosa na área para abrir o placar. A bola passou por todo mundo na grande área e chegou próxima ao gol, dentro da pequena área, quando Makoun completou o cruzamento com o pé, debaixo das traves.

Os Charrúas então tomaram conta das ações do jogo e começaram a impor seu estilo. Tiveram muitas chances em escanteios, do qual, inclusive, ficam em 7 x 0 contra o rival, mas a pontaria não estava calibrada. A defesa venezuelana era firme e evitava deixar com que os Celestes chegassem a área, os forçando a arriscar de fora dela, sem perigo. Sosa, camisa 10 da Venezuela, mandou uma bola da entrada da área que tirou tinta da meta de Rodríguez.

2º tempo

Com desvantagem no placar, Fabián Coito fez mudanças ousadas no time. Sacou o lateral esquerdo Edgar Elizalde e colocou Maximiliano Araújo, que sabe fazer a função do companheiro que saiu, mas é muito mais agudo e atua também como ponta-esquerda. Também fez a substituição tradicional, saindo Pablo García e entrando Juan Manuel Boselli. Mas a partida permaneceu equilibrada, com poucas chances para ambos.

Entretanto, apesar de truncado, os uruguaios conseguiram empatar de forma semelhante ao rival. Boselli cobrou falta na área e bola passou por todos, mas não por Nicolás Acevedo, que meio desengonçado, desviou de joelho para o gol e empatou a partida aos 76’, colocando tensão no jogo para os instantes finais. Muitas faltas nos últimos minutos e duas oportunidades perdidas por parte dos Celestes que não conseguiram matar o jogo.

E agora?

As duas equipes somaram um ponto com o empate e estão empatadas na 2ª e 3ª posição, assim como Colômbia e Brasil que não saíram do zero e somar um ponto cada, todos atrás do Equador e à frente da Argentina, pois os equatorianos venceram os Hermanos por 2 x 1. Todos voltam a campo nesta sexta-feira (1), quando o Uruguai será visitante conta o Equador, às 20h50 (horário de Brasília), e a Venezuela mandante contra o Brasil, às 23h10 (horário de Brasília), ambos no Estádio El Teniente.

Melhores Momentos

Eric Filardi

Sobre Eric Filardi

Eric Filardi já escreveu 1165 posts nesse site..

Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 25 anos, jornalista de formação e apaixonado por futebol.Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, sou Peixe, sou Palestra e sou Timão. Sou da Colina, Botafogo, sou Flu e sou do Mengão. Sou Brasil, sou Hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 a 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões, sou Clássico das Multidões. Sou sul, sou nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, sou Raposa, sou Bavi e sou Grenal. Sou Ásia, sou África, sou Barça e sou Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas, que o estádio incendeia, sou Futebol na Veia.

Forza Football

 

Rivalo Apostas Esportivas
Eric Filardi
Eric Filardi
Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 25 anos, jornalista de formação e apaixonado por futebol.Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, sou Peixe, sou Palestra e sou Timão. Sou da Colina, Botafogo, sou Flu e sou do Mengão. Sou Brasil, sou Hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 a 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões, sou Clássico das Multidões. Sou sul, sou nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, sou Raposa, sou Bavi e sou Grenal. Sou Ásia, sou África, sou Barça e sou Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas, que o estádio incendeia, sou Futebol na Veia.
http://www.ericfilardi.com.br

Artigos Relacionados

Topo