História à vista

O final de semana na Barclays Premier League representou um capítulo importante na corrida pelo título da atual temporada. De um lado, Tottenham e Arsenal se enfrentariam em um jogo no qual só o vencedor ainda perseguiria o Leicester City, que foi até os domínios do Watford para seguir firme na liderança do campeonato inglês.

O clássico no White Hart Lane foi marcado por belos gols e por confusão entre torcedores adversários. O resultado não foi bom para nenhum dos dois. Tottenham e Arsenal empataram em 2 a 2 e passaram a torcer por um tropeço dos Foxes.

Mas o time de Claudio Ranieri, se não empolga pelo brilhantismo, encanta pela raça. Jogando fora de casa, o Leicester bateu o Watford em pleno Vicarage Road. A partida terminou 1 a 0, graças ao lindo gol do meia argelino Mahrez.

Restando nove jogos para o fim do campeonato, o Leicester segue firma na busca pelo título inédito que, caso venha a ser alcançado, representará um bem enorme para o futebol mundial. Com um orçamento enxuto, jogadores pouco badalados, mas com muita disposição e raça, os Foxes encantaram o mundo, ganharam seguidores e caminham a passos largos para desbancarem os milionários clubes do futebol inglês.

O Leicester brilha e consegue resultados através da entrega. O time se sustenta através do coletivo e o equilíbrio entre todos os setores é impressionante. No gol, o filho do lendário Peter Schmeichel dá segurança a uma zaga que ainda conta com Huth e Morgan que, embora lentos, posicionam-se muito bem e não têm comprometido. Na proteção da zaga, o maior ladrão de bolas da Premier League, o incansável Kanté. No meio de campo, o polivalente Albrighton e o habilidoso Mahrez dão suporte ao oportunismo de Vardy, que vive o momento mais mágico de sua carreira surpreendente.

Não há nada definido na Barclays. A tabela é generosa com o Leicester até a 35ª rodada. Nos últimos três jogos, Chelsea e Manchester fora de casa e o Everton jogando em casa, no Leicester Stadium. Mas se não há nada fácil para o Leicester, para o Tottenham a caminhada também será difícil. Enfrentará o Liverpool e Manchester na sequência e depois encarará o Chelsea.

Restando nove jogos, tudo pode acontecer, mas mantendo a garra, o Leicester poderá escrever uma nova história no futebol mundial.

André Siqueira Cardoso

Sobre André Siqueira Cardoso

André Siqueira Cardoso já escreveu 313 posts nesse site..

Sou André Siqueira Cardoso, tenho 21 anos. Aluno de jornalismo da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), atualmente trabalho em VEJA, com a cobertura do noticiário político. Apaixonado por esportes, jogador de futebol até hoje, tenho o sonho de cobrir uma Copa do Mundo.

BetWarrior

André Siqueira Cardoso
André Siqueira Cardoso
Sou André Siqueira Cardoso, tenho 21 anos. Aluno de jornalismo da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), atualmente trabalho em VEJA, com a cobertura do noticiário político. Apaixonado por esportes, jogador de futebol até hoje, tenho o sonho de cobrir uma Copa do Mundo.

Artigos Relacionados

Topo