Hédipo Gustavo: o atacante brasileiro em Myanmar

Na coluna desta semana, o atacante brasileiro conta as particularidades do futebol no país do Sul da Ásia que ainda é desconhecido pelo grande público

Quarta semana da nossa coluna sobre o futebol alternativo, desta vez, iremos rumo ao sul da Ásia, vamos conhecer os caminhos do futebol de Myanmar.

Como sempre, um brasileiro que seja destaque no país nos ajudará a explicar as particularidades do local fora do tradicional eixo do futebol. Hoje, Hédipo Gustavo, atacante do Shan United, será o nosso guia até Myanmar.

A Myanmar National League é disputada no formato de pontos corridos, composta por 12 clubes que se enfrentam em turno e returno entre os meses de janeiro a outubro. O campeão da MNL conquista uma vaga na fase classificatória da Champions League da AFC.

Marca da MNL (Foto: Reprodução/Wikimedia)

O FUTEBOL DE MYANMAR

Natural de Itajaí, Santa Catarina, Hédipo Gustavo tem 30 anos. O atacante tem passagens no Brasil por clubes como Sinop, Juazeiro e São Carlos. Já no exterior o jogador passou por clubes de Laos, Alemanha e Paraguai. Gustavo conta que sua adaptação no futebol de Myanmar foi tranquila e que o campeonato do país é bem organizado

“Myanmar apesar de ser um país desconhecido no futebol é um país muito organizado e correto na questão financeira, aqui ninguém tem problemas com salários”, contou o atacante.

O país do sul da Ásia tem mais de 51 milhões de habitantes, a língua oficial é o birmanês, mas, o inglês também forte presença na comunicação em Myanmar.

https://www.instagram.com/p/BsUWvL3lbAe/?utm_source=ig_share_sheet&igshid=wg5w5zhwy02t

SHAN UNITED

Hédipo Gustavo joga no Shan United, clube da cidade de Taunggyi, que tem cerca de 400 mil habitantes. O Shan passou a disputar a liga principal de Myanmar em 2016 e é o atual campeão do campeonato.

BKZ Staduim, local onde o Shan United manda seus jogos na MNL, tem capacidade para cerca de 7000 torcedores. (Foto: Site NewsMyanmar)

Além de Gustavo, outros dois brasileiros jogam no Shan: o centroavante Maycon Calijuri e o zagueiro Dedimar.

“Meu clube é muito família, desde o presidente, diretoria, comissão técnica e atletas, eles fazem o possível para que os atletas estrangeiros se sintam em casa”, disse o brasileiro.

VOLTA PARA O BRASIL

Ao ser questionado a respeito de uma possível volta para o Brasil, o atacante disse que a estabilidade financeira em Myanmar é um ponto a ser levado em conta.

“Hoje estou com 30 anos e penso na minha estabilidade financeira e, claro conquistando títulos por esse clube portas sempre vão se abrir em mercados maiores, então hoje meu objetivo é conseguir o título da Copa Nacional ou da liga”, conclui Hédipo Gustavo.

A temporada atual da Myanmar National League está apenas na sua segunda rodada. O líder do campeonato até agora é o Rakhine United com 4 pontos, já o time de Hédipo, o Shan United está na 6ª colocação com 2 pontos.

João Guilherme Dias

Sobre João Guilherme Dias

João Guilherme Dias já escreveu 18 posts nesse site..

Nordestino, estuda Jornalismo e tem três paixões: Fluminense de Feira/BA, Corinthians e Atlético de Madrid. Mas torcer para três times? Sim, o amor ao futebol não cabe apenas em único clube.


 

365 Scores

 

João Guilherme Dias
João Guilherme Dias
Nordestino, estuda Jornalismo e tem três paixões: Fluminense de Feira/BA, Corinthians e Atlético de Madrid. Mas torcer para três times? Sim, o amor ao futebol não cabe apenas em único clube.

Artigos Relacionados

Topo