Grêmio x Rosário Central – Prognóstico dos desesperados do Grupo H a Libertadores

Brasileiros e argentinos vão de favoritos do grupo a luta incessante pela primeira vitória na maior competição Sul-Americana

Pela abertura da 4ª rodada do Grupo H da Copa Libertadores da América 2019Grêmio e Rosário Central se enfrentam nesta quarta-feira (10), às 21h30 (horário de Brasília), na Arena Grêmio, onde só a vitória interessa para ambos, pois um empate pode ser fatal e a derrota eliminação na certa. As duas equipes ocupam as últimas posições do grupo, tendo apenas um ponto cada e no empate do primeiro jogo entre eles.

Grêmio

Sem vencer em três jogos na Libertadores, a situação gremista é complicada. A equipe do Rio Grande do Sul não depende mais só de si para avançar, pois mesmo que vença os três jogos, precisa que os rivais percam, visto que só pode chegar a 10 pontos e Libertad e Univ. Católica têm nove e seis, respectivamente. Após o empate na estreia teve duas derrotas, uma quando jogou bem em casa com o Libertad, mas perdeu por uma bola. Depois perdeu fora para a Univ. Católica, aí sim, jogando mal.

Os gaúchos não têm conseguido mostrar seu futebol que encantou o Brasil nos últimos dois anos. Na Libertadores foi apenas um gol marcado e três sofridos, algo que nem vale a pena fazer uma média. Por outro lado, lideraram o Campeonato Gaúcho com 29 pontos, sendo nove vitórias e dois empates, estando imbatível. Foram 29 gols marcados e apenas um sofridocampanha formidável. Avançando às quartas de final, 6 x 0 e um empate sem gols com o Juventude garantiram a classificação. Nas semis, mais uma igualdade sem gols na ida e um 3 x 0 na volta e estão na final contra o Internacional, em mais um Grenal.

https://twitter.com/Gremio/status/1115811696021594114?s=19

Desta forma, os Tricolores têm 18 jogos, sendo 11 vitóriascinco empates e duas derrotas. Por mais que os revéses tenham sido na principal competição que disputa, o time tem ótima média ofensiva na temporada, tendo 39 gols feitosmédia de 2,16 tentos por jogo e média defensiva de 0,22 gols sofridos. Obviamente que o nível técnico do Estadual é nivelado por baixo, mas, analisando números frios, é uma boa temporada. O técnico Renato Gaúcho não contará com Luan, um dos principais jogadores do time. O treinador o afastou para que pudesse recuperar a parte física debilitada desde uma lesão na sola do pé em dezembro, ou seja, o camisa 7 jogou no esforço pelo time.

No meio-campo, Matheus HenriqueJean Pyerre e Alisson deram mais intensidade ao setor sem fazer cair a qualidade técnica e podem iniciar. No ataque, André é o centroavante em melhor momento, mesmo com Diego Tardelli e Felipe Vizeu disponíveis. Marcelo Oliveira, polivalente jogador do time fez cirurgia no joelho e também não joga. O volante M. Henrique falou sobre a partida:

“Precisamos entrar focados os 90 minutos, não podemos ter momento de desatenção, são decisões. Ter agressividade para, quando ter oportunidade, matar o jogo e não dar brecha para o adversário. Sabemos da qualidade deles. Fazer o que sabemos de melhor, toque de bola, para tudo ocorrer certo”.

https://twitter.com/Gremio/status/1115741210067525633?s=19

Rosário Central

O que conforta os gremistas é a má fase do Rosário Central. Os argentinos estão na mesma péssima situação dos anfitriões na Libertadores, mas, diferente da fase dos brasileiros no torneio local, os Canallas fizeram um péssimo Campeonato Argentino, onde terminaram na 20ª posição (lembrando que são 26 times) e ficando em 19º colocação na tabela de promedios (que soma a pontuação das últimas três temporadas e tira uma média com o número de jogos feitos). Desta forma, é um dos candidatos ao rebaixamento na próxima temporada, caso não faça um ótimo ano.

Foram 25 jogos no Campeonato Argentino, sendo apenasseis vitóriasoito empates e 11 derrotas16 gols marcados e 26 sofridos. Aliado a estes números estão três jogos de Libertadores (um empate e duas derrotas) e um jogo na Copa da Argentina (empate), totalizando 6V, 10E e 13D. Foram apenas 20 gols marcados na temporada toda, uma baixa média de 0,69 tentos por jogo. Sofreram 33 gols, uma média defensiva de 1,14. Para piorar a situação argentina, a equipe vem de duas derrotas, contra o Libertad na última semana e para o Independiente na última rodada do Campeonato Argentino neste fim de semana passado.

https://twitter.com/CARCoficial/status/1115975931611549698?s=19

O técnico Diego Cocca, terceiro comandante do time na temporada, não terá vida fácil para escalar seu time. Isso porque seis titulares nem viajaram, já que o treinador disse que o foco é a Supercopa da Argentina, casos de Caruzzo (zagueiro), Allione, Bettini Gil (meias), lesionados, e Ortigoza (volante), Rinaudo Camacho (meias) e Zampedri (atacante), poupados. Mas há ao menos um ponto positivo, que é a volta do atacante Vergara, que volta após lesão no joelho. O comandante do ataque deve ser Herrera, com passagens pelo time gaúcho e também por Botafogo, Vasco e Corinthians.

Prováveis escalações

Grêmio: Paulo Victor; Leonardo, Geromel, Kannemann e Cortez; Maicon, Matheus Henrique, Alisson, Jean Pyerre e Everton; André. Técnico: Renato Gaúcho.

Rosário: Ledesma; Molina, Barbieri, Recalde e Parot; Villagra, Ojeada, Pereyra e Aguirre; Barrera e Herrera. Técnico: Diego Cocca.

Retrospecto

As equipes já se enfrentaram três vezes na história e o Grêmio nunca venceu o Rosário, sendo duas derrotas e o empate na primeira rodada. Duelaram na Libertadores de 2016, nas oitavas de final, com 1 x 0 para os argentinos no Brasil e 3 x 0 na Argentina. Mas Renato Gaúcho tem um fator positivo ao seu lado. O treinador, contra argentinos, tem 13 partidas disputadas desde seu retorno, com oito vitórias, três empates e duas derrotas, com a eliminação para o River Plate ano passado. E dois títulos: a Libertadores sobre o Lanús e a Recopa em cima do Independiente.

Aposta indicada: vitória do Grêmio por um gol de diferença, pagando: 1.23. (Grêmio) | 6.00 (empate) | 17.00 (Rosário Central)

Sobre a Spin Palace Sports

Casa de uma grande variedade de mercados de apostas, grandes probabilidades e ofertas especiais excepcionais, Spin Palace Sports é o único site de apostas online e móvel que você vai precisar. Como parte da prestigiada marca de jogos Spin Palace, o nosso spinoff de apostas esportivas oferece o mesmo serviço excelente, apostas seguras e protegidas e resultados justos. Você pode acessar Spin Palace Sports no seu desktop, ou se você preferir apostas desportivas móveis, você pode apostar enquanto estiver em movimento através do aplicativo.

Eric Filardi

Sobre Eric Filardi

Eric Filardi já escreveu 949 posts nesse site..

Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia.Sou Eric Filardi, paulistano de 25 anos, jornalista de formação e apaixonado por futebol. Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, sou Peixe, sou Palestra e sou Timão. Sou da Colina, Botafogo, sou Flu e sou do Mengão. Sou Brasil, sou Hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 a 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões, sou Clássico das Multidões. Sou sul, sou nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, sou Raposa, sou Bavi e sou Grenal. Sou Ásia, sou África, sou Barça e sou Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas, que o estádio incendeia, sou Futebol na Veia.

1X Bet
Eric Filardi
Eric Filardi
Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia.Sou Eric Filardi, paulistano de 25 anos, jornalista de formação e apaixonado por futebol. Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, sou Peixe, sou Palestra e sou Timão. Sou da Colina, Botafogo, sou Flu e sou do Mengão. Sou Brasil, sou Hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 a 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões, sou Clássico das Multidões. Sou sul, sou nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, sou Raposa, sou Bavi e sou Grenal. Sou Ásia, sou África, sou Barça e sou Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas, que o estádio incendeia, sou Futebol na Veia.
http://www.ericfilardi.com.br

Artigos Relacionados

Topo