Grêmio alcança o G4 e encerra o jejum em casa

A segunda melhor defesa do campeonato segurou as tentativas do Coelho e garantiu os três pontos
Grêmio

Com placar discreto e poucos torcedores presentes na Arena Grêmio, o tricolor conseguiu a vitória em cima do América-MG por 1 x 0. Porém, essas características não representam a partida que foi jogada por ambos os times. Mesmo com apenas um gol marcado, as equipes buscaram a todo tempo alcançar os três pontos. O Coelho criou boas oportunidades que poderiam ter tirado a vantagem do Grêmio. Mas, os constantes erros de passe do time visitante e a boa atuação da defesa gremista foram suficientes para segurar o resultado na 11ª rodada.

Apesar de fazer bom campeonato até então, os últimos resultados do América-MG deixaram a desejar. Após perder para o Atlético-MG, por 3 x 1, no Independência, precisava pontuar contra o Grêmio para evitar ficar em situação complicada na tabela. Como não conseguiu evitar a derrota, o time caiu duas posições e ocupa agora o 13° lugar. Já a equipe gaúcha, encerrou o jejum de um mês sem vencer em casa. Com os pontos alcançados na rodada o Grêmio chegou ao G4 e colou nos líderes.

1° tempo

A estratégia adotada pelo América-MG para enfrentar a segunda melhor defesa do campeonato foi começar o jogo de forma agressiva. A equipe mineira tentou ditar o ritmo da partida nos primeiros minutos e conseguiu fazer a primeira finalização pelo lado direito da zaga gremista. Mas, os erros de passe do Coelho fizeram com que o time da casa pudesse rapidamente recuperar a posse de bola e levar perigo ao gol de Jori. Éverton incomodou bastante a defesa do adversário juntamente com seus companheiros de equipe.

Éverton incomodou a defesa do América-MG (Divulgação/Lucas Uebel/Grêmio FBPA)

E aos 31 minutos, os esforços do jogador foram recompensados em uma jogada iniciada por Cícero no campo de defesa, que fez grande passe para a área do América-MG. Éverton acreditou na jogada, tirou o goleiro com o peito e finalizou com a canhota para o fundo do gol. A vantagem acordou a torcida, mas também foi suficiente para despertar o Coelho, que partiu para cima nos minutos finais. As tentativas acabaram não oferecendo risco para ambos os goleiros.

2° tempo

O América-MG voltou para o segundo tempo buscando a vitória e nas poucas oportunidades que teve para chegar ao gol, levou perigo para Marcelo Grohe. Logo no início Gerson Magrão recebeu boa assistência de Ademir e finalizou de primeira, obrigando o goleiro adversário a fazer uma grande defesa. Aos oito minutos, Éverton voltou a receber um passe longo que o deixou de cara para o gol. Dessa vez, Léo Moura serviu ao companheiro que foi travado pelo lateral Aderlan e saiu da jogada reclamando de pênalti.

Os técnicos tiveram que apostar em mudanças nas equipes para tentar mudar o jogo (Divulgação/Lucas Uebel/Grêmio FBPA)

Com poucas movimentações perigosas de ambos os times, os técnicos tiveram que entrar em ação e fazer as primeiras mudanças. Renato Gaúcho optou por tirar Lima e André para colocar Thaciano e Jael na sua formação. Já Enderson Moreira escolheu por fortalecer o sistema ofensivo fazendo a troca do lateral esquerdo Giovanni, por Rafael Moura. No fim da partida o Grêmio pressionou muito e teve claras chances de gol por diversas vezes, mas sem resultado. Rafael Moura também protagonizou uma finalização de perigo, porém sem conseguir o gol.

E agora?

O Grêmio fica na quarta posição do Brasileirão com 19 pontos, igualado ao Internacional (quinto) e há um ponto de Atlético-MG e São Paulo (segundo e terceiro, respectivamente) e sete do líder Flamengo, enquanto o América-MG fica na 13ª posição, com 13 pontos, igualado com a Chapecoense (14ª colocada). O próximo compromisso dos gaúchos é na quarta-feira (13), contra o Sport, às 19h30, na Ilha do Retiro. O Coelho enfrenta a Chapecoense, também na quarta, às 16h, no Horto.

Veja os melhores momentos da partida:

Vitória Quirino

Sobre Vitória Quirino

Vitória Quirino já escreveu 15 posts nesse site..

Me chamo Vitória Quirino, tenho 20 anos, moro na Baixada Fluminense do Rio de Janeiro e atualmente estudo o oitavo período de jornalismo pela UFRRJ.Sempre tive uma relação de muita paixão pelo esporte e pratiquei basquete, vôlei, atletismo e natação por toda minha infância e início da adolescência. O amor pelo futebol vem de berço e se aflorou a cada jogo assistido ao acompanhar meu time do coração. Sou aquele tipo de torcedora que chora, passa mal, troca de canal, xinga muito no twitter, mas nunca deixa de acreditar, nem por um segundo.

Forza Football

 

Rivalo Apostas Esportivas
Vitória Quirino
Vitória Quirino
Me chamo Vitória Quirino, tenho 20 anos, moro na Baixada Fluminense do Rio de Janeiro e atualmente estudo o oitavo período de jornalismo pela UFRRJ.Sempre tive uma relação de muita paixão pelo esporte e pratiquei basquete, vôlei, atletismo e natação por toda minha infância e início da adolescência. O amor pelo futebol vem de berço e se aflorou a cada jogo assistido ao acompanhar meu time do coração. Sou aquele tipo de torcedora que chora, passa mal, troca de canal, xinga muito no twitter, mas nunca deixa de acreditar, nem por um segundo.

Artigos Relacionados

Topo