Governo aceita retorno da Premier League, mas impõe condições

- Dentre as exigências, estão transmissões gratuitas dos jogos e investimento na base
Governo aceita retorno da Premier League, mas impõe condições

O sinal verde para a volta de Premier League foi dado, inclusive pelo governo britânico. Entretanto, as autoridades fizeram pedidos importantes para a retomada do futebol inglês. Além da atenção quanto à segurança e conformidade para evitar o contagio do Covid-19, os ingleses também solicitaram que a Liga invista nas divisões inferiores, nas categorias de base e principalmente, que realize transmissões gratuitas das partidas para que o futebol chegue a todos ingleses.

Dentre todas as reuniões realizadas recentemente, os envolvidos batiam na mesma tecla: resolver a data de retorno do Campeonato Inglês. Apesar das controvérsias e também com a volta do futebol alemão, a Inglaterra foi levemente pressionada em tomar uma decisão. Assim, o estabelecido foi para reiniciar no próximo mês, mas com os devidos cuidados e autorizado pelo governo do Reino Unido na última quarta-feira (13).

Continua a preocupação no “Projeto Recomeço”

No processo do projeto, as autoridades estão preocupadas com o outro o lado dos impactos no esporte na continuação pós-pandemia. O Secretario de Cultura, Oliver Dowden, impôs condições para melhorias no futebol pela igualdade em campo, visando evitar o colapso que as Ligas Um e Dois podem sofrer. Pois, essas divisões temem uma possível falência.

A Premier League que luta para a retomada, busca apoio do governo e espera o mais breve cumprir com os lucrativos contratos com a TV paga. Porém, segundo o tabloide inglês The Guardian, a EFL havia informado ao secretário britânico como funciona o repasse dos valores da Primeira Liga para as divisões menores. A Championship comunicou sobre o adiantamento dos lucros, mas observou que nenhum outro dinheiro seria transferido para a divisão finalizar a temporada. O que refletiu também no interesse das autoridades em relação à distribuição financeira e investimento dos clubes grandes.

“O governo está abrindo as portas para o futebol competitivo retornar com segurança em junho. Isso precisa incluir amplo acesso aos torcedores à cobertura ao vivo e garantir que os ganhos provenientes da retomada do esporte apoiem a família do futebol em geral”. Foram as palavras do político britânico à imprensa após reunião.

Apesar de ser difícil para a Premier League migrar para a TV aberta com seus acordos milionários com a TV paga, as exigências do governo sugerem a cobrança pela valorização de todas as camadas do futebol: desde a base as divisões menores. Mesmo que ainda, a retomada continue incerta com a crise pandêmica mundial e a saúde pública seja o principal assunto no momento.

Foto destaque: Reprodução/MKT Esportivo

Amanda Cruz

Sobre Amanda Cruz

Amanda Cruz já escreveu 147 posts nesse site..

Sou Amanda Cruz, formada em História e estudante de jornalismo. Paulistana, filha de pernambucanos e atualmente moro em Lorena/SP. Despertei minha paixão pelo futebol na Copa de 2006 e desde lá o amor só cresceu. Curiosa sobre o esporte e amante de História, gosto de estar sempre por dentro do assunto: acompanho boa parte de notícias e jogos, principalmente das ligas internacionais. O futebol é um esporte emocionante e como uma boa (futura) jornalista, escrever sobre ele é demais!

365 Scores

BetWarrior


Amanda Cruz
Amanda Cruz
Sou Amanda Cruz, formada em História e estudante de jornalismo. Paulistana, filha de pernambucanos e atualmente moro em Lorena/SP. Despertei minha paixão pelo futebol na Copa de 2006 e desde lá o amor só cresceu. Curiosa sobre o esporte e amante de História, gosto de estar sempre por dentro do assunto: acompanho boa parte de notícias e jogos, principalmente das ligas internacionais. O futebol é um esporte emocionante e como uma boa (futura) jornalista, escrever sobre ele é demais!

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notify of
Topo