Gabriel Jesus perde mais pênaltis do que acerta na carreira

Atacante do Manchester City perdeu a terceira penalidade seguida

Após outro erro de Gabriel Jesus que contribuiu na derrota do Brasil para a Argentina, a efetividade do ex-jogador do Palmeiras foi questionada. O centroavante da Seleção Brasileira conseguiu até aqui na carreira perder mais pênaltis do que acertar. Foram nove cobranças no total, cinco desperdiçadas e quatro convertidas. Em especial as duas últimas foram decisivas para o resultado. Primeiramente, em partida da Champions League, o Manchester City ficou apenas no empate com a Atalanta, e Jesus chutou para fora a penalidade. E na última sexta-feira (16), pelo Brasil, outra cobrança para fora. Por outro lado, em disputas de penalidades após o tempo normal, o atacante nunca errou.

Os erros e acertos

Gabriel Jesus só foi cobrar pênaltis quando pisou na Europa, e iniciou bem. Na primeira cobrança, acertou, pela Premier League, contra o Leicester. Entretanto, na sequencia, o primeiro erro aconteceu contra o Tottenham, mas a partida já estava decidida em favor dos Cityzens. A partir dai, os acertos foram contra Shaktar Donestk e Wolverhampton, duas goleadas do Manchester, e Gabriel tendo dois pênaltis na mesma partida contra os ucranianos. As desperdiças vieram junto com o próprio declínio técnico do atleta, sendo três delas neste ano de 2019. Ainda em 2018, mesmo goleando o Swansea, errou. No ano seguinte, perdeu na Copa América contra o Peru e as mais recentes contra Atalanta e Argentina.

Mas se as cobranças na marca da cal não forem no tempo normal, Jesus vai muito bem. Em seis disputas, acertou todas. Incluindo na Copa América, quando ficou encarregado de ficar com a cobrança decisiva, após empate em 0 x 0 com o Paraguai.

A insistência em Gabriel Jesus

O treinador da Seleção Brasileira, Tite, já mostrou em muitas oportunidades confiar muito em Gabriel. Seja dentro de campo, após desempenho pífio na Copa do Mundo, ou nos próprios pênaltis, bancando o atacante nas cobranças. O que causa muitas críticas dos torcedores em cima do comandante do Brasil. Jesus já jogou tanto aberto pela esquerda, quanto pela direita, centralizado, e mesmo assim não rende. Talvez Adenor espere que o atacante volte aqueles momentos mágicos nas Eliminatórias para a Copa do Mundo, em que o jogando como centroavante, marcou sete gols, o mesmo número de tentos de Messi e um a mais que Neymar.

Foto Destaque: Divulgação/CBF

Carlos Vinícius Amorim

Sobre Carlos Vinícius Amorim

Carlos Vinicius Amorim já escreveu 106 posts nesse site..

Carlos Vinícius Amorim, 20 anos, atualmente cursando jornalismo pelo amor ao futebol. Que se iniciou lá em 2005, com apenas seis anos de idade, já imaginam qual o clube, né. Sempre se informando e informando aos outros, buscando referências e fontes. Como o jornalismo manda.

BetWarrior


Carlos Vinícius Amorim
Carlos Vinícius Amorim
Carlos Vinícius Amorim, 20 anos, atualmente cursando jornalismo pelo amor ao futebol. Que se iniciou lá em 2005, com apenas seis anos de idade, já imaginam qual o clube, né. Sempre se informando e informando aos outros, buscando referências e fontes. Como o jornalismo manda.

Artigos Relacionados

Topo