Futebol Feminino em alta: Manchester City é a prova

Clube inspirou a profissionalização da modalidade na Inglaterra
futebol feminino city

O futebol feminino vem crescendo muito. Assim, o impacto da Copa da França, em 2019, pode ser definido como divisor de águas e grande incentivo para a modalidade. Segundo estimativas da FIFA, mais de um bilhão de pessoas acompanharam a competição que, nunca havia tido tanto destaque. No Brasil, os campeonatos começaram a ser transmitidos pela televisão também e, os recordes de público e audiência só crescem.

Agora, com 16 equipes na divisão principal, além da presença de jogadoras da Seleção Feminina, a modalidade está crescendo. Principalmente depois da medida que obriga os clubes de primeira divisão masculina possuírem também time feminino. Dessa forma, começam a nota mais uma forma de investimento. Afinal, as jogadoras podem se dedicar integralmente à carreira de atletas, gerando jogos de qualidade e causando maior interesse por parte do público.

Futebol Feminino no Manchester City

A equipe da Betway Esportes produziu um material sobre o crescimento do futebol feminino e, contou tudo sobre a influência do Manchester City nesse meio. Na Inglaterra, a profissionalização da modalidade feminina aconteceu na temporada passada e uma verdadeira revolução passou a fazer parte do país.

Juntamente a categoria principal, o clube possui diversas divisões de categorias de base. Somando, assim, mais de 220 mulheres. A estrutura fornecida pelo City Football Academy envolve 16 campos de futebol, academia e alojamentos, o que proporciona frequência de treinamentos e a formação de jogadoras cada vez melhores, além disso, o City Academy Stadium, o estádio utilizado pelas mulheres, possui capacidade para sete mil pessoas.

Steph Houghton, capitã do City e da seleção da Inglaterra, e Gavin Makel, diretor de futebol do clube, reforçaram a importância da profissionalização, para melhores condições de trabalho e desempenho. A jogadora conta que, antes de chegar ao time, não imaginava usufruir de uma estrutura tão completa e que, agora, se sente profissional de verdade.

O projeto comandado por Gavin Makel iniciou-se em janeiro de 2014, com o intuito de fazer as mulheres terem tanto sucesso quanto o time masculino. No entanto, cresceu aos poucos, e o primeiro título importante foi conquistado em 2016, a Women’s Super League, o campeonato inglês feminino. Somados a isso, são duas semifinais no título europeu. Em entrevista, o diretor conta que, o coração é a origem do clube que, por fazer parte da comunidade integra a todos.

Confira a entrevista a Steph Houghton e também com o Gaving Makel, Diretor de Futebol Feminino do City:

Foto Destaque: Reprodução/Betway Esportes

Emanuelly Cardoso

Sobre Emanuelly Cardoso

Emanuelly Cardoso já escreveu 155 posts nesse site..

Emanuelly Cardoso, 18 anos. Estudante de jornalismo, apaixonada pelo mundo da comunicação. Gosto de levar a vida com alegria e leveza. Sempre tive interesse por esportes, cultura e questões sociais. O futebol foi o tema que meu coração escolheu para falar sobre meus interesses e dar voz ao que me conecta com o universo.

BetWarrior


Emanuelly Cardoso
Emanuelly Cardoso
Emanuelly Cardoso, 18 anos. Estudante de jornalismo, apaixonada pelo mundo da comunicação. Gosto de levar a vida com alegria e leveza. Sempre tive interesse por esportes, cultura e questões sociais. O futebol foi o tema que meu coração escolheu para falar sobre meus interesses e dar voz ao que me conecta com o universo.

Artigos Relacionados

Topo