Fluminense vence em Montevidéu, e Nacional dá adeus à Sul-Americana

Uruguaios contaram com vacilo do goleiro Conde, onde saiu o gol da vitória marcado por Luciano

Jogando no Estádio Centenário, em Montevidéu, no Uruguai, pelo duelo de volta das quartas de final da Copa Sul-Americana, o Nacional recebeu o Fluminense e foi derrotado por 1 x 0 pelo tricolor carioca, ficando 2 x 1 para os brasileiros no placar agregado, o que causou a eliminação charrua na competição.

1º tempo

O Fluminense foi a Montevidéu disposto a vencer a partida e se classificar para as semifinais. Nesta proposta, se impôs diante do Nacional sem medo, sendo dominando do começo ao fim. Com velocidade e marcação forte, o tricolor carioca superou os gritos da torcida rival, que fazia uma linda festa, por sinal e não deixou os Decano jogar. Os cariocas tocaram bem a bola e levaram perigo em jogadas pelas pontas, especialmente pelo lado esquerdo. Luciano era o jogador mais inspirado do time e deu um ótimo passe para Ayrton Lucas que quase abriu o placar para os visitantes, mas a bola explodiu na zaga. Apesar do domínio brasileiro, o goleiro Conde não foi muito acionado. Por outro lado, Júlio César também não fez defesas. Aos 30 minutos, Everaldo invadiu a área e foi desarmado por Garcia. Os tricolores pediram pênalti, mas o árbitro Roberto Tobar ignorou os apelos pela utilização do VAR para revisão da jogada.

2º tempo

Na etapa complementar não deu nem tempo do Nacional respirar. Logo aos três minutos, o Fluminense abriu o placar numa falha grotesca do goleiro Conde, que errou feio na saída de bola, deixando a pelota nos pés de Sornoza. O camisa 10 achou Luciano, que teve a tranquilidade de driblar o goleiro e o zagueiro e tocar para o fundo das redes. Com o resultado adverso, o Bolso foi para cima dos cariocas para tentar o empate. Inteligentemente o time visitante recuou e apostou nos contra-ataques, uma vez que os uruguaios iam se expor. Mas não deu tempo de ninguém mais marcar, mesmo que o Flu tenha perdido um gol claro, aos 45’, quando Matheus Alessandro arrancou e ficou sozinho cara a cara com Conde, mas mandou para fora.

https://twitter.com/FluminenseFC/status/1058003225306005504?s=19

E agora?

Com o resultado o Fluminense avanças às semifinais da Copa Sul-Americana e enfrenta o Atlético Paranaense, que venceu o Bahia nos pênaltis. Antes dos duelos, o Flu tem o clássico contra o Vasco da Gama neste sábado (3), no Maracanã, às 17h. Já o Nacional volta às atenções para o Campeonato Uruguaio onde ainda tem a chance de buscar a primeira colocação da tabela geral e, caso vença na última rodada do Clausura e o Peñarol perca, terão vantagem na final do torneio. Os uruguaios enfrentam o Danúbio, em casa, no domingo, às 17h30 (horário de Brasília).

https://twitter.com/sulamericana/status/1057832346941079554?s=19

Melhores Momentos

 

Eric Filardi

Sobre Eric Filardi

Eric Filardi já escreveu 1045 posts nesse site..

Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 25 anos, jornalista de formação e apaixonado por futebol.Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, sou Peixe, sou Palestra e sou Timão. Sou da Colina, Botafogo, sou Flu e sou do Mengão. Sou Brasil, sou Hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 a 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões, sou Clássico das Multidões. Sou sul, sou nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, sou Raposa, sou Bavi e sou Grenal. Sou Ásia, sou África, sou Barça e sou Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas, que o estádio incendeia, sou Futebol na Veia.


 

365 Scores

 

Eric Filardi
Eric Filardi
Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 25 anos, jornalista de formação e apaixonado por futebol.Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, sou Peixe, sou Palestra e sou Timão. Sou da Colina, Botafogo, sou Flu e sou do Mengão. Sou Brasil, sou Hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 a 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões, sou Clássico das Multidões. Sou sul, sou nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, sou Raposa, sou Bavi e sou Grenal. Sou Ásia, sou África, sou Barça e sou Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas, que o estádio incendeia, sou Futebol na Veia.
http://www.ericfilardi.com.br

Artigos Relacionados

Topo